Blog

Não tem sido fácil ser mãe nos dias atuais.

Aquilo que nunca imaginamos nossos filhos tendo acesso um dia, agora praticamente corre atrás deles, como se o mundo tivesse invadido o nosso lar, e nos tirado dele…

Eu e Renato atendemos a muitos pais todos os domingos e, a cada atendimento, sentimos a sua dor. No último domingo, uma mãe idosa, em lágrimas, veio nos contar o quanto seus filhos não quiseram vir com ela para a palestra, nem como pedido de Dia das Mães, e, para piorar, a xingaram antes de sair de casa. Uma mãe que os criou sozinha, sem ajuda de ninguém… agora o que ela recebe em troca é desprezo, desrespeito e falta de consideração.

Na minha mente, sempre vem o pensamento: nenhuma mãe merece isso! Por mais erros que ela tenha cometido na vida, por mais difícil tenha sido criar seus filhos, mãe sempre será mãe…

Mas fazer o quê? Não dá para abrir a cabeça dos filhos e fazê-los terem juízo, não é mesmo? O jeito é fazer o que podemos fazer… e aqui vai a dica que dei às mães nesse último domingo: seja a mãe que o seu filho precisa.

Esqueça a mãe que você sempre sonhou ser, ou a mãe que você aprendeu a ser com a sua… para ser mãe do seu filho, você precisa saber que tipo de mãe ele precisa nesse momento de sua vida.

  • Sua filha chega bêbada em casa, tarde da noite – ela não precisa de um sermão, mas de cuidados. Dê a ela um café, leve-a para o banho, coloque-a na cama.
  • Seu filho, na hora da raiva, a xingou – ele não precisa que você o xingue de volta, mas que você esteja acima da raiva dele. Perdoe-o e compreenda que o seu filho não está falando a verdade, mas sim a raiva que sente.
  • Sua filha dá mais atenção às amigas que a você – ela não precisa que você fique com ciúme nem que você a faça se sentir mal por isso. Seja a amiga de verdade, que a ama nas horas difíceis.
  • Seu filho casou com uma mulher que a despreza como sogra – ele não precisa que você faça o mesmo com a esposa dele. Seja paciente e faça por ela o que ela não faz por você, trate-a como filha.
  • Sua filha a culpa pela vida que tem – ela não precisa que você a culpe de volta. Peça perdão pelos erros que você cometeu e mostre a ela o que tem feito para não errar mais.

Você sempre será mãe, portanto, mesmo que o seu filho tenha se esquecido de você, você não precisa se esquecer dele. Contate-o através da oração. Pre por ele todos os dias, coloque-o nas Mãos de Deus, não desista jamais. Deus fará justiça e você ainda será  uma mãe realizada!

Lembra de Rebeca? Rebeca teve dois filhos, Esaú e Jacó. Quando eles cresceram, Esaú casou com mulheres que tiravam a sua paz e, para piorar, Jacó, o filho que a respeitava, teve de fugir de casa porque o seu irmão o havia ameaçado de morte.

Eu imagino o quão difícil os últimos dias da vida de Rebeca foram… ela, viúva, tendo de conviver com noras desrespeitosas e um filho cheio de amargura por ela ter apoiado a fuga de Jacó.

Rebeca não viu suas orações respondidas, mas elas foram não só respondidas mas descritas na Palavra de Deus! Jacó foi muito abençoado se tornando Israel, e Esaú fez as pazes com o irmão depois de muitos anos.

Nenhuma oração é em vão! Lute em oração pelos seus filhos e junte-se a nós todos os domingos, às 18h, no Templo de Salomão.

Na fé.

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post