EI! Não vá ainda

Fique por dentro de todo nosso conteúdo.

Aproveite também e assine nossa newsletter
para não perder mais nada.

Quase no final... Precisamos confirmar o seu endereço de e-mail.
Para concluir o processo de assinatura, clique no link existente no e-mail que
acabamos de enviar para você.

Fatos que muitos homens (e mulheres) não sabem sobre pornografia


  • Fatos que muitos homens (e mulheres) não sabem sobre pornografia

    Uma esposa nos perguntou:

    Meu marido olha quando as mulheres passam. Insiste em querer assistir filmes pornôs. Eu não gosto desse tipo de coisa. Ele diz que é normal, homem é assim… eu não acho. Até já pegou filmes escondidos de mim e assistiu quando eu não estava em casa. O que eu faço para tirar isso do meu casamento?

    G.M.

    Infelizmente seu marido é mais uma vítima da publicidade enganosa que promove a pornografia. Homens, e cada vez mais mulheres, têm acreditado na mentira que filmes pornôs ajudam a “apimentar a relação”.

    À primeira vista, sim. Porém, há estudos recentes feitos com homens que veem pornografia regularmente e as descobertas são muito negativas. Algumas consequências incluem:

    • O homem acaba diminuindo sua capacidade de ter sexo normalmente com a mulher, pois fica condicionado às outras mulheres virtuais
    • Não se satisfaz mais apenas com a mulher que tem
    • Pode desenvolver dificuldade na ereção se não ver algo pornográfico, ou até mesmo a disfunção erétil (impotência)
    • Acaba viciando em masturbação (diminuindo ainda mais seu desempenho com sua mulher)
    • Pode se aprofundar em pornografia mais pesada para sentir o mesmo efeito
    • Objetificação da mulher: quer usá-la como objeto de prazer, às vezes forçando-a a práticas sexuais agressivas no afã de imitar a pornografia

    Essas informações estão facilmente disponíveis em fontes médicas e científicas na Internet.

    E não se engane: aquela justificativa que todo viciado gosta de dar, “eu não sou viciado, paro quando quiser”, não funciona com nenhum outro vício, muito menos com a pornografia. Cientistas já descobriram que a pornografia tem o mesmo efeito no cérebro que o alcoolismo e a cocaína.

    Compartilhe essas informações com seu marido. Se ele não crer nelas, peça que apenas observe os resultados da pornografia no próprio comportamento dele. Se ele for honesto, reconhecerá que ela é prejudicial para ele como homem e para vocês como casal.

    O fato de muitos homens praticarem isso não quer dizer que é “normal”. Sugiro que você seja firme nesse ponto com ele e peça que mantenham o casamento de vocês livre disso.

    Falamos mais profundamente sobre esse assunto em uma palestra que fizemos chamada “Sexo em um Casamento Blindado”. Aliás, se o que ele busca é uma melhor vida sexual entre vocês, seria ótimo se vocês assistissem o DVD juntos. [Saiba mais sobre o DVD aqui.]

     

    Veja também:

    Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

     

     

Acesse também

Free WordPress Themes, Free Android Games