2

 

SE VOCÊ TENTAR ser o pai de sua esposa ou mãe do seu marido no sentido de controlar sua liberdade, receberá em troca um parceiro que agirá como um adolescente rebelde.

Essa revolta poderá ser agressiva ou passiva, e sim, poderá ser muito errada também, mas o primeiro erro veio de sua atitude controladora. Não tente ser guardião do seu parceiro. Não fomos criados para sermos controlados e sim livres. Todo controle excessivo eventualmente gera rebelião.

O certo é: dê liberdade, mas exija o uso dela com responsabilidade e respeito à relação.

Entenda: liberdade com responsabilidade é apenas um aspecto de um relacionamento sadio, e não a solução para uma relação que está doente de outras enfermidades.

 

Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

Compartilhe!


Envie para um amigo por :