Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Tem que haver a diferença, ou não?

Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não O serve. Malaquias 3.18

O SENHOR sempre deixou claro a diferença entre os justos e os injustos, como fez no passado entre os hebreus e os egípcios.

Essa separação se refere à qualidade de vida espiritual, sentimental, familiar, financeira e física daqueles que Lhe obedecem, pois Ele tem grande interesse de que as demais pessoas também O conheçam por meio dos testemunhos dos Seus filhos.

E essa diferença não se limita a esta vida, mas seguirá perpetuamente. Hoje, pode parecer que as pessoas perversas estejam progredindo, mas não será sempre assim. As obras de todos serão julgadas, e quando o tempo da recompensa chegar, ficará nítido como valeu a pena o esforço de ser fiel a Deus.

Portanto, a diferença entre os que servem ao Todo-Poderoso e os que não O servem tem que acontecer custe o que custar, a partir do momento em que a gente assume a crença na Sua Palavra e a obedece!

Afinal de contas, a Boca de onde saiu esta Promessa também garante:

Assim será a Minha Palavra, que sair da Minha Boca; ela não voltará para Mim vazia, antes fará o que Me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei. Isaías 55.11

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: