10

 

Mergulhe na sinceridade e responda estas perguntas:

Você sente ciúme quase que automaticamente quando alguém tem uma boa ideia e as pessoas ao seu redor gostam dela? Você vê outros como uma ameaça à sua posição? Costuma diminuir o talento de alguém porque teme que essa pessoa pode crescer mais que você?

 A raiz por trás desses sentimentos é a insegurança. Você nunca conseguirá ter relacionamentos saudáveis enquanto for inseguro. É um sentimento maldito que atormenta e enfeia as pessoas mais belas.

O começo de toda cura é o reconhecimento da doença. Por mais doloroso que seja, se esse sentimento se manifesta em você de tempo em tempo, admita que ele existe.

Em seguida, entenda que ele é um sentimento mentiroso. Teste a veracidade e validade dele:

  • Qual o problema de alguém ter uma boa ideia? Será que você é a única pessoa no mundo com boas ideias?
  • Quem não gosta de uma boa ideia? O fato de outras pessoas gostarem da ideia de alguém significa que elas não gostam de você?
  • Qual a maior ameaça à sua posição: os outros ou as falhas no seu próprio desempenho? E se outros realmente são uma ameaça, um pouco de competição não é bom para você melhorar seu desempenho também?
  • Falar mal ou minimizar o talento de alguém não fará você parecer mesquinho, sem visão e incapaz de pensar no bem coletivo? Não ficará pior para você do que se sentir feliz pela pessoa e ser conhecido como quem a descobriu e promoveu?

A insegurança pessoal costuma originar em uma maneira pobre de pensar. E uma das crenças que gera isso é a de que não há o suficiente para todos nesse mundo. E se não há o suficiente para todos, logo, eu tenho que lutar pela minha fatia — e todos se tornam meus inimigos.

Mudando essa maneira de pensar e questionando a veracidade e validade de sentimentos inseguros são formas certeiras de vencer a insegurança.

 

 

Veja também:

Cadastre-se nesse blog e seja avisado de novos posts…

Compartilhe!


Envie para um amigo por :