Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Sopa de minhoca

Assim como é impossível manter o casamento sem o sacrifício do casal, também é impossível manter um pacto com Deus sem o sacrifício pessoal.

Sacrifício de renúncia a si mesmo, sacrifício do peso da cruz e sacrifício de andar nas pegadas de Jesus, dia após dia, até a morte.

Pacto, aliança, parceria ou casamento exige entrega, dedicação e fidelidade.
Ou seja, fé e amor.

Além do Calvário, o Senhor Jesus continua sacrificando ao tolerar nossas falhas e fraquezas diárias.
Por isso, de nossa parte, temos de abnegar a vontade própria, suportar a cruz da rejeição dos filhos do mundo e andar nas pisadas dEle, dia após dia.

É fácil?
Não, não é.
Mas quem prometeu facilidade na conquista do Reino dos Céus?

Jesus adverte que a porta é estreita, o caminho é apertado e poucos chegam lá. Mateus 7.14

Disse também que:

…desde os dias de João Batista até agora, se faz violência na conquista do Reino dos Céus, e pela força se apoderam dele. Mateus 11.12

Portanto, quem acha que Jesus já sacrificou e que não tem necessidade de sacrificar também vai para o inferno, mesmo crendo em Jesus.

O Reino dos Céus não é para indolentes, preguiçosos ou para quem quer facilidades.
Quem quiser moleza que tome sopa de minhoca.

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: