Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Pobreza RICA x RIQUEZA Pobre

Bem-aventurados os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Mateus 5.3
Mal-aventurados os ricos em espírito, porque deles é o reino do inferno.

Pobreza em espírito não tem nada a ver com a pobreza material, haja vista que há pobres soberbos como há ricos humildes (Zaqueu). A pobreza em espírito trata de um profundo sentimento de humildade (como criança inocente), que reconhece sua miséria espiritual diante da Grandeza de Deus: condição do miserável perdido pecador. Se há esse olhar sincero para o interior, notar-se-á o quanto se depende da misericórdia do Altíssimo para perdoar e salvar.

O Reino dos Céus é dos humildes em espírito. Só o humilde em espírito reconhece e se submete (obedece) à Verdade – A Palavra do Senhor Jesus Cristo.

Aos arrogantes judeus religiosos, o Senhor disse: “…vós não credes porque não sois das Minhas ovelhas, como já vo-lo tenho dito. São os amaldiçoados do inferno neste mundo;
As Minhas ovelhas ouvem a Minha voz, e Eu as conheço, e elas Me seguem…” (João 10.26,27) – São os abençoados do Reino dos Céus.

O humilde de espírito tem consciência de que jamais será salvo por causa das suas obras de caridade ou justiça própria. O que adianta ser justo com poucos e injusto com os demais? Ele sabe que as boas obras não têm poder para compensar os seus pecados.

Portanto, do ponto de vista material, o Reino dos Céus não é para ricos nem para pobres, mas para os sinceros arrependidos. Embora fosse o rei de Israel, Davi entrava na presença do Todo-Poderoso confessando: “Mas eu sou pobre e necessitado…” (Salmo 40.17). Quer dizer, carregava no mais íntimo o reconhecimento que sem Deus não era nada nem ninguém.

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: