EI! Não vá ainda

Fique por dentro de todo nosso conteúdo.

Aproveite também e assine nossa newsletter
para não perder mais nada.

Quero crescer, mas não me dão oportunidade


  • Quero crescer, mas não me dão oportunidade

    Pessoas trabalhando em posições inferiores ou medianas costumam reclamar que não há espaço para crescerem na empresa ou oportunidade para ocuparem cargos maiores.

    Na maioria das vezes, esse é um raciocínio falho. Sim, é fato que em toda empresa ou instituição pode haver o nepotismo, a politicagem e a troca de interesses. Mas isso acontece também entre as pessoas com cargos inferiores. É apenas uma realidade da vida.

    O que muita gente não entende, porém, é a lei da raridade: tudo o que é raro e escasso comanda valor; tudo o que é comum e ordinário é desvalorizado.

    Essa lei é melhor observada em tempos de crise. Quando as empresas precisam enxugar seus gastos, logo pensam em dispensar funcionários. Aí vem a difícil decisão: quem iremos dispensar e quem iremos manter? Um dos critérios principais, por questão de sobrevivência da empresa, tem que ser quem dá o maior retorno. E é aí que os indispensáveis são mantidos e os dispensáveis… dispensados. Ou seja, não há crise para quem se faz indispensável.

    Agora eu pergunto: ser indispensável é uma decisão que a empresa toma pelo funcionário ou que ele toma por si mesmo?

    A verdade é que os líderes empresariais têm grande dificuldade de encontrar talentos para ocupar posições de grande responsabilidade em suas empresas. Não há falta de diplomados, nem de pessoas querendo usar a empresa para avançar suas carreiras, nem de gente pronta para receber ordens como robôs.

    Mas falta, sim, líderes, pessoas pensantes, interessadas em fazer a diferença, solucionadoras de problemas, que tomam iniciativa e não esperam ser mandadas. Há muitas vagas para essas pessoas. O que falta, são pessoas assim para preenchê-las.

    Ninguém disse que o mundo das empresas é um mundo justo. Injustiça acontece em todo lugar. A diferença está entre os injustiçados que só lamentam e os injustiçados que creem que seu potencial é maior do que qualquer injustiça, e portanto prevalecerá — nesta, em outra ou quem sabe em sua própria empresa.

     

     

    Veja também:

    Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

     Curta nossa página no Facebook. 0% de besteira garantido — ou o seu click de volta.

Acesse também

Free WordPress Themes, Free Android Games