Blog

Um dia encontrei com aquele homem no centro da cidade, sem pensar passei para o outro lado da calçada. Não queria cumprimenta-lo. Não queria ve-lo, não queria ouvir sua voz, não queria ele perto de mim.

Insisti no namoro e começamos então uma relação séria. Felipe era muito atencioso e cuidadoso comigo.

Comecei a trabalhar para comprar meus móveis para o casamento. Consegui um emprego em uma loja conceituada de sapatos. Eu era a melhor vendedora da loja, como sempre. Em tudo o que eu fazia Deus me abençoava… eu era Dele. A dona da loja me observou e me colocou como gerente, disse que com meu empenho poderia cuidar das outras meninas. Ela nunca viu alguém trabalhar tão bem como eu trabalhava, e seguindo assim poderia cuidar das outras lojas dela quando não estivesse no Brasil. Sim porque ela viajava muito. Era uma mulher muito influente e culta. Trazia novidades lindíssimas para a loja. Tinha cada bolsa maravilhosa que combinava com o cinto e com o sapato. As vezes eu queria comprar tudo. Sempre fui muito econômica e consciente dos meus gastos, mas nesse mês gastei o que não devia. Até minha mãe achou estranho, porque eu nunca ligava para marcas e nem para coisas que combinavam. Eu gostava mesmo era de evangelizar ,de cuidar do povo. Mas sabe como é …Deus sabe que eu tenho que trabalhar e andar muito bem arrumada.

 

Comecei a trabalhar aos domingos pela manhã. Cuidava de duas lojas no shopping. O trabalho era tanto que mal dava tempo de almoçar. Assim sendo deixei de jejuar, Deus também sabia que eu tinha que me alimentar para ficar forte no trabalho. Imaginem uma gerente bem conceituada como eu desmaiar de fome no meio da loja…não ficaria bem. Comecei assistir as reuniões do domingo a noite.

 

Sete meses se passaram, e me sentia triste. Eu não sabia o motivo, mas meu coração estava triste. As coisas do meu casamento estavam prontas, meu vestido era lindo. Foi feito um vestido desenhado por uma estilista amiga minha. Tinha muitas pedrarias. Duas saias de tafetá branco com detalhes em dourado. O véu da cabeça era de quatro metros.  Quis aquele que cobre o rosto. Meu buque era de orquídeas brancas, simplesmente maravilhoso. Comprei um sapato baixo, queria conforto.

No dia da ultima prova do vestido, fui de carro. Eu havia comprado um carro, estava ganhando muito bem. No caminho fiquei ouvindo musicas bem agitadas, parece que me acalmava, eu andava meio nervosa. Deveria ser por causa dos preparativos da festa.

Cheguei na loja e a vendedora me levou direto para a costureira dar os últimos ajustes. Sozinha no provador eu chorei. Não sei porque mas chorei.  Uma dor na minha alma, não consiguia explicar. Sempre fui fiel a Deus, temente a Ele, nunca havia sentido essa dor dentro do meu peito. Não estava entendendo nada, era o dia mais feliz da minha vida e estava triste. ( antigamente o dia mais feliz da minha vida foi quando recebi o Espírito de Deus…)

A costureira fez o ajuste final. Estava tudo pronto. Eu me casaria dentre quatro semanas. Passei na floricultura para ver o restante da decoração. Comprei tudo branco e rosa. Pedi para ser colocado luzes no corredor ao lado do tapete vermelho que seria coberto por pétalas de rosas. Um violinista iria fazer minha entrada com a musica do titanic, era minha musica preferida. Fiquei perto de um ramalhete lindo de flores, me abaixei para sentir o seu perfume, passei as mãos em outras flores, tinha um toque de veludo. Um aperto na minha alma, vontade de chorar, angustia, não queria ver ninguém, não queria falar com ninguém.

Felipe me ligou, estava me esperando no restaurante. Havíamos combinado de almoçar juntos naquele dia. Me despedi da florista e fui até ele. Era um lugar bem aconchegante, bonito. Como de costume pedi o meu risoto de frutos do mar, ele a carne grelhada com salada. Sempre a mesma coisa. Tomamos suco de caju bem geladinho.

Felipe segurou a minha mão e disse que me amava. Minha voz embargou na hora, eu não consegui dizer o mesmo. Olhei para ele e não senti a mesma coisa que sentia ontem. Parece que estava em dúvidas em relação a minha vida sentimental. Será que não amo mais ele? Será que é correto me casar? Porque sinto um vazio dentro do meu peito? Mas eu sabia que era  Felipe o homem da minha vida. Ele era muito carinhoso e perfeito para mim. Eu estava com uma faca em meu coração e não sabia o motivo.

Comemos a comida e voltei para o trabalho. Nesse dia arrebentei de tanto vender. Tirei o que nunca havia tirado. Em um dia de trabalho vendi o relativo a duas semanas de vendas. Eu era a maior vendedora daquela empresa. A dona me deu uma comissão muito grande. Paguei a festa do meu casamento e ainda sobrou troco para comprar uma bolsa de marca.

Fui para casa, entrei direto no meu quarto, pequei um urso de pelúcia que sempre fica em cima da minha cama e o abracei. Chorei muito. Meus olhos não conseguiam abrir de tão inchados que ficaram. Nem mesmo eu sei porque chorei tanto. Não tinha problemas, eu ganhava muito bem. Minha casa estava pronta, meus móveis todos pagos, minha festa… tudo estava em ordem, mas algo no meu coração duvidava, ardia, tinha alguma coisa dentro de mim que eu não sabia o que era.

Fui até a igreja e trabalhei na reunião. Não saiu virtude de dentro de mim, ninguém me procurou para orientação. Antes, fazia fila para eu atender. Voltei para casa, vazia e angustiada.

Capítulo 4

Méuri Luiza

Colaborou: Meuri Luiza

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

  • Thayna

    Nossa,que bacana..Tomara que ela ouça a voz de Deus !!! bjs

  • Nelza

    Cada dia está ficando mais interessante a história da Marina, e quantas não são as Marinas por ai.

    Interessante também que eu percebi é a riqueza de detalhes
    que dá mais realidade a história.

    Beijo Grande D. Meuri

    Ligadíssima sempre

  • Essa angustia que ela sentia era por ela estava se voltando mais para as coisas desse mundo do que para Deus,deixou de jejuar e de evangelizar,ou seja, trocou tudo o que deixava ela feliz, achando que iria ser mais feliz por causa de um relacionamento que Deus não aprovou.

  • Polliane Cardoso- Planaltina - DF

    Se não damos ouvidos a voz de Deus, acontece isso conosco. Deus sempre nos mostra que estamos indo pelo caminho errado, cabe a nos escolhermos se vamos pelo caminho que Deus quer o se pelo caminho que mais nos parece favoravel.

    Aguardo próximo capítulo!!!

  • Joyce Cardoso (Planltina-DF)

    Quando a pessoa dar mas atenção as coisas do mundo ela fica distante de Deus, perde tudo o que havia recebido e a angustia é grande como a personagem Marina.

  • Essa história mostra que qualquer um que não vigiar pode perder a unção!

  • Carla Daniela/RJ

    Muito interessante…

  • Michelle Araújo

    Quando a pessoa começa a dar mais atenção para ás coisas que o mundo á oferece, se distância de Deus, a ponto de nem mais conseguir ouvir sua Voz

  • MONICA Loiola

    Essa historia é muito legal reflete bem o que ,pode acontecer

    com um servo de Deus que não ,coloca ele em primeiro lugar

    Deus deve ser sempre o primeiro Amor

    Deus abencoe a Sr porque essas historias nos faz refletir

    sempre

    • Meuri

      Que Deus te abençoe Monica.

  • Christina Moura

    Bom dia Meuri, cada capítulo fala mais ao meu coração.
    Parabéns.
    Abraço carinhoso.
    Chris/Acre

    • Meuri

      Um abraço Christina, Deus te abençoe.

  • Michela

    Minha História foi parecida com a da Marina, estava na igreja , mas confesso que não estava firme, vivia em 2 mundos, conheci um rapaz que ate hoje namoro com ele, mas dantes o nosso namoro não era de uma cristã, e tava ansiosíssima para casar, chegeui a falar com os meus pais, com os padrinhos, tudo ja estava a ser preparado…

    Mas graças a Deus, Ele me abriu os olhos, me firmei com Deus, deixei a ansiedade de lado, me batizei com o Espírito Santo, e tomei uma decisão, só caso com este homem no dia em que ele se tornar um grande homem de Deus, falei com ele e disse, se voce não quer seguir ao meu Jesus, eu não posso fazer nada, eu abro a mão de ti….

    Mas se voce quer seguir a Ele comigo, vamos mudar de atitudes e vais passar a ir a IURD comigo.
    Foi muito difícil para mim, mas não tinha outra opção a não ser lhe fazer escolher, ai ele escolheu mudar de atitudes, e começar a ir a igreja comigo, ainda não esta firme, mas em o nome do Senhor Jesus vai ficar, e no dia em que fomos juntos a igreja, o meu pastor, chamou todos casais de namorados para uma unção no Altar de Deus, e la fomos nos 2, nunca tinha feito isso antes, e mudamos totalmente o nosso namoro, agora é um namoro cristão, em que estamos nos conhecendo.

    E eu creio que Deus vai nos fazer ser um casar de referencia, que vamos glorificar a Ele.

    Que Deus abençoe a todos.
    Especialmente a senhora D. Méuri.
    bj

    • Meuri

      Querida Michela, antes de tudo é a sua salvação, busque por você, se fortaleça cada dia mais. Não se precipite. Quando os dois estiverem fortalecidos e batizados no Espírito Santo, tiverem realmente nascido de Deus, aí então tudo será diferente. Que Deus te abençoe.

      • Michela

        Tá ligado D. Meuri, desta vez, tudo sera diferente, esse é o meu propósito, o meu alvo, a minha salvação por isso é que todos dias tenho buscado me fortalecer no meu Deus, sem olhar pra ninguem….família, amigos, namorado, estão em 2 plano….Deus é o 1º.

        Que Deus abençoe ainda mais a senhora, e que possa nos guiar com essas histórias, conserteza vai nos fazer pensar muito bem, antes de qualquer coisa.

  • nancy

    Quando nos afastamos das coisas de Deus nos sentimos tristes e tudo na vida não faz mais sentido, perdemos o animo de fazer as coisas que amamos e há um vazio na alma, a falta de Deus.
    Para que isso não nos aconteça devemos vigiar muito e nunca deixar de fazer as coisas de Deus por algum beneficio mesmo que achemos que seja uma benção dada pelo próprio Deus. Tudo que nos faz deixar o primeiro amor não é benção e uma armadilha uma cama de gato, para nos enlaçar para o inferno. Orando e vigiando!
    Sempre Na fé!

  • Vitória

    Bora ver o próximo capitulo, né :/

  • Luciana-Cid. Tiradentes

    Sabe d. Cris, sempre peço ao Sr. Jesus e tenho me esforçado pra que isso também não aconteça comigo, peço um coração igual ao de Maria e para eu não ter um coração de Marta. Que se for pra eu me afastar da presença d’ELE por qualquer motivo que seja, prefiro que Ele me leve agora.Ouvi de uma pessoa domingo agora, quando questionada sobre sua vida espiritual: “eu tô, só tô…nem fria nem quente, se eu estivesse quente estaria na fé, se eu estivesse fria, já teria saído da igreja, mas, eu tô…só tô morna! Desceu lágrimas pelos meus olhos…e orei por ela.

  • É, ela perdeu o ESPIRITO SANTO, por isso que ela se sente assim, sei bem que dor ela sentiu, eu sentia a mesma dor na alma antigamente, era como se tivesse um enorme vazio em meu peito, e eu chorava por nada, era horrível … Ela desobedeceu a voz de Deus, ela pode agora ter tudo de material, que com certeza não foi Deus quem deu pra ela, mais ela perdeu o mais importante, e só por ela dizer, que o dia mais feliz da vida dela, é o dia do casamento já comprova tudo … A senhora tá tendo uma ótima inspiração, que Deus abençoe a senhora e te dê mais sabedoria, estou amando a história, e cada terça fica melhor, estou com uma ansiedade santa de ler “marina” na próxima terça.
    Beijinhos ♥

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com