Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

A coroa

A mulher virtuosa é a coroa do seu marido, mas a que o envergonha é como podridão nos seus ossos. Provérbios 12.4

Vivemos numa sociedade em que coroas são meros enfeites de noiva e, portanto, não entendemos muito bem a importância e o que ela representa para um rei ou uma rainha. Mas o real significado de uma coroa é poder e legitimidade, quer dizer, pasmem, esse versículo bíblico diz que a mulher virtuosa é o poder e a legitimidade de seu marido!

Por quê? Será que um homem precisa de uma mulher virtuosa ao seu lado para ter poder e respeito dos outros? Não necessariamente. Há muitos homens poderosos e respeitados que não têm o privilégio de ter se casado com uma esposa virtuosa. A questão aqui é que a coroa para quem a tem é a LEGITIMIDADE desse poder.

Em outras palavras, só o homem casado com uma mulher virtuosa, de fato, MERECE esse poder!

E o que tem essa mulher virtuosa de tão especial para fazer o marido merecer tanto respeito e dignidade?

Se você ler o capítulo 31 de Provérbios, vai entender muito bem o que ela tem de tão especial, mas, basicamente, ela é rara, respeitosa, prudente, discreta, forte, graciosa, trabalhadora e temente a Deus. Nada mal, né?

Pensa no oposto dessa mulher: ela é vulgar, desrespeitosa, indiscreta, fraca, grossa, preguiçosa e carnal. É por isso que o restante dessa passagem, em Provérbios 12.4, fala que a que envergonha o seu marido (oposto da virtuosa) praticamente o destrói.

Voltando à mulher virtuosa, você sabia que o seu marido chega a ser conhecido entre os anciãos? Sem ela, ele seria mais um homem no mundo, com ela, ele é o cara!

E para fechar com chave de ouro, agora você entende melhor Provérbios 18.22:

Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do Senhor.

Essa esposa virtuosa, coroa de seu marido, não é uma mulher qualquer, nem está em todos os lugares, ela é um achado… ela precisa ser procurada para ser achada.

Na fé.

Cristiane Cardoso
Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: