2



Antes que os atiradores de pedra comecem a mirar na minha cabeça, que fique claro: Eu sou todo a favor da educação. Eu penso que qualquer atividade que estimula positivamente o seu cérebro não é somente bom pra você mas necessário. Eu acredito também que ir à escola ou universidade nem sempre é sinônimo de educação, embora eu quisesse que fosse. E a culpa disso eu coloco no sistema educacional, nos pais, e nos alunos – não necessariamente nessa ordem. Mas isso é outro assunto e vai ter que ficar pra outro dia.
Deixando claro que eu não sou contra a educação, deixe-me dizer isso: Hoje em dia muitos pais adoram no altar da educação. Livros escolares são a Bíblia de seus filhos. Mensalidades escolares são seus dízimos. E seus próprios filhos são suas ofertas de sacrifício a um deus (a educação) que não pode livrá-los.
Suas orações? “Que o meu filho tenha boas notas para que ele possa ser alguém na vida e ter dinheiro.”
E pra conseguir a resposta à essa oração, estão dispostos a qualquer coisa. Mesmo, QUALQUER COISA. Eles são flexíveis com qualquer outra coisa, mas não comprometem a educação de seus filhos.
“Minha filha de 14 anos deu pra começar a namorar rapazes que eu nem conheço. Bem, o que eu posso fazer, você sabe como são os adolescentes, você não pode prendê-los em casa”. Muitos pais aceitam esse comportamento de suas filhas, contanto que ela seja ‘responsável’ com suas tarefas de escola.
“Nosso filho acha ir à igreja chato, mas é todo animado com vídeo games. Ele é menino, você sabe, nós não podemos arrastá-lo pra igreja.” Eu me pergunto o que esses pais fariam se seu filho ficasse em casa jogando vídeo game em vez de ir pra escola.
“Minha filha me desrespeita, não me ajuda em casa, e deu pra sair e beber com as amigas até tarde da noite nos finais de semana. Eu tenho me feito de cega, contanto que isso não esteja afetando suas notas.” Em outras palavras, “Eu vou aceitar abuso, vou sustentar uma preguiçosa ingrata, vou esperar até tarde da noite morrendo de preocupação até você chegar em casa bêbada – MAS NÃO COMECE A IR MAL NA ESCOLA!”
Quando foi que educação tomou o lugar dos antigos bons modos, valores morais, e fé? Quando ela se tornou substituta e até mais importante que eles?
Minha mãe se culpava por não ter tido condições de me colocar em uma escola particular. Mas ela fez um melhor trabalho de implantar certos valores em mim do que qualquer professor de Harvard jamais poderia. Para sua consternação naquele tempo, eu larguei a escola antes de entrar no meu último ano do colégio para me entregar ao ministério em tempo integral. Isso foi há 20 anos atrás. Ela lançou a base para uma vida de sucesso. Minha fé em Deus fez o resto.
E até hoje, tem dado tudo certo comigo.
P.S. Eu fui inspirado por essa frase de Jordan Grooms que li um dia desses: “Se Deus lhe chamar para ser missionário, não se rebaixe pra ser rei.” (Essa vai para os que optaram por fazer a Obra de Deus, colocando-a acima de uma universidade.)

Mas acho que foi Jó que acertou em cheio quando disse:
De onde vem, então, a sabedoria? Em que lugar está a inteligência? Nenhum ser vivo pode vê-la, nem mesmo as aves que voam no céu. Até a Destruição e a Morte dizem: “Nós apenas ouvimos falar dela.” Só Deus conhece o caminho; só Ele sabe onde está a sabedoria porque a sua vista alcança os lugares mais distantes do mundo; Ele vê tudo o que acontece aqui na terra. Quando Deus regulou a força dos ventos e marcou o tamanho do mar; quando decidiu onde a chuva devia cair e por onde a tempestade devia passar; foi então que Ele viu a sabedoria, e a examinou, e aprovou. E ele disse aos seres humanos: “Para ser sábio, é preciso temer ao Senhor; para ter compreensão, é necessário afastar-se do mal. Jó 28.20-28


Leia esta mensagem em inglês
Compartilhe!


Envie para um amigo por :

11 Comentarios em “Educação: O deus de muitos pais”

  1. Com certeza, homem de DEUS. Concordo plenamente com você. Olha, até agora não consegui ser mãe, tenho 10 anos de casada aproximadamente. E nem sei se serei,mas peço a DEUS.
    Eu agiria assim como o senhor nos ensina neste texto, com muito orgulho e vontade só para agradar a DEUS.
    Sou uma membra da igreja no Riacho Fundo – DF e nascida do Espírito Santo.

    Graças a DEUS, que a IURD existe e tantos homens e mulheres de DEUS também que sacrificam suas vidas e carne em prol da Obra só para nos ajudar.
    Hoje, sou uma outra pessoa. Mas, ainda tenho muitas coisas para vencer, agora, para LOUVAR AO MEU DEUS, e nunca mais agradar pessoas.

    Amei o post, se eu fosse mãe eu seria uma evangelizadora de meus filhos e NUNCA formação acadêmica viria primeiro, e sim, meu filho nascer de DEUS, ter um cárater de DEUS e um comportamento que agradasse a Ele. OS estudos viriam em segundo plano.
    Obrigada, bispo Renato.
    Vc e sua esposa são lindos e DEUS se orgulha muito de vcs como Seus servos.

    JOARA

  2. Raquel Dias 3 years atras

    Falo e disse , exelente

  3. >Olá Bispo!Quero deixar aqui meu comentário. Meu intuito não é causar oposição nem contradição referente a sua mensagemConcordo plenamente com o senhor em relação em relação a fazer da Sabedoria seu Deus. Sou universitário e tenho visto, inúmeras pessoas que vivem só para aprender, são pessoa muito sábias, mas são felizes. Se apegam muito aos estudos e esquecem de suas vida e principalmente de Deus.Ma sé como eu disse um dia no meu blog: A melhor vida, é aquele que há um equilíbrio. Se eu me dedico muito aos estudos, acabo esquecendo das coisas de Deus e assim vice versa.O incrédulo pode fazer a sabedoria o seu deus, pode ser infeliz, mas tem uma vida confortável, coisa que muitos cristãos não tem, porque ficam abitolados na Igreja e aguardando a vitória cair do céu.Tenho percebido algo errado de muitos pastores (isso digo com relação à todas as igrejas): Ficam dizendo que o jovem está negando à DEUS por não querer ir para o altar por querer fazer faculdade. Não vejo isso como um atitude de servo de Deus. não há necessidade de "fazer "pressão psicológica" para obter novos pastores para o prosseguimento da Igreja. Se a obra é de Deus, então convém o próprio Deus convencer os jovem e irem para o altar e não o homem.O que importa é servir à DEUS, não importa em qual posição (Bispo, Pastor, Obreiro, membro).Pra resumir: tem que ter um equilíbrio . .está firme com Deus e estudando mtu para alcançarmos grandes vitória para Glória de Deus e vergonha do diabo.

  4. Núbia Nataly 7 years atras

    >Eu penso o seguite:Alguem que deixa sua vida de lado para se entragar no altar cncerteza será recompensado.Lembro-me que pensava o seguinte:E se um dia eu estar com um pastor,e minha vida financeira,vou depender do meu marido?Muitas vezes pensamos tanto na nossa vida financeira e esquecemos que depois deste mundo se formos salvos haverá outro lugar e o que importa é:quantas almas foram salvas?Isto sim que importa para Deus,e o nosso galardão depende das almas e da nossa obra aqui.Quanto mais você fizer aqui para Deus,maior seu galardão lá.Faça um voto com Deus de se entregar no altar,e quando Ele chamar você vai e se entrega.Mas isto não é para qualquer um tem que ser chamado,e lhe garanto é a garantia da melhor escolha!

  5. >pouxa vida muito forte, mas é a pura realidade hoje em dia

  6. Idelmária FJB 7 years atras

    >Olá Bp.Eu concordo com o sr!Me fez enxergar melhor… e a ter mais discernimento sobre assunto.Eu copiei e colei sua postagem no meu blog, com os devidos créditos do autor.Obrigada Bp.

  7. >Não tinha reparado nisso,mas analisei os fatos e é verdade mesmo.Que Jesus continue te guiando.

  8. >Vou ser sincero, eu prefiro estudar, não pq desprezo Deus, mas é pq se for pra ser um mau pastor, prefiro nem ser. Não me vejo pregando a palavra, gostaria sim, de ajudar economicamente…mas é só minha opinião.

  9. Aline Dantas 7 years atras

    >Olá bispo, para variar o sr° sabiamente nos leve ao caminho correto e nos faz rever nossos conceitos, Deus o abençoe abundantemente e continue usando-o como vaso de honra!Aline

  10. Paully Santos 7 years atras

    >Óla Bp.Renato!Graças a Deus que meus pais não tem feito da educação o seu deus. Claro que eles tem procurado investir sim na educação não só minha, mas dos meus irmãos. Para eles tudo que nós quisermos adquirir para obter mais conhecimento, com certeza eles não pensam duas vezes em nos dá. Mas a maior riqueza que meus pais nos tem dado é aprender a viver pela fé. Lembro-me que quando eu estudava e chegava em casa toda alegre pelas notas boas que havia alcançado, minha mãe sempre mim dizia: "Parabéns, mas não se glorie em sua sabedoria e conhecimento; procure conhecer a Deus que essa é a maior gloria que o ser humano pode ter". E hoje graças a Deus estou na presença de Deus e servindo a Ele. Graças a boa educação que recebi dos meus sábios pais.Abraços!

  11. >Bispo, boa tarde. Que publicação bacana!!! Me identifico muito com ela, pois deixei pela metade o curso de Direito para me dedicar ao altar. Com certeza hoje minha mãe é muito feliz, não por ter uma filha juíza, mas por ter uma filha mulher de Deus, ganhando almas para o Seu Reino. Essa palavra foi especial pra mim. E que sirva de exemplo para tantos jovens que hoje tem que tomar a mesma decisão. Um abraço, Bispo.