Blog

No início da caminhada cristã, a maioria das pessoas é temente, pois a memória do passado amargo ainda é vívida. Porém, sem o devido cuidado com a vida espiritual, o tempo empalidece essa lembrança, e os valores e princípios aprendidos, aos poucos, vão se perdendo.

O temor ao Senhor é o mais importante deles, pois é o que torna possível a obediência. Na ausência desse fundamento, a pessoa fica solta e sem freio para qualquer tentação.

Significa dizer então que ela está em grande perigo, porque, frequentemente, todos são incitados pelo mal a pecar de alguma forma contra Deus. Veja que o Próprio Senhor Jesus ouviu propostas tentadoras do diabo. No entanto, por temor reverente ao Seu Pai, resistiu firme e nos ensinou como devemos reagir rapidamente contra qualquer investida do mal.

Mas, quando a fé não anda mais de mãos dadas com o temor, a pessoa se torna vulnerável a esses ataques.

– Sem temor, ela não conseguirá mais manter sua integridade diante da facilidade em ser desonesta e roubar;

– Sem temor, ela não resistirá mais à tentação em clicar sobre o material pornográfico que rotineiramente chega sem solicitação;

– Sem temor, ela não se manterá mais serena e sem revidar às calúnias;

– Sem temor, ela não se oporá mais às más influências recebidas no trabalho, na escola ou na roda de amigos, sobre drogas, mentiras, sexo e maldades;

– Sem temor, ela não mais guardará o seu coração ao ser injustiçada e julgada;

– Sem temor torna-se impossível não se magoar ao ser prejudicado e traído por pessoas queridas;

– Sem temor, os desejos se avolumarão na sua mente aberta e desprotegida, e, mais dia menos dia, ela sucumbirá à carne que grita para ser saciada.

Mas, enquanto a pessoa sem temor tem muitos pretextos para cair, aquela que é temente, mesmo tendo motivos verdadeiramente desfavoráveis, permanece fiel. Ela tem tudo para se desviar da fé, porém o seu temor é uma defesa, por isso, luta para manter pensamentos, intenções e caminhos puros.

Veja que compreensão magnífica sobre temor:

O meu corpo se arrepiou com temor de Ti, e temi os Teus juízos.(Salmo 119.120)

 O salmista diz que não sente apenas amor pela Palavra de Deus, mas sua alma estremece de terror ao pensar nos juízos do Altíssimo em resposta ao pecado. Os pelos de seu corpo se eriçam contraídos em calafrios pelo pavor profundo da disciplina que poderia sofrer, caso transgredisse.

Repare que ele tem temor a Deus e temor de Deus, por isso se afasta do pecado.

Quem possui esse temor, teme e treme só de pensar em perder o privilégio da presença do Todo-Poderoso. Dessa forma, para não correr esse risco, se aperfeiçoa dia a dia na sua comunhão com Deus. Cada palavra ouvida ou lida nas Escrituras Sagradas fala profundamente e nutre seu espírito.

Em contrapartida, aquele que perdeu o temor pode ter conhecimento sobre as mesmas coisas, mas anda distraído até chegar o momento em que o diabo o derrubará com um único golpe!

Fundamentar a vida sobre o temor é fundamentá-la sobre a Rocha Eterna e assim viver seguro para sempre.

Até a próxima semana!

Colaborou: Núbia Siqueira

Participe! Deixe seu comentário sobre este post