isTablet() ) { ?>

Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

A paciência da fé inteligente


Como combinar a fé com a paciência? O que tem a ver a fé com a paciência?

Se a fé fosse ferramenta exclusiva de soluções imediatas como mágica, nada teria a ver com a paciência. Porém, a fé e a paciência são dons do Espírito Santo para os Seus filhos terem condições de enfrentar os problemas e vencê-los.

Paciência nunca foi o meu forte, porque não conseguia combiná-la com a fé. Sempre pensei que a fé atropelaria a paciência e resolveria meus problemas sem ter de esperar. Só que, após décadas na fé com meu Senhor, finalmente, aprendi que a paciência é uma das virtudes da fé inteligente. A paciência é perseverante mesmo sob as piores circunstâncias. Quanto mais firme é a paciência mais poderosa é a fé.

Mas o jovem na fé, por conta da imaturidade, não vê assim. Acha que pela fé as coisas têm de acontecer, custe o que custar e no tempo dele. Se observarmos suas atitudes, constataremos que tem usado a fé sem contar com a paciência ou a perseverança. Assim sendo, sua fé só tem visão para vencer. E quando perde, se vê frustrado, como se a culpa fosse de Deus.

Porém, se a fé é inteligente e é acompanhada de paciência, há consciência que ela, em princípio, tem de perder (semear, investir) para, então, lá na frente, colher seus frutos. É como diz o texto sagrado:

Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra (onde semeou), aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Tiago 5.7

O Espírito Santo ensina: que a prova da nossa fé opera a paciência. Tiago 1.3

O Senhor Jesus também ensina: Na nossa paciência, possuímos (salvamos) a nossa alma. Lucas 21.19

O Espírito de Deus tem me ensinado nos meus desertos que a fé sem a paciência não funciona para a Salvação eterna; que a fé é parceira inseparável da paciência. A fé sem a paciência pode funcionar de forma imediata na cura Divina. Mas não para a Salvação eterna.

…corramos com paciência a carreira que nos está proposta, olhando para Jesus, Autor e Consumador da fé, o qual, pelo gozo que Lhe estava proposto, suportou a cruz(com paciência porque tinha fé no Seu gozo futuro), desprezando a afronta (não fez caso dos deboches sofridos), assentou-Se à destra do Trono de Deus. Hebreus 12.1-2

Leia mais:
– 1º Dia do Jejum de Daniel
– 2º Dia do Jejum de Daniel

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: