Blog

Roller_coasterQuem nunca disse isso que solte o primeiro freio! Às vezes dá vontade de correr pra debaixo da cama quando nos vemos cheias de coisas para fazer, tendo que trabalhar cada vez mais e vivendo numa sociedade que parece nunca estar satisfeita com nosso desempenho.

Mas, ainda que se cante sobre um tal “dia em que a Terra parou”, podemos tirar nossa bolsinha da chuva, pois isso não passa de música mesmo! O mundo não para, o tempo não para e quanto mais queremos fugir disso, mais ficaremos atrasadas…

A Terra é como uma grande escada rolante e nós, os habitantes, somos como os passageiros desta escada. Você já observou como as pessoas se comportam numa escada rolante? Eu já. Principalmente quando morei em Londres e pegava o metrô para trabalhar. Lá, quem ficava parado do lado esquerdo da escada levava cotovelada, empurrão e uma baita bronca! Quem queria ir no ritmo da escada tinha que ficar do lado direito, deixando o esquerdo livre para quem quisesse subir andando. Aliás, destaco duas imagens do Museu dos Transportes de Londres, que ilustram a forma correta dos britânicos usarem as escadas.

let_walk

  Right_side

 

 

 

 

 

 

 

 

Mas, a conclusão que tirei dessa longa “escada da vida”, foi que há 3 tipos de atitudes:

  1. Dançar conforme a música – são os que ficam parados esperando a escada conduzi-los para seu destino: subir ou descer. Pelo que vejo, esta é a característica da maioria;
  2. Aproveitar a ajuda – são os que acrescentam um pouco de esforço e sobem andando para chegar mais rápido ao seu objetivo;
  3. Os que vão na contramão – são os que não querem seguir as regras, mas querem “inventar moda”, fazer tudo diferente. Eles querem subir, mesmo quando a escada está descendo.

O que podemos aprender com isso é que a maioria das pessoas segue um curso natural, evitando fazer qualquer tipo de esforço extra. O conceito é: se a escada está subindo, uma hora eu chego lá! Se forem promovidas no trabalho, tudo bem. Se não forem, tudo bem também, afinal, o fato de estarem trabalhando já é o suficiente.

Por outro lado, há aqueles que se destacam um pouco mais e aproveitam as oportunidades que surgem para atingir mais rápido seus objetivos. Geralmente, os que querem subir quietinhos pela escada acabam se incomodando com os que estão caminhando e passando a frente deles. Com isso, muitos logo reclamam: “qual é? vai tirar o pai da forca?” Quem fica para trás sempre ataca os que passam na frente. É inevitável.

E os que vão na contramão? Quem é essa gente? Estes são os que não esperam surgir oportunidades, eles fazem a oportunidade acontecer. Pode o mundo estar falando que está mal, mas em vez de engrossar o coro, eles fazem ficar bem. Só que tem uma coisa: para subir uma escada que está descendo é preciso muito esforço: tem que desviar de quem está parado, ignorar os xingamentos, driblar quem está descendo e, ainda por cima, tem que ser mais rápido que a própria escada. A recompensa? Chegar onde ninguém esperava!

E você? Que tipo de passageiro tem sido?

PS1: Quem quiser mais dicas de carreira e economia, visite o blog Bolsa Blindada clicando aqui.

PS2: Curta a fanpage e fique por dentro das datas de lançamento do livro Bolsa Blindada, em várias capitais no mês de agosto. Basta clicar aqui.

Nos vemos!

Colaborou: Patricia Lages

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

  • Luciana Araujo

    Eu tenho aproveitado muito a ajuda, mas quero ser daqueles que vao na contra mao.
    Obrigadapela incrivel mensagem.
    Abracos

  • Ligya Almeida - Cuiabá - MT

    Boa tarde Patrícia,

    Com certeza aqueles que querem a diferença devem pagar o preço, como os optam por subirem a escada rolante na contra mão, ouvem xingamentos, comentários maldosos, desviar dos que estão indo no ritmo da escada, assim é na vida para ter o que ninguém tem é necessário fazer e sacrificar o que ninguém fez. Este tem sido o meu alvo.

    Ótimo post, sempre nos mostrando o lado espiritual de coisas tão rotineiras que ao analisarmos nos acrescenta e muito.

    Beijos!

    • Patricia Lages

      Sempre acompanho seus comentários e é muito bacana conhecer a opinião das nossas leitoras. Obrigada por colaborar com a gente!! Bjs

  • JANE MARA

    Sair da zona de conforto. Esse é o segredo!!!!!

  • Oi Patricia!

    Que saudade de comentar aqui! Eu me considero na contra mão, e com certeza sim, é mais difícil, tem de ter força de vontade mais vale a pena!E sabe o que é melhor? Esse ciclo de andar na contra mão não nos deixa acomodar, estamos sempre mudando em algo, sempre há alguma coisa para melhorar!

    um beijo!

    • Patricia Lages

      Não some mais, Érika!! Estava sentindo falta das notícias de Omã! : )

  • Jéssica Villela

    Nossa, isso me fez lembrar de uma situação que passei na escada rolante rsrsrsrs.
    Estava com uma amiga ao meu lado subindo a escada rolante e eu estava usando uma pulseira que tinha comprado à pouco tempo e gostava muito dela, eu estava com a mão no corre-mão da escada quando do nada a pulseira soltou e escorregou, pensei imediatamente: Oh não… se eu não pegá-la agora nunca mais irei recuperá-la. Foi aí que eu desci correndo a escada (que estava subindo), atropelando todo mundo rsrsrsr, mas consegui pegar minha pulseira e subi novamente, todo mundo olhando pra mim, acho que imaginando: ela é louca! Mas me senti muito aliviada de ter recuperado ela. 🙂
    Analisando essa situação com o tema do post de hoje fez-me refletir o quão importante é andarmos na contramão do mundo, sabe, sair da mesmice e da zona de conforto sem nunca fazer nada de diferente para que eu poça obter resultados positivos.
    Fazer a oportunidade acontecer deve ser bem mais interessante, não???!
    Beijos querida.

    • Patricia Lages

      Legal, Jéssica! Valeiu a corrida… rs…rs… Aproveitar as oportunidades sempre é positivo, mas certamente fazê-las é muito gratificante! Bjs

  • Izabele

    Muito interessante nunca tinha visto por esse lado , mas eh muito forte ver o lado espiritual das coisas !

  • Sempre subo a escada correndo, não tenho paciência para esperar o curso natural, seu post me fez rir com isso,rs.

    Patrícia, é a escolha de cada um na verdade, uns preferem esperar enquanto outros empreendem. Enquanto uns choram, outros vendem lenços! Simples assim. Eu prefiro ser dos que vendem lenços.

    Um abraço!

    • Patricia Lages

      Gabriela, vc colocou uma câmera aqui no meu escritório??? rs…rs… meu próximo post era justamente sobre choro e lenços!!! : )

      • Hahahaha, nem coloquei Patrícia! Tá vendo só, absorvi muito bem a ideia do texto então! rs
        Faz mesmo, já tô curiosa para saber o que você vai dizer sobre eles. ^^

      • Patricia Lages

        Semana que vem falaremos sobre oportunidades e o lenço tem tudo a ver!!! : )

  • Jéssica Fernandes

    Olá Dona Patrícia!

    Muito interessante essa postagem! Nunca tinha analisado a escada rolante nesse ponto de vista! kkk… Vou até aproveitar para passar aos meus jovens.

    Obrigada!

  • Gis

    O desgaste ás vezes quer nos forçar a aguardar a escada levar.Mas não posso, tenho que subir e ignorar ao redor!

  • Anny Araújo Fort. Ce

    Vdd. D. Patricia, é normal do ser humano se acomodar, principalmente numa situação
    que a coloca numa zona de conforto. Se tenho o suficiente pra viver tá bom, se vinher mais tudo bem. E assim, a pessoa vive dançando conforme a música, sem objetivo, sem foco.
    Se queremos obter êxito, resultados diferentes, é necessário que tbm venhamos mudar nossas atitudes. Aprender a andar na contra mão!

    #CanseideseraMesma
    Rumo a DIFERENÇA

    Bjinhos :*

  • MARIA LUIZA

    Andar na contramão quer dizer ser diferente, ter pensamentos e atitudes diferentes, ou seja ir na contramão do mundo! Não podemos dançar conforme a dança, não ir de acordo com o balanço, não mil vezes não, quero ser diferente, não podemos aceitar pessoas nos passarem para trás, somos de Deus. somos DIFERENTES!
    Bjinhosss
    Sempre na fé!

  • Eu quero andar na contra mao,, fazer o improvavel se tornar possivel!!!!

  • Mislene

    Eu sou a favor de andar na contramão, não quero ser igual a ninguém, quero ser diferente e luto por isso todos os dias!!!

  • Sandra Nascimento-Salvador BA

    A vida é muito curta para esperar, temos que ser criativas e perseverantes, as pessoas podem até querer atrapalhar, com as suas palavras negativas, mais é porque elas não vêem aquilo que só
    você ver, e como é impossível para elas, desejam que assim seja para você.
    É melhor lutar e fazer a diferença, do que viver frustado, e pensando:
    -poxa eu deveria ter tentado…

  • suiane pereira

    Muito bacana isso, eu irei sempre em contra mão não me conforma com as coisas do tipo se deu, deu se não também não tem problema, não irei quebrar esse protocolo eu irei fazer acontecer na minha vida vou driblar todo e qualquer empecilho, duvidas e vou chegar no alvo aonde ninguém pensa que irei chegar.. E seguir em frente crendo que tudo já deu certo.