Blog

Eu me lembro de uma pessoa com quem trabalhei que queria encontrar alguém para casar. Conheci um rapaz muito bom e logo pensei nela, mas em seguida pensei: “Não, eu não vou apresentá-la para ele porque ela é tão instável, uma hora está bem, depois está mal, tem temperamento forte… Depois eu é que vou ficar mal”. E a pessoa nem imagina…  Ela está se arrumando, indo à academia, ficando bonitona, ganhando dinheiro etc., mas não se dá conta de que a atitude, o comportamento dela, a maneira como fala e o perfil do Facebook (a começar com a foto!) dão uma impressão horrível. Tentei ajudar, mas ela não aceitou bem. O marketing dela sobre si mesma me impediu de apresentar alguém para um potencial relacionamento.

Assim como investe na carreira, trabalho e cuida do seu currículo (suas qualidades, realizações etc), também na vida amorosa você não pode ficar parado. Imagine se ficasse parado esperando uma empresa achá-lo. Nunca iria conseguir um emprego, por melhor profissional que fosse. Se age assim na vida amorosa, ou melhor, não age, mas fica “esperando em Deus”, dizendo que “Deus vai honrar”, você está equivocado. Deus nunca prometeu trazer marido ou esposa para ninguém. Você tem de achar, ir atrás. Esse ir atrás significa investir na sua vida amorosa como você investe em sua carreira.

Quais mensagens tem enviado por meio do seu comportamento, roupas, hábitos, amizades, postagens na Internet… coisas que falam a seu respeito e talvez deponham contra você?

Você não pode deixar essa parte da sua vida a desejar, achar que automaticamente as pessoas vão lhe apresentar alguém, que Deus vai deixar tudo o que está fazendo para trazer alguém para você. Crie conexões. Comece com as amizades. Deixe as ruins, pois não ajudam sua reputação. Forme boas amizades, com pessoas sérias, de caráter. E invista nelas. Um relacionamento normalmente nasce de uma amizade – ou com o amigo ou alguém que o amigo lhe apresentou. Por isso é um bom investimento. Assim você estará promovendo a si mesmo. Aí sim, Deus poderá honrar alguma coisa que você está fazendo.

Em resumo: sua reputação chega antes de você e fica por muito tempo depois que você vai. Trabalhe nela. Qual a mensagem que está passando a seu próprio respeito? O que está ajudando você ou atrapalhando? Corte o que o atrapalha e invista no que o promove.

(Trecho do livro “Namoro Blindado” disponível pelo arcacenter.com.br ou nas melhores livrarias)

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post