Blog

No post anterior, falamos da importância de investirmos na vida espiritual, já que é ela quem está por trás de nossas decisões, ações e reações. Mas o investimento espiritual não é como os demais investimentos na vida, onde você estuda, pesquisa, e investe financeiramente.

A nossa vida espiritual não é fruto desse tipo de investimento, pelo contrário. Muita gente que investe dessa forma acaba com o seu espiritual! Ficam confusas e não sabem mais no que creem. São pessoas que vivem pulando de igreja em igreja, estudando vários tipos de religiões, tentando entender a Mente de Deus como se Ela estivesse disponível em um laboratório. E aí se frustram, porque quanto mais estudam, mais frustradas ficam, até perderem a fé de vez.

Investir na sua vida espiritual é primeiramente entender que o mundo espiritual não é como o mundo que conhecemos. Não se vê, não se explica, não se debate, não se condiciona, não se mede, não se deduz – simplesmente se crê.

Você tem de crer em Deus a ponto de confiar a sua vida a Ele e fazer o que tiver de ser feito para viver dentro de Sua vontade.

É assim que eu invisto na minha vida espiritual. Eu obedeço a Palavra de Deus e creio em todas as promessas que Deus me deu através dela, portanto, não tenho medo, não debato, não dou desculpas, não ignoro. Se está escrito, é para ser praticado.

Obedeça a Palavra de Deus. Esse é o maior investimento espiritual que você pode fazer, o resto, o Próprio Deus faz em você.

Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.
Mateus 4:4

Portanto, você que é um desigrejado e diz que está bem com Deus e não precisa de igreja para isso, leia a Palavra de Deus.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.
Apocalipse 3:22

Se o Senhor Jesus estivesse Se referindo à Igreja espiritual, não teria usado o plural.

Na fé.

 

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post