Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Drogas e Criminalidade

Infância perdida: o caos das drogas no Brasil

O crack consome cerca de 600 mil jovens e deixa outros 25 mil correndo sério risco de morte

Metrô Santa Cecília, centro de São Paulo. Um rapaz ajoelhado, na saída da estação, implora por dinheiro. A camisa rasgada está completamente molhada. Visivelmente drogado, o menino esfrega no rosto o sangue que escorre do nariz e ensopa roupa e chão. As pessoas passam e o máximo que fazem é balançar a cabeça negativamente.

Assim como ele, outras dezenas de garotos e garotas andam pelas ruas do centro da capital paulista confundidos com zumbis. Se esse rapaz for ajudado, pode ser que até os seus 19 anos ele consiga sobreviver, já que o Índice de Homicídios na Adolescência (IHA) estima que até 2012, em torno de 33 mil pessoas entre 12 e 18 anos serão vítimas de assassinatos. Entre as causas está o uso de drogas e tráfico. O IHA ainda estima que 13 jovens morram diariamente no País.

Pelas ruas das cidades, é cada vez maior o número de crianças e adolescentes que têm debaixo de viadutos e marquises o ponto de encontro oficial para utilização de drogas de todo tipo. O crack, a mais cruel delas, consome cerca de 600 mil jovens, e deixa outros 25 mil correndo um sério risco de morte, segundo o Ministério da Saúde.

Motivos para isso não faltam, visto que a maioria dos problemas que envolvem a juventude recai na maior parte das vezes sobre a família. Em muitos casos, a falta de planejamento familiar, a miséria, o abandono e os maus tratos expulsam as crianças do convívio em família para as ruas, onde serão vítimas de outras formas de violência e estarão expostas ao crime e vícios. E como esse ciclo só tende a fechar com a morte, para o Ministérios da Saúde, 50,5% da mortalidade entre adolescentes são conseqüências de agressão e homicídio.

Uma das soluções para a diminuição desse índice alarmante, o exemplo dos pais é muito importante na educação dos filhos. Apesar disso, muitos ainda insistem em levar as crianças para bares, fazendo com que os pequenos tenham a primeira experiência com álcool na presença dos seus responsáveis. É o que diz uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a qual relata que 46% dos adolescentes tiveram o primeiro consumos de álcool ainda em casa. O pior é que muitos pais ignoram o fato de que bebida alcoólica também merece atenção, principalmente porque o álcool também é considerado um tipo de droga, apesar de lícita. Mesmo assim, ela é a mais consumida entre os jovens e a que é usada mais cedo, com média de idade de 12,5 anos.

O uso cada vez mais cedo deste tipo de drogas lícitas ou não pode estar envolvido com o tipo de amizade ou companhia do adolescente, falta de orientação e de estrutura familiar, em que os pais mostram-se longe da realidade dos filhos o que tange aos perigos escondidos por detrás de músicas, artistas, filmes e festas que fazem apologia ao uso de entorpecentes.

Talvez seja pessimista a ideia de que a juventude está se reduzindo, aos poucos, em pó, álcool, comprimidos, tabaco e cachimbo. Mas, se o retrato do futuro for a imagem do rapaz do metrô, será difícil pensar que o futuro do País estará em boas mãos, se os jovens estão se deteriorando cada vez mais cedo. A não ser que a sociedade repense o que de fato é válido como conceito, valor e princípio, para que opiniões proselitistas e dogmáticas não dominem a mente e a inteligência das pessoas, fazendo-as acreditar que Deus está por trás de todas as desgraças e mazelas da humanidade.

Veja Também:

Pedofilia e violência sexual
Violência doméstica e maus tratos

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

  • Flavia

    Isso acontecer por falta de Deus e de uma base familiar.

  • Fabio de Oliveira Souza

    Eu já fui usuário de crack, e tive recaidas que destruiram a minha vida, mas o SENHOR JESUS me libertou, não faço mais uso, e gostaria de sensibilizar a todos que além de um vício, se trata de uma doença que pela medicina não tem cura, mas Deus pode fazer o impossível.

  • sheila

    bispo, cada vez que ouço falar ou vejo uma cena dessas é que sou mais a favor do aborto. se for pra ter um filho e deixar jogado assim, é melhor abortar mesmo.

  • Joselinda

    Que engraçado ninguém diz das almas ganhas para DEUS através da igreja fundada pelo senhor, mas eu posso dizer se hoje estou viva é graças a esta porta que no momento mais dificil de minha vida estava aberta para que eu tivesse a oportunidade hoje de falar das bençaos recebidas muito obrigada bispo por nunca desistir de nós. graças a DEUS.

  • Douglas

    Bispo, essa situação de droga e muito complicado pois eu sou ex usuario de droga, ja experimentei crack e um Desejo muito forte. Se a pessoa nao tiver uma força de vontade, e nao busca uma força em Deus, ela acaba se entregando a elas e ai vem oq estamos vendo, joven saido de casa para sustentar seu propio vicio e muitos matam e roubam pela droga, Mas quando Deus quer nao há para vicío nem um. So basta a pessoa cree, e sim tomar uma atitude de larga da quela vida, e viver a vida dela por Deus.

  • Carmen.

    Adorei o texto!!:)

  • Magno Melo - ES

    Eu tive a minha primeira experiência com o alcool aos 10 anos de idade quando meu pai deixava eu beber apenas a ESPUMA da cerveja; logo mais tarde tive muitos problemas com a bebida, este é apenas mais um exemplo de como os pais, com apenas umas brincadeiras podem acabar com a vida de seus filhos. Pensem…

  • Carmem Tenorio

    Olá Bispo Macedo!
    É lamentável vêem jovens e crianças abandonadas, muitas vezes pela própria família, e entregues aos vícios e violência. A maioria dos casos parte de uma família desajustada, e que não tem nenhuma comunhão com Deus. A IURD realiza um trabalho de evangelização que, Por sinal, é muito forte e abençoado, a fim de tirá-los desse sofrimento. Contudo, todos devem refletir e fazer algo para ajudar a mudar essa situação caótica que está aí, bem diante dos nossos olhos. Não basta dar esmolas ou mesmo um prato de alimento, Não! Eles precisam de ajuda, educação, orientação e de muito amor. Que Deus abençoe a todos!

  • Margareth Gama

    Bispo,

    Sou a favor do controle da natalidade e de uma nova “engenharia” para o mundo. Não concordo com uma sociedade que tem seus pilares sustentados na desgraça do próximo.

    Um grande abraço.
    MEG

  • Jorge

    Bispo, na minha opinião,para combater crescentemente até exterminar com esta praga de droga que destroi vidas no mundo inteiro,é necessario em primeiro lugar a presença de Deus na vida destas pessoas, em segundo força de vontade da pessoa querer ser ajudada e em terceiro interferência total de apoio dos governos federais e estaduais.

  • Maria Elza

    Bispo, este quadro dramático só vem aumentando, principamente por parte dos próprios policiais, que tratam os nossos jovens e adolescentes da periferia como se fossem verdadeiros marginais, perigosíssimos.! É lamentável e extremamente desumano o que acontece, e o que é pior tudo fica na impunidade, pois, do contrário toda a familia do jovem corre perigo de vida, ameaça feita pelos próprios policiais.O ensino médio oferecido pelo estado, não passa de mera formalidade política!

  • Elen gonçalves

    BISPO,eu fico revoltada quando vejo essas cenas pois tenho filhos ,fui mãe nova,e mesmo sem saber de nada criei junto ao meu esposo.e não aceito que as autoridades fiquem omissas é preciso ter um planejamento com essa familias pois as crianças precisam de atençao ,educação euma orientação espiritual.os pais também,pois sem essas regras de nada adianta .eu oriento bem meus filho ,deixo a minha filha ir sempre no grupo jovem para que se ocupe com sacoisa de DEUS ja que no mundo não há nada de bom .

  • Cintia

    Olá Bispo, realmente este assunto tem que ser discutido e denunciado, muitos se esquecem de falar sobre o alcool, o tabaco, remédios e calmantes que são drogas perigosas que causam mortes em numeros alarmantes e são lícitas, são consumidos por grande parte da população mundial e causa doenças, dependência e morte.
    As pessoas têm que depender de Jesus, e não de drogas.

  • Jaqueline Bezerra

    O diabo tem cada vez mais investido nesses jovens, eles tem sido o seu alvo príncipal, para futuros projetos em suas mãos. E Deus conta com os seus para mostrar para eles o caminho da verdade e assim encontrar a verdadeira libertação em Cristo Jesus. Jaqueline Bezerra da Silva

  • Neuza Lasso Ortiz

    Boa noite Bispo! O crescimento desenfreado da população,o desajuste dentro dos lares,a sociedade cada vez mais egoísta,políticos desonestos, enfim,a falta de Deus na maioria das pessoas e famílias,eu vejo como a causa de toda esta desgraça que ocorre no nosso país, e por que não dizer, no mundo todo. Porém está escrito que no final dos Tempos veríamos estas coisas e muitas mais,me corrija se eu estiver errada,por favor…

  • Paula (Brás)

    Bp. não suporto ver os jovens e pessoas jogadas nas ruas, me parte o coração se eu pudesse fazer algo q não fosse só evangelizar e sim cuidar das almas como até dos enfermos, faria com o maior prazer! Será que não há um meio de pensarmos em algo que possamos ir além da evangelização? Se tivéssemos muito mais condições de cuidar das pessoas largadas nas ruas,ou seja, ir além do que a IURD já faz e principalmente de conhecerem o Senhor Jesus seria muito melhor!

  • aristeu da silva souza

    BISPO, reamente a criminalidade chegou ao extremo, o assassinato do nosso BISPO JOSE CARLOS SANTANA, eu creio DEUS fara justiça.

  • ARISTEU DA SILVA SOUZA

    irmaos da IURD, realmente esta criminalidade ja chegou no limite, fato este que ocoreu em ¨pernambuco ¨o ÄSSASSINATO DO NOSSO BISPO JOSE CARLOS SANTANA . eu creio que DEUS fara justiça.

  • rose.f

    E em pensar que ainda existem religiões que são contra o controle de natalidade através de camisinhas anticoncepcionais etc.. Se a situação já esta ruim , imaginem sem estes metódos então… . E quanto a educação dentro dos lares oque dizer de pais que se embriagam na frente dos filhos?
    Se já não é facil criar filhos dando bons exemplos , é pior ainda se os maus exemplos estiverem dentro de casa.

  • Marilia

    Bispo,isto e uma triste realidade ,os pais precisam estar atentos ao comportamento de seus filhos,e por pior que seja a realidade é melhor saber a verdade. O traficante não e ninguém que chega na sua familia e se declara do mal, ele se faz de bonzinho de amigo da familia, oferece ao jovem um mundo encantador, mas no final ele paga com a vida.
    Mas com a fé podemos reverter qualquer situação, temos que ter coragem pra lutar pela nossa familia, pois ela é o bem maior.

  • Avelino - Angola

    Concordo com tudo, mas infelizmente tenho visto e ouvido casos do gênero no meu país de Angola. Cá as drogas são motivos de alegria pra alguns e tristeza para outros, canabis é usada a qualquer momento, dos 12 aos 70anos de idade por pais de família e estudantes.

  • Regina Idelmar Uchoa Jorge

    Olá, Bispo. Tenha uma semana repleta de vitórias, porque não dizer um novo mês mais que abençoado para todos nós. É muito triste ver por todo Brasil tantos jovens se destruindo a cada dia, o abandono, a falta de ajuda dos próprios pais e as mães, infelizmente sem responsabilidade, pois elas sabem como se previnir para não fazer um novo ser, nascer pra ficar nessas condições, se não pode cuidar que se cuide pra não engravidar e fazer eles sofrerem abandonados, como dói isso Bispo, DEUS vai dar a solução. Abraço.

  • Robson Campos

    BISPO, É UMA REALIDADE TRÁGICA, E VEJO DE PERTO ESSAS SITUAÇOES, SOU OBREIRO DA IGREJA E CONSELHEIRO TUTELAR DO MEU MUNÍCIPIO, CIDADE OCIDENTAL GOIÁS, ENTORNO DO DF, BISPO E DIFICIL MESMO, MAS O MAIS COMPLICADO É Q NA MAIORIA DAS VEZES ESTAMOS COM PÉS E MÃOS AMARRADOS, POR NÃO TER COMO AJUDAR, BISPO ESTAMOS PERDENDO MUITOS ADOLESCENTES E ATÉ CRIANÇAS PARA AS DROGAS, ALMAS ESTÃO SENDO CEIFADAS MUITO CEDO, TEMOS DE DEFENDER OS DIREITOS DESSAS CRIANÇAS, TEMOS DE ELEGER POLITICOS SÉRIOS E COMPROMETIDOS.

  • Jozaide

    SÃO MUITAS AS RAZÕES E FATORES QUE ENVOLVEM A SITUAÇÃO DOS JOVENS, PRINCIPALMENTE NO BRASIL, MAS TAMBEM É VERDADE QUE OS NOSSOS ESFORÇOS PARA AJUDAR TEM SIDO QUASE NULOS, A RESPEITO DO LIVRE ARBÍTRIO TEMOS DE RESPEITAR INCLUSIVE O DOS JOVENS, AS SUAS DECISIÕES E ESCOLHAS, AS QUAIS NÃO PODEMOS OBRIGÁ-LOS A NADA, MESMO QUE SEJA PARA O SEU BEM.
    OBREIRA JOZAIDE

  • Pró Edilza

    Bispo
    Basta lidar com essa realidade que é possível perceber que a família é em grande parte responsavel por essa desgraça que vem destruindo nossos jovens e adolescentes. Trabalho com essa faixa etária e convivo diariamente com essa realidade.
    Como Pedagoga percebo que a instituição “Família” se encontra em crise quase que “fatal”. Diariamente recebemos os pais os quais nos procuram e dizem :
    ” Eu não posso fazer nada para ajudar o meu filho.” Imagine a nossa situação como professora!!!

  • Rosangela

    Concordo com cada palavra colocada Bispo.Tudo começa em casa se não tivermos uma boa estrutura familiar fica dificil,lembro q meu pai me pedia para acender seus cigarros eu deveria ter entre 8 a 9 anos.Mas graças a Deus nunca quiz isso pra mim.Quantas crianças hj nunca receberam um beijo de bom dia e um abraço bem apertado,nunca ouviram Meu filho Mamãe te ama.Relações humanas deveria ser aplicada principalmente nas creches onde na maioria das vezes são crianças com a estrutura familiar abaladas.

  • maria paula

    É MUITO TRISTE MAS É A REALIDADE NÃO SÓ EM S. PAULO MAS NO BRASIL TODO .MAS GARÇAS ADEUS QUE AINDA EXISTEM ALGUMAS PESSOAS QUE SE IMPORTAM COM NOSSOS JOVENS,CONHEÇO UMA PESSOA QUE LEVAVA DROGADOS QUE LHE PEDIAM AJUDA PARA DENTRO DA PROPIA CASA JUNTO DA SUA FAMILIA .HOJE SÃO TANTOS QUE PEDEM AJUDA Q ELE ALUGOU UM SITIO E PAGA DA SUA APOSENTADORIA PARA AJUDAR ESTES JOVENS,INDEPENDENTE SE PODEM OU NÃO PAGAR OU NÃO.PEÇO ORAÇÃO PARA ESTE ESCOLIDO DE DEUS.QUE JESUS ABENÇOE A TODOS!!!

  • Thiago

    Olá Bispo,

    Se o aborto fosse legalizado neste país, com certeza essa realidade seria diferente! Tanta hipocrisia ao redor deste assunto, e a sociedade se esquece destas cenas do nosso cotidiano.

    Um abraço!

  • Lucy Medeiros-MS

    Realmente bp.Macedo, temos que lutar pelos nossos jovens!! Mais, o maior culpado não é só o Diabo não… os pais, estão deixando os ensinamentos se esvairem, e para serem “legais” estão se ausentando de sua MISSÃO a de EDUCAR, … até por que onde não há ORDEM – REGRA E DESCENCIA, não há VITÓRIAS. Hoje em dia as Crianças, adolescentes e Jovens, fazem o que querem e como querem, sem nenhuma repreensão dos pais. Isso é muito sério bispo,vou ORAR muito pelas FAMILIAS. Educar dói, mais liberta.Na f

  • Dormans

    Amigo Bispo,
    Concomitantemente, a educação familiar, saber dizer NÃO, buscar a Deus e permanecer, minimiza.

  • Simone

    Bom dia Bispo, na minha opinião é importante alguém lutar pela salvação desse jovem. Tenho como exemplo a família de meu esposo que também sofreu por causa de trabalho de macumba.A minha sogra ficou louca, e o meu cunhado e meu marido se envolveram c/ drogas.Graças a Deus a minha tia lutou por eles, a minha sogra ficou curada, meu marido e meu cunhado também se converteram, hoje são homens de Deus. Eles são lindos, pois são cheios da presença de Deus e estão sempre na fé. Um abraço p/eles bispo.

  • Daniel Ormes Retamiro

    A FORÇA JOVEM MINAS GERAIS, ESTÁ TRABALHANDO PRINCIPALMENTE NESSE SENTIDO COMBATER AS DROGAS E EVITAR QUE TANTOS ADOLESCENTES ENTREM NESSA FURADA! BISPO CONTE CONOSCO JUVENTUDE MINEIRA.

  • joel

    Bispo a criminalidade é uma realidade nos dias de hoje isso é fato.
    a sociedade culpa o governo, a justiça, a policia e até o brasil
    porém a verdade é que quem tem que tomar atitude é a propia sociedade ela tem que se mover com acoes sociais e com movimentos na educacao e na seguranca pois a seguranca do brasil nao depende de um punhado de pessoas e sim de um todo em si

  • Wesley Ferreira

    O FORÇA JOVEM ESPIRITO SANTO TÁ NA LUTA CONTRA ISSO VAMOS LUTAR TBM GALERA, TODOS CONTRA AS DROGAS!

  • Jorge Luiz

    Olá Bispo
    É uma realidade que nossas autoridades tem que encarar,senão seremos um país de idosos saudosos dos seus filhos e netos que foram vitimados pela drogas mais letal do mundo o CRACK.
    A IURD apresenta através do Grupo Jovem,uma saída.
    Oremos por nossos Jovens.

  • Rosângela da Silva

    Boa noite,Bispo.É,a realidade infelizmente é essa.Jovens se afundando cada vez mais nas drogas,em todos os sentidos.Se sentem vazios,e quanto mais preencher esse vazio,fica cada vez pior,porque esse mundo só tem isso para oferecer:ilusão,falsa felicidade,momentos que passam,e depois que o efeito acaba,aí,o desespero bate,pois é um caminho sem volta,a não ser,se a pessoa decide buscar a Deus,pois,só Ele pode ocupar o lugar,o vazio,que existe dentro de nós.Foi assim comigo.Hoje,sou feliz c/Jesus.

  • Paully Santos

    Bp. Como jovem que teve a vida transformada e que hoje tem cuidado de outros jovens , me revolta ver essa situação. O diabo sabe o potencial dos jovens e tem investido com todas as forças para destruir os mesmos, mas nem tudo está perdido;precisamos ver a realidade com olhos espirituais e nos concientizarmos que temos poder sobre essa situação. Problemas espirituais não se vencem com propostas governamentais e sim com homens e mulheres Cheios do Espirito Santo e dispostos a desfalecer o inferno

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: