EI! Não vá ainda

Fique por dentro de todo nosso conteúdo.

Aproveite também e assine nossa newsletter
para não perder mais nada.

Quase no final... Precisamos confirmar o seu endereço de e-mail.
Para concluir o processo de assinatura, clique no link existente no e-mail que
acabamos de enviar para você.

AVISO: O pecado não trabalha de graça


  • Eu não estou aqui para falar algo motivacional para você, mas para fazer um alerta. Leia com atenção esta Palavra em Provérbios (5.22-23): “Quanto ao ímpio, as suas iniquidades o prenderão, e com as cordas do seu pecado será detido. Ele morrerá, porque desavisadamente andou, e pelo excesso da sua loucura se perderá. ” Ou seja, o pecado não trabalha de graça. Como diz em (Romanos 6.23): “Porque o salário do pecado é a morte”. Ou como diz também o dito popular: um dia a conta chega.

    Quando uma pessoa escolhe viver no erro, ela só pensa nela mesma, não quer saber a quem vai prejudicar. Mas o pecado um dia vai bater à porta e vai cobrar a fatura. A conta pode ser paga com a vida dela, a não ser que ela se arrependa.

    Como um gato que brinca com o novelo, o diabo está brincando com você, jogando-o para lá e para cá: a vida financeira e o casamento estão enrolados; a vida emocional e a psicológica estão confusas. Você está perdido, seus caminhos estão trancados. A razão de estar vivendo nesta situação é o seu pecado. Você está pagando o preço por viver na desobediência e ignorar a Palavra de Deus.

    Você, que se diz cristão e é da Igreja, mas vive de aparência e hipocrisia, acha que ninguém vai descobrir seu pecado, mas está escrito em Números 32.23: “…o vosso pecado vos há de achar…”. As suas iniquidades o prenderão. Não esqueça que a Palavra de Deus não mente e o pecado não trabalha de graça.

    Mas fica aqui o alerta para você. Desperte e siga três passos. Primeiro, conheça o seu pecado, reconheça seus erros, sem justificativas, sem dar desculpas.

    Segundo, se arrependa diante de Deus, peça perdão e faça o mesmo com outros que você tenha ferido ou prejudicado. Você vai sofrer a pena, vai decepcionar alguém, mas esse é o preço. O arrependimento tem um preço, mas a outra alternativa é mais cara: é a morte. Então pague o preço, confesse, peça perdão e enfrente o que você tiver de enfrentar.

    Terceiro e último: não erre mais e não insista naquilo que você já viu que não funciona. Não se iluda com o sucesso temporário da vida em pecado, porque depois o pecado vem com tudo para cobrar a conta. Não se esqueça: “O ímpio morrerá, porque desavisadamente andou”. Mas você que está lendo este meu alerta não pode dizer que não foi avisado.

    (Você também pode ouvir o áudio acima – 8 mins)

     

     

    Veja também:

    Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

Acesse também

Free WordPress Themes, Free Android Games