Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

O cão do Pastor

Existe um cão chamado pastor maremano abruzês. Ele nasce e cresce junto do rebanho, sua ligação com o rebanho deve ser sempre mais forte do que com os donos.

Quando o dono do cão solta as ovelhas, o cão tem que ficar atento, pois ele é quem as controla e protege.

Pensando nisso, podemos comparar com a vida dos servos de Deus, pois nascemos no rebanho, crescemos com o rebanho, estamos no rebanho e, por isso, a nossa ligação com as ovelhas tem que ser mais forte do que a ligação com a família ou qualquer outra coisa, até porque o Senhor Jesus disse:

Minha mãe e Meus irmãos são aqueles que ouvem a Palavra de Deus e a praticam. Lucas 8.21

O problema é que muitos nascem com as ovelhas, crescem com as ovelhas, mas querem ser servidos, querem ser tratados como Pastor, porque a ligação com a sua vida, família etc. é mais forte do que com o Pastor e Suas ovelhas. Eles se esqueceram que são cães pastores, auxiliares do Pastor.

As ovelhas estão soltas, e temos que estar atentos para guiá-las e protegê-las.

Pois só existe um Pastor: Jesus!

Eu Sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas. João 10.11

Nós somos o cão do Pastor, que privilégio!

Colaborou: Bispo Renato Valente

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: