Blog

Aqui está o trecho de um artigo escrito por uma das feministas mais famosas, publicado recentemente pela revista Elle:

“É importante que as meninas não internalizem o senso de passividade ou inferioridade ou de segunda classe, e que os meninos não internalizem o senso de terem de ser mais fortes ou superiores ou de estarem no controle. O que mais ajuda é que os meninos sejam criados para criarem os filhos.”

Como assim? Os meninos precisam ser criados para criarem os filhos?

Gloria Steinem explicou que rapazes e moças não devem adotar papéis específicos ou estereótipos relacionados ao seu gênero; falou também da necessidade de remover completamente o conceito de gênero da nossa sociedade.

Remover completamente o conceito de gênero da nossa sociedade? O que isso quer dizer, afinal de contas? É errado que nossas filhas sejam femininas ou que nossos filhos sejam masculinos? Se as feministas pudessem impor suas crenças, elas iriam banir a Bíblia, e tudo o que Godllywood representa.

O trecho citado acima começa bem, onde diz que as meninas não devem aceitar ter um senso de passividade ou inferioridade e isso é verdade mesmo. Também diz que as meninas não devem se sentir como se fossem da “segunda classe” só porque são meninas. Isso também é verdade. O que vem a seguir é a realidade desse movimento, o que ele significa de fato: não permita que os meninos sejam líderes, que se sintam fortes ou no controle, faça-os criar os filhos em casa para que as mulheres possam finalmente curtir a vida focalizando em suas carreiras profissionais. Em outras palavras, emascule,  “castre” os homens, prive-os de sua masculinidade.

O movimento feminista é tão irracional que me faz lembrar de uma seita que se contradiz com tal fervor. Elas estão convencidas de que falam a verdade em nome de todas as mulheres, e querem que você acredite também. Sua filosofia é que as mulheres e as meninas precisam se livrar da opressão dos homens, tornando-se líderes. Isso significa liderar empresas multinacionais, ser eleita para altos cargos políticos, assumir universidades e mudar as leis para moldar o futuro do país. Não deixe que os homens liderem, porque eles são abusadores egoístas que nunca apreciaram a nossa força. Quando as mulheres governarem o mundo, os homens serão passivos, complacentes, e cumprirão com satisfação as tarefas domésticas, enquanto nós, mulheres, consertamos a besteira que fizeram. Embora eles não digam isso de maneira explícita, a mulher que tem prazer em deixar que seu marido lidere, que prefere cuidar de sua família ao invés de se lançar no mercado de trabalho, não passa de um parasita.

Mas é servindo na fé que você encontra poder, e não correndo atrás dinheiro e status social. É certo que Deus deseja que todas nós tenhamos uma vida abundante, só que o caminho para essa abundância é uma vida de submissão a Ele e às autoridades em nossas vidas (incluindo os nossos maridos)! Não deixe que ninguém lhe engane fazendo-a pensar que uma mulher que permite que um homem lidere se torna menos gente. Não pense que mostrar respeito aos homens por suas qualidades dadas por Deus diminui você. Não pense em forçar os homens em sua vida a se sentirem envergonhados por serem masculinos, ou pararem de tratá-la com respeito e gentileza por você ser do sexo feminino. As feministas estão famintas de poder, mas não entendem que o caminho de Deus sempre nos dá um poder que vai além daquele de qualquer presidente ou político. Não sacrifique os caminhos eternos de Deus no altar da opinião popular.

img_2017-01-06-104443

 

Colaborou: Evelyn Higginbotham

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com