Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Qual a voz que você tem ouvido?

Abraão tinha tudo: terra, parentes e a casa de seu pai. No entanto, ele ainda não havia gerado um filho.

Imagino uma voz dentro de Abraão, que ninguém ouvia, só ele e Deus, falando da falta de filhos. Duvido que ele vivia reclamando, murmurando, com quem quer que seja! Mas, certamente, em determinados momentos, a voz da revolta clamava: “Por que sou infrutífero?!”

ORA, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que Eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. Gênesis 12.1,2

Deus ouviu aquela voz dentro de Abraão e falou com ele. Abraão se uniu àquela voz, não a largou, e deixou tudo para trás. Foi até o fim da vida com aquela voz que ele havia se unido. Como consequência, chegou a velhice com tudo o que Deus havia dito que faria em sua vida.

Quando a pessoa tem a fé de Abraão e há algo infrutífero em sua vida, mesmo que ninguém saiba, há uma voz clamando dentro dela, um grito que ninguém ouve nem entende. E quando Deus fala, ela deixa tudo para trás, não ouve ninguém e vai, se une à voz do Altar até o fim!

Como ter a fé de Abraão e aceitar uma vida infrutífera?
Como ter a fé de Abraão e não se revoltar com a derrota?
Como ter a fé de Abraão e estar unido à voz da dúvida, do medo, da indecisão, da malícia?
Como ter a fé de Abraão e não sair do lugar?

Com qual voz você está unido?

Bispo Gonçalves
Colaborou: Bispo Gonçalves

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: