Blog

Meu maior prazer é cuidar de casa, das coisas do meu marido e da nossa casa! Mas por esse cabresto ter sido imposto em mim, comecei a fazer e priorizar coisas para ninguém me achar louca por “apenas” cuidar do meu marido (e olha que não é uma tarefa fácil, são MUITAS coisas, além de material, tem a espiritual, psicológica, emocional, entre outras. É um trabalho pesado, cansativo, mas muito muito prazeroso e gratificante!) queria fazer algo pra dizer que faço isso e aquilo e ainda cuido de casa. Porém, o estresse veio e com ele o que mais tinha prazer em fazer eu não tinha mais tempo e quando fazia era de qualquer jeito, deixou de ser minha prioridade, estava exausta, marido de lado, estressada e infeliz.. mas estava sendo a mulher moderna! Não importa se estava infeliz, o que importa é que ia ter meu diploma, ainda que meu casamento fosse por água abaixo.

É MUITO difícil tirar esse cabresto de nós, porque a todo tempo tem alguém ali pra dizer o que você tem que fazer. Parei tudo! Minha família é meu maior sonho, posso ser louca ou até “burra”, mas eu não ligo pra diploma, status, ser isso ou aquilo.. eu estava me perdendo, não sabia mais quem eu era e nem pra onde estava indo mais, porque meu sonho mesmo eu não estava vivendo e sim o dos outros apenas para ser “aceita” e não criticada. Cansei! Cansei de não ser eu mesma!

Cansei de todo mundo achar que sabe o que é melhor pra mim e dizer que TENHO que fazer isso, TENHO que ser assim, não tenho nada! Eu tenho sim, que ser feliz, estar bem e realizada. E hoje minha realização é ser dona de casa, esposa, auxiliadora… sou casada a pouco tempo e tive o privilégio de não ter uma necessidade de trabalhar fora e poder nesse momento de adaptação me dedicar a ele e quase coloquei tudo a perder, por ao invés de aproveitar isso quis ser o que queriam que eu fosse.

Hosana

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post