Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Testemunha diante do Trono de Justiça

Não há como negar o poder de ofertar. Vitórias e derrotas dependem da fé de cada um, isto é, da entrega de cada um. As disputas esportivas, por exemplo, são ganhas no esforço, desempenho e dedicação dos seus participantes. Qualquer um que entrar numa disputa, se não acreditar em si 100%, vai perder.

A Bíblia Sagrada fala exatamente dessa entrega (oferta) total. Os que se sujeitaram a essa fé tornaram-se os heróis da fé.

Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões. Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados (o mundo não era digno deles), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra… Hebreus 11.33-38

Os heróis da fé não nasceram heróis. Fizeram-se heróis porque aprenderam a sacrificar por aquilo que criam de verdade. Foram intrépidos, corajosos e, sobretudo, sinceros. Suas vidas foram a oferta viva no Altar de Deus porque trocaram seus sonhos e projetos pessoais pela causa do Senhor Jesus Cristo.

A oferta representa a vida do ofertante no Altar. Ela sempre foi, é e sempre será a materialização da fé, da crença ou da dependência de Deus. É impossível manifestar essa fé sem se ofertar.

A oferta também testemunha se a fé do ofertante é sincera ou não. Como saber se o ofertante é sincero ou não? Deus sabe, porém, Sua justiça exige testemunha para o Dia do Juízo Final.

Por outro lado, a oferta é voluntária. Dá quem crê. Mesmo assim, não é qualquer oferta que agrada ou é aceita por Deus. Há que ser pura, sincera e de todo o coração. Do contrário, é rejeitada.

Exemplo:

E, olhando Jesus, viu os ricos lançarem as suas ofertas na Arca do Tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas; E disse: Em verdade vos digo que esta pobre viúva lançou mais do que todos, porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha. Lucas 21.1-4

A oferta da viúva testemunhou sua qualidade de fé porque ficou na total dependência dEle; As ofertas dos homens ricos testemunharam o contrário porque eram a sobra deles. A viúva chamou a atenção do Senhor Jesus que aproveitou seu exemplo para ensinar os discípulos o tipo de oferta que agrada a Deus. Mas a oferta dos ricos testemunharam contra eles e foram rejeitadas.

O mesmo se deu em relação às ofertas de Caim e Abel. A oferta de Caim testemunhou contra ele e foi rejeitada; Já a oferta de Abel testemunhou a seu favor, alcançando o testemunho (de Deus) de que era justo.

Pela fé Abel ofereceu a Deus maior sacrifício do que Caim, pelo qual alcançou testemunho de que era justo, dando Deus testemunho dos seus dons, e por ela, depois de morto, ainda fala. Hebreus 11.4

Creio ter sido essa a razão pela qual o Senhor Jesus ensinou:

Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6.38 Lucas 21.1-4

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: