isTablet() ) { ?>

Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Jacó foi ungido primogênito de seu pai Isaque;
Jacó teve a visão da escada cujo topo ia ao Céu;
Nessa visão, ele viu anjos subindo e descendo da escada;
Jacó ouviu a Voz do Senhor que estava no topo da escada;
Jacó prosperou e ficou mais rico do que seu patrão, Labão;
Jacó, até aquele momento, teve 11 filhos homens;
Jacó, novamente, viu o exército de anjos que Deus enviou para lhe assegurar proteção contínua.

Que motivo Jacó teria para temer seu irmão?
O medo é sinal de culpa. Afinal, quem não deve não teme.

Quando o suposto selado com o Espírito Santo carrega o mesmo espírito do medo e da angústia de Jacó, no mínimo, está possuído pelo espírito enganador.

Pode até ter algum sucesso do tipo de Jacó, porém, o espírito do medo não o deixa em paz, enquanto não remover a sua má consciência diante de Deus.

Como ter o Espírito de Deus e o espírito do medo? É possível o Espírito Santo conviver com o espírito do medo no mesmo corpo?

Apesar de Jacó ter tido visões Divinas e aparente sucesso, ainda assim, sua alma não tinha sossego. Infelizmente, essa é a condição da maioria dos “batizados” com o Espírito Santo. Tem carregado o espírito do medo porque tem carregado o mesmo pecado de Jacó: mau caráter.

Ao saber que Esaú vinha ao seu encontro com 400 homens, “Jacó temeu muito e angustiou-se…” Gênesis.32.7.

Então apelou ao SENHOR, dizendo:

Deus de meu pai Abraão, e Deus de meu pai Isaque, o Senhor, que me disseste: Torna-te à tua terra, e a tua parentela, e far-te-ei bem; Menor sou eu que todas as beneficências, e que toda a fidelidade que fizeste ao teu servo; porque com meu cajado passei este Jordão, e agora me tornei em dois bandos. Livra-me, peço-te, da mão de meu irmão, da mão de Esaú; porque eu o temo; porventura não venha, e me fira, e a mãe com os filhos. E Tu o disseste: Certamente te farei bem, e farei a tua descendência como a areia do mar, que pela multidão não se pode contar. Gênesis.32.9-12.

O Clamor

O desespero de Jacó o levou a clamar ao Deus de seus pais, Abraão e Isaque. Esse clamor desesperado não envolveu sentimento vazio, antes, mostrou revolta com fundamento, pois disse: Foi o Senhor Quem me disse para retornar à minha terra, e à minha parentela, e far-te-ei bem… Ou seja, a razão do meu tormento é porque estou obedecendo à Tua Palavra. Estou indo ao encontro de quem deseja me matar e não tenho condições nenhuma de enfrentá-lo. Veja minha situação! Meu irmão vem contra mim com 400 homens de guerra. O que eu faço??…

Mesmo assim o medo não o deixou. Mas Deus lhe deu uma direção: o que me adianta família, riquezas, promessas de Deus e o direito da primogenitura, se eu morrer?…

…tomou do que lhe veio à sua mão, um presente para seu irmão Esaú: Gênesis 32.13

Tudo o que tinha em troca de uma vida de paz e longe do medo.

O presente consistia em 200 cabras; 20 bodes; 200 ovelhas e 20 carneiros; 30 camelas de leite com suas crias, 40 vacas e 10 novilhos; 20 jumentas e 10 jumentinhos. Verdadeiro tesouro em termos daquela época no deserto.

…tomou Jacó suas mulheres, suas servas e seus 11 filhos e fê-los passar o ribeiro; e fez passar tudo o que tinha. Gênesis. 32.22-23

A partir daí ficou só e sem nada, na total dependência do Altar.

Então, o Anjo do Senhor lhe apareceu e o transformou, e ele pôde confessar:

Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva. Gênesis 32.20

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: