Blog

Se você fizer uma pesquisa no Google, vai acessar vários links sobre os tipos de personalidades, uns dizem que são 16, outros que são 8, e por aí vai… e há vários testes com perguntas apropriadas para que você possa chegar à uma conclusão sobre quem você é. SINCERAMENTE, somos um pouco de muita coisa junta, o que faz a nossa personalidade ser costumizada, se é que podemos dizer assim. Mas temos algumas características mais fortes e predominantes que acabam dando a entender que temos só um tipo de personalidade.

Como falei no meu post anterior, uma das minhas características mais predominantes é a dramática. Vejo que isso veio no sangue, por parte de pai, mas o interessante é que o meu pai não é dramático… como se o troço o tivesse pulado e chegado a mim e a minha irmã, embora nós duas tenhamos personalidades um tanto diferentes. Estranho, né? Se as duas são dramáticas, não seria óbvio que as duas teriam a mesma personalidade? Não, não e não…

Cada ser humano é diferente e único. Ninguém é cópia de ninguém, e ninguém reage da mesma forma que ninguém. Quando você espera que alguém faça as coisas como você faz ou faria, ou vice-versa, você está sendo extremamente injusta. É assim que deixamos de desenvolver quem somos e o nosso lado fraco aparece.

Vamos voltar ao meu exemplo fazendo uma pergunta crucial:

Quando é que eu dramatizo?

  • Quando há muita coisa para fazer;
  • Quando recebo um desafio novo e difícil;
  • Quando o tempo é curto e não estou conseguindo dar conta de alguma coisa;
  • Quando perco controle de alguma área da minha vida ou situação pessoal;
  • Quando sou mal-interpretada;
  • Quando há expectativas minhas ou alheias ao meu respeito;
  • Quando as coisas não saem do jeito que eu quero.

Repare agora como essa lista tem a ver com a forma que eu lido com as coisas ao meu redor, como se houvesse uma fórmula e eu não estivesse seguindo-a corretamente.

Vamos voltar à lista, mas dessa vez questionando-a:

  • Quando há muita coisa para fazer – FÓRMULA: TUDO QUE VOCÊ TEM QUE FAZER TEM QUE SER FEITO, NÃO IMPORTA SE VOCÊ É UMA SÓ. Espera aí, que fórmula ridícula é essa? Se há muita coisa para fazer é porque eu terei que demorar mais para fazer tudo, o que é completamente normal. E se não der conta de fazer alguma coisa, é porque não deu e não porque fiz corpo mole.
  • Quando recebo um desafio novo e difícilFÓRMULA: VOCÊ TEM QUE FAZER PERFEITAMENTE, PORQUE SENÃO VOCÊ NÃO É MERECEDORA DELE. Ué, como um desafio é um desafio se você já deveria saber fazê-lo perfeitamente? Eu deveria ficar feliz por saber que estão contando mais comigo e que veem em mim algo a altura para tal desafio!
  • Quando o tempo é curto e não estou conseguindo dar conta de alguma coisa – FÓRMULA: VOCÊ TEM QUE DAR CONTA DE TUDO, SENÃO É UMA MULHER FRACASSADA. De novo, se não deu conta é porque não deu, pronto. O tempo não é de ninguém, nós é que temos que viver dentro dele. Será que isso no fundo não é um tipo de orgulho de poder mais tarde dizer para mim mesma que eu consegui fazer tudo dentro do tempo que determinei?
  • Quando perco controle de alguma área da minha vida ou situação pessoal  FÓRMULA: VOCÊ TEM QUE ESTAR SEMPRE EM CONTROLE DE TUDO. #RIDÍCULO Afinal, eu não sou Deus! Só Deus tem esse tipo de poder e talvez todo esse estresse é porque no fundo não queremos confiar nEle. 
  • Quando sou mal-interpretada – FÓRMULA: VOCÊ TEM QUE TER O RESPEITO E ADMIRAÇÃO DE TODOS, SENÃO VOCÊ NÃO TEM VALOR. #HELLO! Isso nunca vai acontecer!  O que importa é que eu sei quem eu sou e porque faço o que faço ou fiz o que fiz. Deus me conhece e isso é o suficiente. Não deveria me importar com o que os outros pensam ou deixam de pensar de mim, afinal, o que mais tem é gente que só vê coisa errada nos outros!
  • Quando há expectativas minhas ou dos outros ao meu respeito – FÓRMULA: VOCÊ TEM QUE SURPREENDER E SEMPRE ESTAR À ALTURA DAS EXPECTATIVAS ALHEIAS. #PRISÃOEMOCIONAL Quanto às minhas expectativas, elas são reais ou estou tentando ser uma super mulher? E quanto às dos outros, será que são tantas assim mesmo, ou será que eu não estou querendo exceder a todos? #orgulhonopedaço
  • Quando as coisas não saem do jeito que eu quero – FÓRMULA: TUDO TEM QUE SAIR DO MEU JEITO. Por quê? Porque eu sei mais que todo mundo? Porque me acho melhor que todo mundo? Gente, se as coisas não saem do meu jeito é porque ou o meu jeito não tá bom ou eu preciso ser mais paciente e ensinar os responsáveis a fazer do jeito que vejo ser melhor.

Se eu sempre questionar qual a fórmula que estou usando para me sentir da forma que estou me sentindo e questioná-la, eu vou parar com todo o drama de sempre. Isso se chama “USAR A RAZÃO”. E o meu erro tem sido justamente o oposto: “USAR A EMOÇÃO”.

Veja que, para mim, isso tudo é muito novo. A meu ver, eu estava na fé… que nada!

Estar na fé é usar a razão quando você tem tudo para usar a emoção.

Graças a Deus por essa revelação! Agora sim…

Na fé.

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post