Saí decepcionada da Festa de Purim

postado em: Blog, Diversos, Moda e Beleza

816 comentários

“Quando cheguei, já não tinha mais lugares à frente, então precisei sentar nas últimas poltronas. Tenho apenas seis meses na Igreja e esperava ansiosa por essa festa. Cheguei a levar convidadas comigo, tamanha era a minha expectativa. Infelizmente, na hora que eu mais precisava ouvir, havia tanta movimentação, fotos para todos os lados, corredores com mulheres andando e falando, que eu não consegui aproveitar como gostaria. Me preparei tanto, mas saí frustrada com tamanho desrespeito a Deus. Por que os organizadores não tomam providências? Por que as mulheres não se comportam nos eventos como se comportam nas reuniões e videoconferências com os bispos?”

Esse e-mail veio de uma jovem que esteve em uma Universal para assistir à transmissão da Festa de Purim e saiu frustrada por causa do comportamento de uma minoria de mulheres que estava presente.

Eu entendo que nos eventos temos novidades e isso desperta a curiosidade. Mas não deve ser maior que o seu temor e respeito a Deus e às pessoas.

Deus, com Seu cuidado e amor, tem nos proporcionado momentos tão marcantes! Por que ter esse comportamento? Organizar um evento da envergadura dos que têm sido realizados pelo Godllywood é extremamente trabalhoso. São muitas noites sem dormir, longe da família e das atividades pessoais. A intenção das organizadoras é proporcionar uma festa que traga satisfação e promova transformações de vidas às participantes. É uma decepção receber feedbacks do evento como o recebido no e-mail acima.

Sobre comportamento adequado, tem sido ensinado à exaustão. Pode ser repetitivo esse assunto, mas é para evitar esse tipo de reclamação que só afasta as pessoas do Senhor Jesus. Eu creio que as leitoras deste blog não têm esse tipo de atitude. Por isso, trabalharemos para que esta mensagem alcance muitas outras mulheres, e que nos próximos eventos possamos ouvir que em todos os lugares as mulheres comportaram-se como damas.

Bem antes desta frase tornar-se conhecida no meio jurídico: “Há coisas que são legais, mas são imorais.”, o apóstolo Paulo já tinha dito: “Só porque algo é correto diante da lei, não significa que seja espiritualmente apropriado. Se eu saísse por aí fazendo tudo que tenho direito de fazer, seria um escravo dos meus caprichos.” 1 Co 6.12

Em outras palavras, não é porque algo não é proibido, ou seja costume de todos fazerem, que seja espiritual ou conveniente fazer também. Que isso sirva para tudo na vida. Se uma determinada atitude vai incomodar ou escandalizar o outro, que saibamos renunciar.

Um bom post estimula o pensamento, desperta opiniões e motiva a comentar. Portanto, seu comentário será a alma deste texto.:)

Agora a pergunta que não quer calar: como você se comportou na Festa de Purim?

Seria capaz de relatar aqui para ajudar as demais? Estarei acompanhando a cada um.

Um grande beijo para todas!

 

Siga a minha pagina no Facebook.

Siga me no TWITTER

 

194f5fec346e0600216a74f3d4fd6337

Comentários (816)

comentar
  1. Hana Disse:

    O que me chamou mais atenção das publicações de obreiras no meu face, é que a maioria das fotos são em plena reunião. Isso é nítido observar. Tive extrema vontade de proucurar a esposa da minha igreja para participar do Godllywood. Mas na minha rede social só aparecem mulheres que criticam o tempo inteiro o comportamento de obreiras que não participam, ao invés de só mostrar a diferença não! Parece que o maior desejo é ser melhor que alguém, fazem disso um clube, q de uma maneira geral, a maioria são mulheres que não trabalham, quando tem uma festa como essa, só falam dos detalhes dos vestidos, e quando a festa acontece, postam um book no facebook em pleno salão da IURD com reunião acontecendo. Perderam a noção, e acham simplesmente que serão salvas pelo fato do único sacrifício e ter que escolher qual a cor das vestes q usarão. Lamentável!

    Deixar um comentário
  2. Monique Ariadna Disse:

    Bom dia! Bem como já de costume sempre tive temor as coisas de Deus, independente de ser na igreja ou fora dela, na verdade podemos chamar também de EDUAÇÃO né? Em relação a Festa do Purim não seria diferente, desde da minha roupa até a estar lá pensei em oferta o meu Senhor com o melhor, cheguei cedo, me isolei pra absorver melhor a palavra, depois claro fui dançar com minha amigas ;) rsrs… enfim entendo a situação da minha amiga ai, pois infelizmente isso acontece mesmo e com frequência, fato triste, fico imaginando quando fomos a templo de Salomão!?, irão ter esse mesmo comportamento? Estar na hora de mudar né? aposto que se estivessem em uma audiência com um juiz além de chegar cedo ficariam sentadas e de “Bico calado” imagina pro Reis Jesus :O beijos

    Deixar um comentário
  3. Lorena Sousa -Belem /PA Disse:

    eu acredito que essa movimentação foi em todos os lugares por conta da expectativa pela festa, as meninas não queriam perder nem um flash kkkk para guardar de lembrança esse momento único e especial.
    Infelizmente, algumas passam dos limites mas em suma a maioria não ligou para nada nem ninguém e ficamos atentas a cada palavra e direção que recebemos.
    O exemplo da rainha Ester, sua coragem, confiança, espírito de decisão, auto-estima tudo me serviu de inspiração para vencer meus medos e superar minhas debilidades.
    Estou na expectativa para a próxima festa do Purim.
    Abraços d. Nubia

    Sentimos sua falta aqui em Belém…

    Deixar um comentário
  4. Daniela de Godoi Disse:

    Bom dia dona Núbia, eu estive na Festa do Purim, embora eu não estivesse me sentindo muito bem por motivos de saúde, consegui absorver e muito o que foi passado na Festa. Principalmante a Palavra sobre Ester. Minha sede era tanta que nada me desviou atenção (nem a dor que estava sentindo).

    Deixar um comentário
    • Adriana do Lago Oliveira - BA Disse:

      Eu também fiz assim, a minha sede era tanta que nao deixei minha água passar!!! Não permiti que a emoção de algumas tirasse minha atenção, pois meu foco era aprender algo!!! Ah, como foi bom!!!

      Deixar um comentário
  5. Amanda Disse:

    Foi muito bom ler esse post, pois, eu também passei por algo parecido na última festa. Não fiquei decepcionada, mas, triste, levei uma amiga e vi que ela também não conseguiu prestar atenção, toda hora tinha mulheres conversando e andando de um lado para o outro. Na festa do Purim decidi não ir, mas assistir tudo em casa pela internet com fones de ouvidos, e anotando tudo de valioso. Às vezes por chamar de ‘festa’, muitas mulheres perdem o temor e dão mais importância a fotos, conversas e seus respectivos trajes.

    Deixar um comentário
  6. Sheyla Matos Disse:

    Entendo bem o que esta leitora quis expressar, pois comigo aconteceu situação parecida,
    na hora da oração!

    Deixar um comentário
  7. THAIS CARVALHO Disse:

    Estive presente na festa do purim também e com convidadas que nunca haviam participado de eventos assim na igreja e uma que estava pela primeira vez… Realmente havia muita movimentação,algumas mulheres andando e falando não só pelos corredores como sentadas e também muitas fotos. Eu entendo que como novidades para todas é normal querer registrar, eu também tirei fotos,minhas convidadas também tiraram,mas nos momentos certos,como na hora da dança, em pé antes das orações e é claro no fim da festa! Ficar andando de um lado para o outro não é legal,além de atrapalhar, tira o foco de quem esta concentrado,pois muitas das mulheres que estiveram presentes,não foram apenas há uma festa,mas porque queriam aprender mais! Uma de minhas convidadas pediu para leva-la um pouco para fora,mas não só eu como ela também se sentiu incomodada de atrapalhar outras pessoas,com isso voltamos e não saímos do lugar até o termino da festa! Os próximos eventos podemos com certeza melhor isso,chegando mais cedo,fazendo tudo que tem que ser feito antes de tomar acentos,saber o momento certo de conversa e tirar fotos que não é proibido,mas somos mulheres e sabemos ser discretas! RS
    Então como foi citado a cima “Se uma determinada atitude vai incomodar ou escandalizar o outro, que saibamos renunciar.” Não devemos pensar só em nosso bem estar,mas principalmente do nosso próximo!
    Deus abençoe

    Deixar um comentário
  8. Fernanda Suaiden Disse:

    Bom dia! Participei na João Dias, cheguei cedo, sentei exatamente onde queria, por ter me preparado com antecedência, dei importância para o que era principal. Há vinte minutos para começar o evento a Dona Grace tomou o microfone e pediu para que todas tomassem assento e se preparassem para o início da festa. E isso deu-se até faltarem dois minutos. Pude ouvir atentamente e participar das orações, sem maiores problemas. Nem por isso deixei de tirar fotos e dançar e rever amigas….há o momento certo para tudo. A ansiedade, a falta de domínio próprio é o que causam esses transtornos. Que fique a lição!

    Deixar um comentário
  9. patricia paragano Disse:

    Querida Núbia certas coisas que ja deveriam ser esperadas…..tudo que vem acontecendo na IURD nos ultimos anos com relação as mulheres é uma revolução……..é obvio que só o fato das mulheres se produzirem todas para essa Festa ja ocasiona dentro de cada uma de nós ansiedade e expectativas…….Em tudo é preciso encontrar o equilibrio …é fato que a educação,o temor , o respeito jamais podem ser deixados de lado……mais ali estavam concentrados vários tipos de mulheres,com educação diferente, principios distintos e isso não podemos excluir de nossa mente quando fizermos uma analise….fato é que até em uma reunião de obreiros na Joao Dias eu presenciei o Bispo Macedo pedindo a uma senhora que se retirasse pois o seu celular tocou na hora da reuniao e a mesma não usou nem ao menos de sabedoria para colocar no vibracall…..talvez na cabeça dela aquilo fosse normal….na minha igreja as vezes jovens atendem o celular nas primeiras fileiras e ate senhorinhas o fazem……..tudo uma questão de educação……Infelizmente ou Felizmente até o papel de educar hoje tem sido atribuido a Igreja também……..eu penso, e nem sei se deveria mais enfim……esses eventos deveriam ser organizados de tal forma para que todos saissem satisfeitos….dividi-lo entre o espiritual e o festivo, voce pode dizer :mais foi isso que aconteceu….eu sei mais nem todo mundo entende o objetivo do evento….meninas , senhoras , todas arrumadas, todas empolgadas… é um pouco dificil conter esse espírito feminino rsrsrsrsrsr …todas querendo se ver ,mostrar a roupa a uma amiga, tirar foto com aquela esposa que ela gosta, que admira , que se espelha……o que é preciso explicar é que vai haver o momento de tudo……o que as pessoas talvez não queiram é ser mera espectadoras, elas querem participar ……..ao vivo tudo é mais caloroso, por video conferencia a coisa é mais fria…a tendencia já é chamar menos atenção e a pessoa participar menos, sendo assim a agitação acaba sendo “normal”….Eu particularmente creio que estamos no caminho certo…. é tudo uma questão de cultura, falta de costume mesmo……não podemos desanimar coma as primeira dificuldades essa foi a segunda festa organizada pelo grupo, digo festa aberta ao publico……..Claro criticas são sempre bem vindas mas em um evento Grandioso como esse em todo o Brasil tudo tem que ser considerado….muitas pessoas saíram frustradas e milhares sairam maravilhadas tudo depende do ponto de vista…….com muita dedicação, ensinamentos, e principalmente com muita paciencia com certeza teremos em todo o Brasil mulheres de Deus que se comportam como verdadeiras Damas….até porque não podemos e nem queremos tapar o sol com a peneira………pra isso que o Godllywood está aí para realizar estas tranformações, não faço parte do grupo mais tenho o desejo imenso de fazer parte por considerar uma revolução dentro da igreja, sou obreira há 25 anos hoje tenho 42 anos e esse grupo pra mim é um marco dentro da IURD …..quem sabe no proximo rush terei esse privilegio…….Quando olharmos lá na frente filmagens dessas primeiras festas vamos rir com a evolução…eu creio …beijinhos

    Deixar um comentário
    • pamela Disse:

      em alguns pontos eu concordo com a senhora, porem coisinhas que ocorreram não vejo que seja por parte da organização da festa não , pois de fato por ser a segunda festa, estava bem bacana, satisfazer a todos huuuum a pessoas que nunca estão satisfesta com nada, eu assisti por video conferencia , e nem poriso me atrapalhou, pois a mensagem tratada me ajudou muito, ja que creio que este foi foco, ajudar, as sentimentais, e desorganizadas sairam frustada, as que focaram no principal sairam diferentes e maravilhadas.Eu ainda não estou no grupo Godllywood, so faço os desafios e tem me ajudado em todos aspectos , ele trouxe pra universal um cuidado maior com nos mulheres. Assim como a senhora mal posso esperar pra entra pro grupo.

      Deixar um comentário
    • Eliane RJ Disse:

      Gostei do seu ponto de vista Patricia,foi bem clara.

      Deixar um comentário
    • RAQUEL MACEDO Disse:

      Olha Patrícia, amei tudo, mas algo que você expôs que é verdadeiro, é o fato de que ao vivo e a cores é mais caloroso, que foi na Festa dos Tabernáculos em 2013 na João Dias, pode absorver toda aquela emoção e grandiosidade do evento desde a abertura. Acho que eu estava com falta de informações, por exemplo não me atentei que a dna. Cristiane a dna. Ester não estariam no evento do Brasil, então ficou aquela expectativa das convidadas o evento todo aguardando que elas entrassem. Foi muito legal depois saber que elas estavam fazendo tudo isso pelo povo africano, temos que nos multiplicar mesmo. Mas ficou aquela situação, ué? acabou? mas cadê a dna. Cris e a dna. Ester? De cara respondi, pode ter acontecido algo que não deu para elas virem.

      Deixar um comentário
    • Adriana do Lago Oliveira - BA Disse:

      Patrícia você argumentou muito bem. Concordo com você! E amei a hipótese de você fazer parte no próximo rush, é só começar a fazer os desafios e esperar Junho chegar!!

      Beijinhos

      Deixar um comentário
    • Thaise Neiva Disse:

      Olá Patrícia, iria fazer um longo texto, assim como o seu, mas depois de ler a sua resposta não precisa mais (risos). Você falou TUDO! Muito boa a sua argumentação, e o mais impressionante é, mandei um texto para D. Cris falando sobre isso: a EVOLUÇÃO de nós mulheres na Igreja Universal. Sabemos que “infelizmente” por ser uma festa GRANDIOSA sempre vai acontecer imprevisto, mas digo pelo meu estado – Bahia – tudo ocorreu a mil maravilhas. O único momento de reboliço foi na hora da dança (muitas tirando fotos), o que normalíssimo. Contudo, na hora da Palavra todas estavam bem atentas. Aprendemos muito.

      Se pararmos para pensar veremos que esses eventos organizados pelo Godllywood é um MARCO na Igreja de Cristo. Muito Forte!

      Em relação a nossa amiga que mandou um comentário para D. Núbia, ela mesma já respondeu o seu próprio comentário: – Quando cheguei, já não tinha mais lugares à frente, então precisei sentar nas últimas poltronas.
      Acontece sempre isso, pode ser nas festas, nas vídeos conferências com os bispos, nas reuniões; é você sentar nas últimas cadeiras sempre tem burburinho, porque acaba ficando perto dos banheiros, das portas de saída, da escolinha… e isso pode ser em catedrais ou igreja de bairro.

      Vou falar outra coisa, não sou esposa, mas Graças a Deus convivo muito com elas, e por isso sei que elas dão a vida em nossos eventos, quando posso sempre ajudo. Para você ter uma ideia dos seus sacrifícios para organizar todas as festas, muitas dormem no local do evento, deixam de dormir com sua família para fazer o MELHOR para o seu SENHOR. E isso ninguém vê e nem fala.

      Uma coisa digo: A Festa do Purim foi a GLÓRIA de Deus na vida de todas que souberam aproveitar, independente das adversidades. AMEI!

      Deixar um comentário
  10. Marli Almeida Disse:

    Bom dia!
    Amiga,eu também esperei muito esse dia,quando cheguei vim muitas mulheres chegando elas nem ligaram em sentar elas queriam tirar fotos com outras mulheres e esposas da sua região e obreiras e as demais mulheres eu sei de uma coisa elas estavam muitos felizes com o evento,muitas ainda ficaram para tirar fotos após o termino da festa do purim,na hora da palavra e a explicação o porque da festa do purim,todas ficaram quietas e todas prestaram atenção e saíram muitos felizes ( na época da rainha Ester em meu ver era difícil o povo ficar quieto, porque e um festa a vitória dos judeus na época,hoje nós temos o privilégio por essa comemoração para o povo,vamos ver com olhos espiritual a festa do purim.

    Deixar um comentário
  11. Rosimere Leal da Silva Disse:

    Bom dia Sras.
    Eu participei da festa dos Tabernáculos pela primeira vez, gostei muito, porém, tanto nela como nesta Festa do Purim, vi essa ” Bagunça ” por parte das participantes de grupos, das regiões, estive presente aqui na catedral em Del Castilho, gosto muito de fotos e filmagens, mais busco fazer de maneira discreta e que não atrapalhe ninguém, busquei um lugar, e ali mesmo sentada ou quando nós pediam para nos colocar de pé, filmava sem causar tumulto ou tirar minha atenção do que Deus queria falar comigo, infelizmente já antes de começa já havia uma desorganização organizada, haviam pessoas nas portas dizendo que só ia abrir um porta e só ia poder entrar uma mulher de cada vez, e já se faziam 17:20 então começaram as mulheres que chegaram cedo a gritar na fila, abre logo, isso não existe uma a uma, estamos na fila desde as 16 horas, quando consegui entrar havia um falatório tremendo, moças andando de um lado pro outro, tirando fotos, lugares marcados, reservados e muitas pessoas como esta jovem, reclamando, puxa, eu sou membro, cheguei cedo e vou ter que ficar lá em cima, não se pode marcar lugar pra ninguém, a Sra Cristiane precisa saber disse, fala muito irritada uma jovem que buscava lugar mais na frente.
    Infelizmente essa coisas sempre irão acontecer, porque não há como controlar tanta gente, e mulheres então, quase que impossível, mas, de fato um pequena menuria, que fazem parte desse grupo que hoje o entendo melhor, elas vão a esses eventos única e exclusivamente para aparecer, desfilar, pra ver quem fez a roupa mais bonita e tirar fotos, e acabam por comprometer o evento, pois, quem vai pela primeira vez ou segunda como foi o meu caso, pelo chamado do Bispo, que nos passou que sairíamos maravilhadas e abençoadas porque receberíamos direção para agirmos como mulheres de Deus, ficamos meio que frustradas por não ter conseguido entender muito bem a mensagem, devido a tudo que a jovem descreu acima.
    Graças a Deus eu consegui entender e ao chegar em casa revi a gravação que fiz, e pude ouvir com mais clareza a mensagem passada com muita segurança e sabedoria pelas senhoras que ministraram a mesma.

    Espero que este comentário contribua para ajudar-nos
    Deus siga abençoando as senhoras, e parabéns pelo belo trabalho, sabam que em muito tem mudado e abençoado muitas mulheres que realmente desejam ser uma mulher V.

    Rosimere Leal da Silva – Rio de Janeiro

    Deixar um comentário
  12. Elaine Disse:

    De fato aconteceu de na hora da palavra algumas pessoas ainda estarem chegando e falando, no iniício isso me incomodou um pouco, mas sinceramente, me embreaguei da palavra me envolvi de tal forma que passados alguns minutos mas nada me tirou atenção. Firmei meu olhar para dona Fátima e absorvi tudo de ” canudinho para não perder uma dose sequer” e detalhe eu estava em pé com minha filha de 11 meses no colo. Nada a reclamar da festa, na verdade até hoje vivo como se estivesse lá ouvindo a pregação, repasso para todas as mulheres que encontro e não tiveram o privilégio de estarem lá, compartilho o video nas redes sociais, porque o que recebi naquele dia foi algo tão maravilhoso que não podia guardar só para mim. Parabéns as organizadoras do evento, e saibam que cada noite perdida valeu a restauração de muitas vidas, inclusive a minha, vcs foram magnificas, talvez tenham deixado alguma falha, mas isso acontece em qualquer evento ainda mais um mega evento como foi a festa do Purim, tudo ficou muito lindo, e eu fui surpreendida pois vi e vivi mais do que eu esperava.

    Deixar um comentário
  13. Taciane Corrêa Disse:

    Olá D.Nubia!
    Bom, eu cheguei bem cedo, pois estou no interior e participei da festa na capital.
    Como eu tinha que terminar de me arrumar lá, fui uma das primeiras a chegar, pois sabia que os banheiros ficariam intransitáveis. Assim me preparei como o esperado, quando chegou a hora do evento, eu já havia tirado as fotos e estava em ordem no meu lugar. Sentei nas primeiras poltronas e assim nada pode me atrapalhar. Uma dica para as meninas nos próximos eventos…
    Ps: para mim foi completamente maravilhosa a festa.
    Beijos

    Deixar um comentário
  14. KATIUSCIA-ALTAMIRA-PARA- Disse:

    BOM DIA D NUBIA,
    REALMENTE P MIN A FESTA FOI ESPETACULAR,QUANDO COLOQUEI OS PES NA IGREJA FALEI P DEUS QUE NÃO QUERIA SAI DA MESMA FORMA QUE ENTREI POIS QUERIA QUE O SENHOR FALASSE FORTEMENTE EM MEU CORAÇÃO,NOSSA!OUVIR DE DEUS ATE O QUE EU NAO QUERIA OUVIR ,POIS ESTAVA TOTALMENTE ERRADA EM RELAÇÃO A TUDO QUE ESTAVA VIVENDO COLOQUEI UM PONTO FINAL EM TUDO E A PARTIR DAQUELE DIA COMECEI A ESCREVER UMA NOVA HISTORIA EM MINHA VIDA!A NOSSA BIG SISTER NOS ORIENTOU QUE MAIS DO QUE FOTOS E ETC O MAIS IMPORTANTE NA QUELE MOMENTO ERA AGRADAR A DEUS E A MENSAGEM QUE IA SER PASSADA, E FOI MESMO TODAS ESTAVAM LINDAS E BELAS E COMPORTADAS FOI EXTRAORDINÁRIO BJS!

    Deixar um comentário
  15. Adriana Gama De Brito Souza Disse:

    Aqui aconteceu algo um pouco triste também. Dias antes da festa procurei saber se teria ebi pois sou só eu e meu marido e não teria ninguém com quem deixar meus 2 filhos e fui informado que teria sim então vim tranquila quando cheguei não havia ninguém para ficar com eles então fomos para a festa para minha surpresa todos ficaram me olhando e não quis nem tentar entender o porquê mais DEUS é tão bom para mim que meus filhos se comportaram muito bem só que depois que foi passado o CD da Dona Isis na oferta não consegui ouvir, ver ou entender quase nada pois as pessoas decidiram ir até a tenda para tirar fotos. Eu não consigui fotografar tirei poucas pois meu filho começou a chorar muito então fui embora e vi a festa inteira pelo face. Mas creio que O SENHOR JESUS já me abençoou grandiosamente pois o meu encontro com Meu Deus foi incrível nesta festa que ELE preparou

    Deixar um comentário

Deixar um comentário