Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

O crente Abraão

De sorte que os que são da fé são benditos como O CRENTE ABRAÃO. Gálatas 3.9

Atualmente, muitas pessoas deturparam a ideia de crença, que é de onde vem a palavra CRENTE.

Abraão, desde o início de sua caminhada da fé, mostrou a sua crença através da obediência na renúncia, dependência, confiança e sacrifício.

Mas será que os que se dizem crentes, nos dias de hoje, vivem essa mesma obediência, renunciando, se colocando na dependência de Deus, confiando nas Promessas dEle e sacrificando o seu eu, vontades e costumes?

Abraão não vivia em um tradicionalismo religioso, e muito menos preso aos costumes da sua época, ele CREU e OBEDECEU sem questionar.

O CRENTE ABRAÃO raciocinava, quando questionou a sua condição falando ao seu Senhor que não tinha um herdeiro, ele usava a cabeça e não as emoções.

O CRENTE ABRAÃO era fiel a sua esposa, mesmo que as circunstâncias de sua esterilidade lhe permitisse ter outra mulher, ele só tinha olhos para Sara.

O CRENTE ABRAÃO era da guerra, quando partiu para cima dos inimigos para resgatar seu sobrinho Ló.

O CRENTE ABRAÃO não ficava pulando de galho em galho procurando um sustento para a sua fé, ela estava apoiada na Voz do seu Senhor e somente a ela Abraão seguia, não ficava preso à opinião dos outros.

O CRENTE ABRAÃO não fugia do sacrifício do início ao fim de sua caminhada, ele sabia que era de fé em fé que se conquistava o prometido pelo Todo-Poderoso, por isso não se apegou a terras, à parentela ou ao seu filho quando o Senhor o pediu.

Por estas razões acima e outras mais, O CRENTE ABRAÃO não era fracassado na família, saúde, finanças e, sobretudo, em sua vida espiritual.

Essa é a vida do verdadeiro CRENTE. Se você não tem essa vida, repense a sua CRENÇA!

Quer mudar a sua vida? Então FICA A DICA:

Olhai para Abraão, vosso pai, e para Sara, que vos deu à luz; porque, sendo ele só, o chamei, e o abençoei e o multipliquei. Isaías 51.2

Bispo André Cajeu
Colaborou: Bispo André Cajeu

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: