Blog

 

– Infelizmente sim, você deverá começar a quimioterapia, mas antes vamos fazer mais alguns exames para realizar uma cirurgia que é

o tratamento primário para o câncer de intestino, retirando a parte afetada. Após a cirurgia, a quimioterapia é utilizada para diminuir a possibilidade da volta do tumor. Quando a doença já está espalhada pelo corpo ( fígado, pulmão ou outros órgãos), novos medicamentos impedem a progressão do tumor e possibilitam aos pacientes viver por mais tempo, com qualidade de vida. Felizmente você está no início da doença por isso as chances são grandes de recuperação.

– Que qualidade de vida uma pessoa com câncer pode ter?

Eu sempre fui muito usada por Deus e agora estou nessa situação. Liguei para minha mãe assim que saí da sala do médico. Chorei muito no saguão do hospital. Não tinha condições de dirigir. Minha mãe, coitada, veio de taxi e me acompanhou até em casa.

Fui para meu quarto e fechei a porta, ali eu chorei copiosamente porque não queria morrer. Não acreditava que aquilo estava acontecendo comigo.

Minha mãe ligou para o Felipe, que de imediato veio para minha casa.

Eu ainda estava no quarto quando ele entrou, sentou-se em minha cama junto com minha mãe e me abraçou. Continuei a chorar. Eu não tinha fé para ser curada. Não sei o que aconteceu comigo. Deixei de acreditar em Deus e nem sei quando isso aconteceu. Meu mundo desmoronou, minha mente ficou vazia, não sentia mais o meu corpo. Um sentimento de revolta e ódio tomou conta do meu ser. Como Deus poderia deixar isso acontecer comigo sendo que sempre fiz a Obra Dele?

 

Felipe ficou revoltado. A todo momento me perguntava como Deus pode fazer isso comigo, afinal eu era fiel a Ele!

Eu já estava com meu coração tomado pelo ódio. Felipe me disse:

–       Vou te ensinar a viver…

–       Como assim? Eu vou morrer…

–       Não vai não ! Eu prometo. Você vai conhecer o outro lado do mundo. O meu mundo, aquele que eu vivo e conheço, sei que vai gostar muito.

Naquela noite ele me levou para conhecer uma balada. Foi massa! Eu amei. Muitas luzes, achei super legal. Nunca tinha bebido nada de álcool… nessa noite eu bebi, achei muito, muito 10! Por alguns minutos eu esqueci que iria morrer.

As luzes da danceteria estavam apagadas, apenas os refletores com luzes azuis e vermelhas estavam reluzindo em direção ao centro do salão. A música era eletrônica e muitíssimo alta. Pedi ao barman um drink. Um copo alto com muito gelo, os copos dessa balada são bonitos, esse tinha detalhes, ficava mais fácil de segurá-lo, assim com a mão suada não haveria perigo de escorregar. Eu estava muito suada, dancei além da conta. Nem sabia dançar quando cheguei, mas o Felipe me ensinou. O experiente barman começou a fazer sua demonstração, fiquei lá, bem pertinho vendo tudo.  Estava hipnotizada com ele, é simplesmente maravilhoso. Pegou uma garrafa com rótulo branco e começou a girar em volta de sua cabeça, fazia caras e bocas. Uma outra transparente, pinga em outra mão, fazendo as duas rodarem em volta de seu corpo. O mais impressionante é que nenhuma delas foi ao chão.

 

Deixou as duas garrafas em suas mãos e em uma altura de uns 50cm as deitou de forma que o líquido caísse no copo ordenadamente. Deixou encher até o meio do grande copo, puxou as garrafas tão rapidamente que não consegui ver a bebida parar de entrar no copo…impressionante sua habilidade. Eu estava amando aquele lugar. Queria voltar mais vezes, assim poderia beber e esquecer meus problemas. Felipe sabia viver…

 

Muito gelo foi colocado em outros dois copos, agora azuis, um se encaixava no outro. Ele fez uma graça sambando como se fosse possível ouvir o barulho das pedras batendo nas paredes do copo, com a altura da música era impossível, mas a sensação de saber que isso estava acontecendo ele conseguiu. Separou os copos azuis e adicionou uma bebida vermelha. Eu queria aprender dançar o samba naquela noite.

Felipe me deu um sorriso, retribui com outro, pois estava vivendo a vida agora. Já que vou morrer que eu morra feliz.

Sua apresentação continuou. Equilibrou uma garrafa pequena em seu braço direito, no esquerdo havia outro copo. As vezes eu olhava para ele, outras vezes prestava atenção no movimento. Muita gente estava dentro daquele local pequeno. O cheiro do cigarro me deu um pouco de enjoo, mas logo me acostumei. Felipe pegou o drink para mim, sentamos em um sofá perto da porta. Ele me beijou como nunca antes. Eu estava apaixonada e querendo curtir a vida. Felipe estava me ensinando. Nem me preocupei com o que minha mãe iria falar, sua opinião já não me importava.

Fui até o banheiro, vi uma menina cheirando cocaína. Na hora tive vontade de experimentar, mas tive a sensação de que alguém estava me olhando. Senti medo, parecia que muitos olhares estavam sobre mim. Me olhei no espelho, minha maquiagem estava borrada. Uma garota de minissaia me ofereceu batom. Vermelho sangue, sim o batom era vermelho sangue. Agradeci e aceitei. Quando usei-o em minha boca, não me reconheci. Senti um vazio tão grande dentro de mim que parecia com um abismo sem fim. Tive a impressão de que Deus estava me olhando… parecia que Ele estava pesando seu olhar sobre minha cabeça. Fiquei mais revoltada ainda. Corri para o centro do salão e diante daquela música terrivelmente alta eu gritei:

– Não tenho medo de você! Eu não acredito em você! Eu te servi e agora tenho câncer! Não preciso de você em minha vida!

Felipe chegou perto de mim, me abraçou e dançamos a noite toda. Eu já estava muito bêbada quando voltei para casa…

 

Capítulo 6

Méuri Luiza

Colaborou: Meuri Luiza

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

  • Muito forte. Em mim faz nascer um temor tão grande e penso quem somos nós.Pois sei que amanhã é um novo dia e se não cuidarmos da nossa Fé e da nossa Salvãção,estamos perdidos(as).

  • obreira sumeya

    o abismo chegou!

  • Rayane Mhufz

    Parabéns a todas essas histórias que são colocadas no blog para nos alertar sobre a nossa vida com Deus. Só permanecermos caídas e prostradas se quisermos, pois Deus usa pessoas para nos mostrar o Caminho.

  • Lizian - Força Jovem Paraná

    Ansiosa pelo próximo capítulo!

  • Eliane Soares

    Meu Deus!!!! Como a falta d fé cega as pessoas!!!! Ela se afastou de Deus e agora diz q a culpa é d Deus por estar doente……Tomara q não seja tarde demais qdo ela reconhecer o seu grande erro…..

  • MARLUCE

    OLA BOM DIA,
    GOSTARIA DE SABER SE POSSO ESTAR POSTANDO ESTA HISTORIA EM MEU BLOG OLHA É MUITO FORTE.
    NAO VEJO A HORA DE VER O RESTANTE.
    UM ABRAÇO E DEUS LHE ABENÇOE AINDA MAIS.

    • Meuri

      Pode sim Marluce, irá nos ajudar a ganhar almas.

  • Marcelle Ferreira

    Tá amarrado dona Meuri, só de ler essa história me dá um temor tão grande, um medo de perder a presença de Deus e de ser cegada pelo diabo. Tá amarrado. Espero que a Marina se arrependa e tenha um final feliz como a Chrysti! É incrivel como a pessoa fica sem visão quando perde a presença de Deus, ela pensa que a causa do problema é Deus e não a sua rebeldia para com Ele. 🙁

  • MONICA Loiola

    Nossa cada dia fica melhor, essa historia é a realidade a pessoa

    que serve a Deus faz algo de errado e acha que Deus é o culpado

    mas não se lembra que ele estava sempre dispostor a dar uma nova

    chance me lembro de um caso que aconteceu com um obreiro que conheci ele era uma pessoa super dedicada mas por uma magoa

    de sua ex esposa guardou uma magoa em seu coração e quando ele descobriu estava com um cãnser ai já foi tarde naquele momento so podiamos orar para que ele foce salvo mas ele morreu
    foi muito triste ,devemos permanecer de coração limpo pois dessa vida não levamos nada a unica coisa preciosa que temos é a nossa salvacão . D MEURI DEUS TE ABENCOE QUE ESSES HISTORIAS FALEM SEMPRE COM AGENTE E NOS AJUDEM SEMPRE BEIJOS

    • Meuri

      Deus te abençoe também Monica.

  • Kezia

    Nossa é incrível acreditar que uma boca que um dia profetizou a cura de tanta gente fale o que Marina falou. Mais infelizmente esse é o mal de muitos obreiros, que tem fé para curar mais na hora que estão doentes não tem a mesma fé para serem curados.

    Ai dona mais quero muito saber o que acontecerá com ela nos próximos capítulos. Não vejo a hora de chegar a próxima semana para ler mais sobre ela, hoje já fiquei triste peloa atitude que ela tomou contra Deus.

    Mmmm a história esta ótima.

    Kezia Dias Gois * Fortaleza // Ceará

    • Meuri

      Então nos encontraremos aqui na próxima terça feira. Deus abençoe Kezia.

  • Jamille

    Essas histórias são fascinantes Dnª Méuri. Meus parabens, gostaria que fossem uma série de livros !!!

  • Jamille

    Cada capítulo que passa Marina se encrenca ainda mais. Ela perdeu completamente a visão !!!

    • Meuri

      A primeira coisa que o diabo faz é tirar a visão da pessoa, não foi assim também com Sansão?

  • Aline

    Ai-meu-Deus! Isso não vai dar certo… Fico triste só de ler a história… Que Deus tenha misericóridia de todas as pessoas que estão nessas condições!
    Eu creio que muitas vidas serão transformadas com essa história.
    Que Deus a abençõe, dona Meuri.

    • Meuri

      Deus te abençoe também querida Aline.

  • leslie

    Meus Deus, ate que ponto ela chegou….Me veio agora no coração, que há vezes que Deus permite coisas acontecerem para saber se realmente confiamos nEle, e se somos verdadeiramente fieis a Ele. Foi o que aconteceu com Jó, homem reto, íntrego, mas que Deus permitiu que a desgraça entrasse na vida dele, mas mesmo assim Jó permaneceu firme poderia ter feito o mesmo, jogava tudo para o alto e curtiria a Deus e amaldiçoava a Deus como a mulher o disse pra fazer, mas ele não fez isso…

    São poucas as pessoas que permanecem na fé, quando são abaladas por algum problema….

    Dou graças a Deus por passar por problemas, porque me aproximo ainda mais de Deus e assim Ele pode ver que nada vai me afastar da sua presença, porque Ele é o Senhor, vai me ajudar a vencer todos eles, e alem de tudo, a minha salvação é que esta em jogo…

    • Meuri

      Fico muito feliz por você pensar assim Leslie.

  • Tatyhana Alexandre

    eu sei que essas historias que a senhora conta nao sao reais, mas infelizmente e o que acontece na realidade. muito triste quando pessoas caiem no erro e ficam culpando Deus como se fosse o responsavel de tudo . muito bom ler essas historias, um alerta pra mim e manter-me sempre focada na dose mais forte que e o Senhor Jesus.

    • Meuri

      Devemos estar aos pés de Jesus sempre Tatyhana.

      • carla

        Bem que imaginei que as historias nao eram reais. Tudo muito interligado. se escrever novela vai ser bom pelo menos vamos ter algo de bom proveito pra assistir.

  • Ai meu Deus ! Será que realmente isso já aconteceu com alguém ? Sendo que ela ainda é obreira, e ainda colocou a culpa toda em cima de Deus, como se Ele fosse o culpado, pela a mágoa dela, pelo o pastor, que gerou o câncer. E ainda depois de tudo, dizer que não acredita em Deus e chamar Deus de “você” ! , Fiquei de boca aberta, pensando, será que alguém que já serviu a Deus, já falou essas palavras ?Se falou, essa pessoa está terriivelmente louca … Eu sabia que esse Felipe não valia um centavo, estava só esperando o momento certo pra arrancar a menina de vez, eu fiquei revoltada, como uma obreira que era tão abençoada pôde se submeter a isso ? Ela na minha opinião desde que ele deu o beijo nela, já entrou legiões de demônios …
    Aguardo com ansiedade santa a próxima terça-feira, quero muito ver em como vai terminar, estou certa que vai terminar bem, mais quero aprender com essa história, algo de valioso que eu possa levar pra toda a vida. E espero que almas venham ser ganhar para o Reino de Deus atraves dessa história.
    Beijinhos D. Méuri ♥

    • Meuri

      Karine, isso acontece sempre quando o Temor deixa de existir dentro da pessoa… Deus te abençoe.

1 2 4
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com