EI! Não vá ainda

Fique por dentro de todo nosso conteúdo.

Aproveite também e assine nossa newsletter
para não perder mais nada.

Quase no final... Precisamos confirmar o seu endereço de e-mail.
Para concluir o processo de assinatura, clique no link existente no e-mail que
acabamos de enviar para você.

Stefanie nos escreveu


  • Stefanie nos escreveu

    Stefanie nos escreveu:

    A ficha caiu e eu vi que ainda não nasci de Deus, vi o quanto vazia eu sou. Venho buscando, mas parece que tem algo no meu coração que não sei o que é. Quero nascer de Deus, não aguento ser vazia, triste… O que eu faço, como descobrir o que tem me impedido de ter um encontro verdadeiro com Deus?
    Eu lhe perguntei:

    O que lhe faz pensar que não nasceu de Deus?

    Stefanie respondeu:

    Quando uma pessoa tem um verdadeiro encontro com Deus, ela jamais esquece daquele dia, e o seu interior muda completamente.
Quando li o livro Mulher V, a D. Cris relata a sua experiência com Deus, a transformação do seu interior.

Sei o quanto mudei, mas falta o “algo a mais”.

    Eu esclareci:

    Stefanie, o novo nascimento é um processo, assim como o nascimento de um bebê. Há a concepção, a gravidez, os 9 meses, depois o nascimento. E aí vem o crescimento. Ninguém nasce em um dia.

    A referência de que “jamais se esquece aquele dia” é o fato de que quando somos tocados para nos entregar a Jesus totalmente, a experiência é muito profunda. É quando você decide que não vai mais viver para você, fazer suas vontades, vai deixar por Ele coisas e pessoas de quem gostava muito etc. — por isso é marcante. Mas a marca é feita por esta decisão, não por uma emoção em si. A partir dessa decisão, digamos a “concepção” do novo eu, é que começa a transformação—o período em que a nova pessoa começa a ser formada em nós. Isso leva tempo, e pode até ser “aos trancos e barrancos”, quer dizer, muitas falhas e tropeços. Mas é sempre progressivo, melhorando mais e mais.

    Avalie por esta orientação qual o seu estado espiritual.

    Você já foi concebida—tomou a decisão de se entregar totalmente?
    Está grávida da sua nova criatura?
    A nova criatura ainda está se formando em você?
    Está sentindo as dores de parto—a luta para nascer?
    Já nasceu mas ainda está crescendo?

    Pense e responda a si mesma.

     

     

Acesse também

Free WordPress Themes, Free Android Games