Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

O Fruto do Espírito

Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio. Gálatas 5.22

Parece falha no texto. Paulo relaciona nove virtudes, mas um só fruto. Fruto, no singular, significa o coração. Não o coração adâmico, de pedra e rebelde, mas o novo coração de carne, transplantado pelo Espírito Santo.

Este verso poderia ser lido assim: Mas o coração do Espírito é: amor, alegria… Dar-vos-ei coração novo e porei dentro de vós espírito novo; tirarei de vós o coração de pedra e vos darei coração de carne. Ezequiel 36.26

Obrigatoriamente, os nascidos do Espírito têm novo coração e novo espírito. Novo espírito significa nova mente, a mente Divina. I Coríntios 2.16

Por isso, o novo coração reúne nove virtudes que identificam o caráter de Deus.

Como virtude do novo coração, o tipo de amor em questão não tem nada a ver com o sentimento possessivo, egoísta e carnal tão amado, idolatrado e cultivado neste mundo. Muito pelo contrário!

O amor, bem como as demais virtudes do novo coração, é como o do Eterno. Ele amou ao mundo de tal maneira, que deu Seu Único Filho para que todo o que nEle crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16. Esse tipo de amor bate de frente com o amor amado deste mundo. Sem a transformação realizada pelo novo nascimento, é impossível compreender isso.

O amor de Deus foi e tem sido sacrificial. Nada a ver com sentimento.
Quem ama com o coração do Espírito de Deus sacrifica pela amada e vice-versa. Porque assim como a fé, o amor exige sacrifícios.
Quem ama não quer casar para ser feliz, mas quer fazer o amado feliz.
Quem ama ao Senhor Jesus Cristo quer Lhe agradar com uma conduta sacrificial.

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: