EI! Não vá ainda

Fique por dentro de todo nosso conteúdo.

Aproveite também e assine nossa newsletter
para não perder mais nada.

João 14: Junto e misturado


  • João 14: Junto e misturado

    Entenda o Propósito de João, como fazê-lo, e acesse todos os comentários aqui.

     

    Continuando o discurso do capítulo anterior, Jesus conforta Seus discípulos e os prepara para a Sua partida. Em questão de menos de 24 horas Ele seria preso, julgado por um tribunal ilegal, severamente castigado e crucificado como um bandido. Tamanha brutalidade causaria um forte impacto nos discípulos, além de grande temor por suas próprias vidas. Por isso, a ideia principal do Senhor aqui é fortalecê-los para o que está por vir.

    Ele começa mencionando que iria para o Pai, e que agora os discípulos não poderiam acompanhá-lo, mas Ele iria preparar uma casa para eles e em breve voltaria para buscá-los. Essa linguagem pode parecer estranha e sem sentido para nós, mas não para os discípulos. Isso porque Jesus estava se referindo aqui ao costume praticado pelo noivo antes de se casar com a noiva, nos moldes do casamento judaico.

    Durante o período de noivado, o noivo preparava um quarto para a lua de mel. Esse quarto costumava ser construído na casa do pai do noivo. A câmara nupcial, como era chamada, tinha de ser um belo lugar para se levar a noiva. A noiva e o noivo passariam sete dias lá. O quarto tinha de ser construído de acordo com as especificações dadas pelo pai do noivo. O rapaz só poderia se encontrar com a noiva quando o seu pai lhe permitisse. Se alguém perguntasse ao noivo quando seria o casamento, ele dizia: “Não cabe a mim saber; só o meu pai sabe.”

    Assim como o noivo dizia à sua noiva que iria preparar um lugar para ela, Jesus disse aos Seus discípulos: “Na casa do meu Pai há muitos quartos, e Eu vou preparar um lugar para vocês. Se não fosse assim, Eu já lhes teria dito. E, depois que Eu for e preparar um lugar para vocês, voltarei e os levarei comigo para que onde Eu estiver vocês estejam também.” (João 14:2,3)

    Que conforto, que alegria saber que neste exato momento, o nosso Senhor Jesus está nos preparando um lugar para estarmos com Ele! Por isso, o cristão deve viver cada dia como uma noiva que aguarda o grande dia do seu casamento. Fidelidade, obediência, prontidão — pois só o Pai sabe o dia e a hora.

    Outro ponto marcante desse capítulo é a ênfase que Jesus dá na unidade e igualdade que há entre Ele e o Pai, o Pai e Ele, e também entre Ele e os que praticam Suas palavras. “O Pai está em mim, Eu estou no Pai, e Nós dois estamos em você que faz o que Nós mandamos. E como prova disso, Eu pedi ao Pai que lhe desse o Espírito Santo para ficar com você para sempre.”

    É mesmo como um casamento: os dois se tornam uma só carne. Se você aceitar se casar com Deus, Ele viverá junto e misturado com você, e você com Ele, começando aqui e agora através do Espírito Santo em você, e depois por toda a eternidade.

    Esta é a vida pela fé: juntar-se totalmente a Deus de forma que já não há diferença entre nós. Quem vê a nós, vê a Deus.

    Quem tem visto você, tem visto a Deus?

    21_dias_desafio_de_joao

     

     

    O Propósito de João virou livro!

    Agora você pode levar as 21 lições práticas com você e viver essa transformadora viagem no tempo em qualquer lugar.

    Se você foi ajudado através do Desafio, beneficie também um amigo, presenteando-o com um exemplar.

    Disponível para compra no Arca Center. Clique aqui.

     

     

    Ver também:

    Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

     

     

     

     

Acesse também

Free WordPress Themes, Free Android Games