2


Homens antigamente achavam que bastava trazer dinheiro para casa e colocar a comida na mesa para serem ótimos maridos. O resultado em muitos casos eram esposas excluídas, anuladas, vistas apenas como mães e donas de casa.

Hoje muitas mulheres, rejeitando este modelo, têm partido para a independência financeira para provarem que não precisam de um homem para sustentá-las. O resultado em muitos casais têm sido desde homens acomodados, sustentados por elas, até homens também anulados, desrespeitados por suas esposas que querem mandar porque pagam as contas.

Os dois estão errados.

Muito dinheiro ou a falta dele não significa casamento feliz ou infeliz.

Há casais que vivem em um bom casamento dentro de um barraco, como há os que vivem infelizes em um palácio — ou já repartiram o palácio no processo de divórcio (Angelina e Brad que o digam).

O que faz um casamento feliz são coisas que não custam dinheiro.

Respeito. Tempo. Atenção. Apreciação. Perdão. Sacrifício. Fidelidade. Carinho…

Nada disso se vende em nenhum lugar.

Portanto, veja se você não está tentando comprar a solução para seu casamento em vez de fazer o que o dinheiro não faz.

 

 

Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

Compartilhe!


Envie para um amigo por :