Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

O sono da morte

Nem sempre o sonho se dá durante a noite de sono. Os que sonham os sonhos de Deus o fazem durante o dia, porque aliam a fé com a razão.

Por outro lado, olhos atentos durante o dia não evitam o sono da morte. É o que tem acontecido com os caídos e teimosos.

Um dia, estiveram de pé. Conquistaram significativas vitórias em várias áreas da vida.

Mas, por um descuido na fé, se deixaram levar pelo sentimento e caíram.

Caíram por questões sentimentais, amor ao dinheiro ou por sentimento ferido. O motivo não vem ao caso…
O fato é que caíram.
Tinham como se levantar? Sim.
Conheciam o caminho? Claro!
E por que não o fizeram?
Orgulho.

O orgulho alimentava a ideia: o que vão pensar de mim? E a minha imagem?

Ou seja, não estavam preocupados por terem entristecido o Espírito de Deus.

Um dos maiores heróis da fé, senão o maior, confessou:

Cosi sobre a minha pele o cilício, e revolvi a minha cabeça no pó. Jó 16.15

Na sua maior dor e aflição, o rei Davi clamou:

Atenta para mim, responde-me, Senhor Deus meu! Ilumina-me os olhos, para que eu não durma o sono da morte. Salmo 13.3

Quem sabe você, minha amiga ou meu amigo, não esteja dormindo o sono da morte por conta do orgulho?

Livre-se dele enquanto você está vivo!
Melhor é viver humilhado do que descer ao inferno cheio de si.

Só o sacrifício é capaz de quebrar o maldito orgulho.
Tenha compaixão, ó meu Deus, dos possuídos do espírito de orgulho.

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: