videos

Continuação do post “Autoconhecimento V: Referência Masculina

Depois de alinharmos as nossas referências, temos de alinhar o nosso interior, pois é dele que vem tudo o que fazemos e pensamos.

O interior de uma pessoa é como o interior de uma linda casa, só quem vive nela pode dizer se é tão bonita quanto ela aparenta ser. É por isso que o coração é um tanto incógnito. Deus chega a dizer:

“Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o Senhor, esquadrinho o coração e provo os rins” (Jeremias 17:9,10).

O coração é tão enganoso que você pode pensar que ele está limpo enquanto, na verdade, está cheio de sujeirinhas e até crostas, exalando um cheiro ruim através de certos comportamentos e comentários.

É nele que se escondem os sentimentos que não nos orgulhamos de ter. E já que ninguém vai nos julgar por eles, os deixamos lá, jogados às traças, até nos esquecermos deles. Como se o fato de não pensarmos nem falarmos a respeito fosse, de certa forma, fazê-los desaparecer.

Mas não é porque não falamos deles que eles deixam de existir, pelo contrário, eles ganham força no anonimato!

O apóstolo Paulo chama esse mal interior de “frutos da carne”, que são justamente consequências de um coração enganoso:

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.” (Gálatas 5:19-21)

  • Adultério – não é só a infidelidade física, mas a mental também (Mateus 5:28)
  • Fornicação – sexo fora do casamento
  • Impureza – pornografia, orgia, malícia
  • Lascívia – sensualidade
  • Idolatria – adorar outra pessoa que não seja Deus
  • Feitiçaria – magia
  • Inimizade – falta de amizade, desejar o mal de alguém
  • Porfias – discussões, competição, teimosia
  • Emulações – sentimento que incita a imitar ou a exceder outrem
  • Iras – raiva, ódio, mágoa, rancor
  • Pelejas – brigas
  • Dissensões – discórdia, falta de entendimento ou divergência de opiniões entre duas ou mais pessoas
  • Heresias – interpretação errada da Palavra de Deus
  • Invejas – desgosto provocado pela felicidade ou prosperidade alheia, desejo irrefreável de possuir ou gozar o que é de outrem
  • Homicídios – não é só o assassinato físico (Mateus 5:21,22)
  • Bebedices – vício de beber
  • Glutonarias – gula, comer exagerada e excessivamente

Esses frutos normalmente vêm com os traumas, as decepções, sofismas, mentiras e a desestrutura familiar. Embora a maioria das pessoas já tenha passado por pelo menos um desses males, não precisamos continuar vítimas deles para o resto da vida!

O apóstolo Paulo nos dá uma alternativa. Em vez de vivermos pelos frutos da carne, podemos optar pelo fruto do Espírito, e é isso que faremos no próximo post 🙂

O vídeo abaixo explica ainda melhor o que tentei dizer nesse post, acompanhe!

Na fé.

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: