Blog

Embora muitos ignorem suas obras, e outros nem creiam na sua existência, Satanás é real e a sua ação é grande na Terra.

É claro que o diabo aprecia quem não acredita nas realidades espirituais vigentes no mundo, porque assim ele tem ainda mais liberdade de agir e permanecer no anonimato.

Então, vamos lançar luz sobre o seu modus operandi a fim de fazer com que cada vez mais pessoas estejam atentas para não cair em suas ciladas.

Enquanto os pilares do caráter de Deus são justiça, verdade, misericórdia e amor, a base do caráter de Satanás é a injustiça, a mentira, a maldade e o ódio. Tudo o que gravita em torno da natureza deste ser maligno é perverso e causa sofrimento ao homem.

Uma das maiores revelações do Senhor Jesus a respeito de Satanás se deu a um grupo de religiosos. Parece estranho, mas foi isso mesmo. O nosso Salvador não precisou falar tão profundamente sobre a ação do diabo com o gadareno, nem com a mulher samaritana. Porém, precisou escancarar a Verdade para uma plateia de religiosos que se julgavam filhos de Deus, descendência santa de Abraão e sabichões da Lei. No entanto, eles não amavam o Altíssimo, não obedeciam à Sua Palavra, não imitavam as obras de Abraão, o pai da fé, e, pior que isso, não reconheciam Jesus como Messias. Aliás, queriam até matá-lO, tamanha raiva que sentiam dEle.

Logo, o veredito foi dado pelo Salvador ao afirmar que, de Deus, eles não tinham nada, mas, eram sim, filhos do diabo. Essa terrível afirmação foi justificada pelo comportamento, pelas obras e pelos desejos que possuíam, os quais eram semelhantes aos de Satanás, o seu pai espiritual.

“Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” Jo 8.44

O Senhor Jesus disse também que Satanás foi homicida, ou seja, ele foi o responsável pela entrada da morte física, espiritual e eterna na raça humana.

Isso aconteceu no episódio da queda de Adão e Eva, que foi executada no Éden pelo diabo na identidade de uma serpente.  Para provocar o pecado e a separação do homem de Deus, a ferramenta usada por ele foi a mentira.

E podemos dizer que nisso Satanás é original. Isto é, quando ele mente, fala a língua inventada por si próprio, na qual é extremamente fluente; por isso, foi denominado de “pai da mentira”. Ele também compartilha desta habilidade com os seus filhos, para que sejam instrumentos aos seus propósitos.

Em Satanás, nunca haverá integridade, pureza, santidade ou verdade; afinal, ele é o mestre da ilusão, da falsidade e da corrupção.

Portanto, temos nessa declaração de Jesus uma valiosa instrução do quanto devemos estar vigilantes e sóbrios, porque o mal continua ferozmente assassinando pessoas por meio de suas mentiras. Então, estejamos atentos para não sermos envolvidos por elas, e, muito menos, que nunca venhamos imitar Satanás em suas obras, porque quem assim procede herda a natureza das trevas e se afasta completamente de Deus.

Saiba que não existe “mentirinha” inofensiva, pois foi por meio da primeira mentira contada na Terra que surgiu todo o caos que vemos hoje. Imagino que você não quer viver na desordem criada pelo mal, e muito menos, permanecer nela por toda a eternidade, não é mesmo?

 

Colaborou: Núbia Siqueira

Participe! Deixe seu comentário sobre este post