Blog

A Bíblia é um Livro de preciosíssimo conteúdo, e quem verdadeiramente valoriza sua vida valoriza também as Escrituras Sagradas.

Ela não é uma Obra de difícil compreensão, como muitos pensam. No entanto, como seu conhecimento é de natureza espiritual, ele está acessível àqueles que reverentemente creem no seu ensino e desejam, sobretudo, obedecer a ele.

Não é preciso ter uma formação teológica para entender e desfrutar desse Tesouro, pois senão o objetivo de Deus em deixar Sua Palavra para nós teria se perdido, haja vista que pouquíssimas pessoas têm acesso a um seminário.

Penso que todo cristão deveria ter sede em aprender mais sobre a Palavra de Deus, mas não com objetivos escusos, como ter um entendimento que mais ninguém no mundo teve, só para ostentar. Digo isso porque é comum, no meio religioso, vermos pessoas buscando o conhecimento bíblico, a fim de serem admiradas. Há outros que querem fundamentar seus próprios pensamentos e, para isso, buscam pressupostos teológicos para estabelecê-los como verdade.

Porém, se a sua intenção em ler a Bíblia é correta, saiba que você tem Deus, o Seu Autor, pronto a lhe dar a sabedoria necessária.

Ao leitor das Escrituras cabe também o entendimento para ver que existe uma grande diferença entre ler um salmo ou uma porção do Evangelho. Ou ainda, ler uma genealogia ou uma carta paulina.

Saber essas diferenças ajuda a não ser vencido pelas dificuldades do trecho em questão.

Outra ferramenta útil para nos auxiliar a aprender é buscar o sentido de cada palavra. Além disso, tentar fazer as perguntas certas ao Texto lido. Por exemplo: “Em que contexto se deu este fato?”; “Quem são as pessoas envolvidas na narrativa?” etc. Tendo essas respostas, será mais fácil compreender o que Deus disse naquele tempo e o que quer nos dizer agora. Com esse cuidado, mesmo o mais simples estudante conseguirá fazer uma breve exegese e hermenêutica das Escrituras.

Para finalizar, quero dividir com vocês uma frustração que tenho ao ver que grande parte da nossa geração está condicionada a ler apenas “caixinha de promessas” ou o versículo do dia, que é notificado pelos aplicativos de celular. Claro que eu creio que o Espírito Santo pode falar por meio de uma única frase. Eu mesma já fiquei dias meditando em um único versículo, mas isso não significa que as pessoas não devam ler a Bíblia de forma contextualizada. É muito importante a leitura de maiores porções do Texto, pois além de ser algo extremamente prazeroso, dará a você uma compreensão muito mais ampla da vontade de Deus.

Uma sugestão: escolha um livro e comece a lê-lo do início ao fim. Faça isso de forma sequencial, ou seja, versículo por versículo. Em alguns casos, ignore as divisões dos subtítulos, pois assim a história poderá até fluir melhor.

Até sua próxima leitura, medite (fique pensando) sobre o que você leu anteriormente. Isso trará uma transformação incrível para o seu interior, pois é impossível ler a Bíblia com reverência e não ser transformado por ela.

Depois, me conte nos comentários a sua experiência!

 

Colaborou: Núbia Siqueira

Participe! Deixe seu comentário sobre este post