4

 

Amor não pode florescer em um ambiente de controle. Poucas coisas estressam mais uma relação do que as tentativas de um parceiro controlar o outro.

Amor deve ser dado e demonstrado livremente, não por pressão. Se é feito por pressão, não é por escolha própria, portanto não há amor.

Apenas quando há liberdade é que podemos dar e receber amor. Quando sou livre para ter outras pessoas mas escolho uma única, ela sabe a quem meu amor pertence.

Amor e controle não combinam. Amar é limitar minha liberdade por escolha própria, pelo bem de quem amo.

Se você tenta controlar seu parceiro, desista. Deixe claro quais são seus limites, e quais as consequências se não respeitá-los, mas não tente fazê-lo cumprir seus desejos à força. É como o limite de velocidade nas estradas. Está lá, mas quem quiser desrespeitá-lo é livre para fazê-lo — sob as penas da lei. Apenas deixe claro quais são os limites e as penas… E execute-as.

Se seu parceiro tenta controlá-lo, provavelmente ele ou ela tem problemas de insegurança. Procure ajudar reforçando seu amor e sentimentos por palavras e atitudes. Aí você poderá ser firme e resistir as tentativas de controle quando vierem.

 

 

Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

Compartilhe!


Envie para um amigo por :