Blog

Uma vez me perguntaram numa entrevista: “Por não ter tido outros relacionamentos antes do Renato, isso não gerou uma certa curiosidade, já que você só teve um homem em sua vida?” Sinceramente, me sinto privilegiada por não ter tido outros homens e gostaria que todas as mulheres tivessem esse mesmo benefício! Eu me poupei, e quem se poupa se ama.

Por natureza, quase todo mundo é curioso, mas desde que me conheço por gente, sempre preferi a cautela à curiosidade. Hoje, pensando no assunto, vi o quanto isso me fez bem!

Segundo o Wikipédia, a curiosidade é o desejo de ver ou conhecer algo até então desconhecido. A curiosidade, porém, quando ultrapassa um limite pré-estabelecido pela ética social, como por exemplo a invasão de espaço alheio, pode ser reprimida. Alguns termos populares podem designar alguém demasiadamente curioso: xereta, intrometido, bicão, intruso. O excesso de curiosidade causa no curioso a insatisfação, pois quando ele não pode saber de tudo, ao perguntar a alguém com o excesso desse sentimento, pode atormentar essa pessoa com várias perguntas.

Ou seja, a curiosidade não é nada legal. Ela pode complicar o que era para ser simples e levar uma pessoa a se jogar no escuro torcendo para cair de pé igual a um gato! A lógica diz que se algo é desconhecido, é porque não é confiável. Então, por que cargas d’água alguém vai querer?

Foi a curiosidade de Eva e Adão que os tirou do Jardim do Éden; e tem sido a curiosidade de muitos que os tem afastado de Deus…

“Tendo já a sua condenação por haverem aniquilado a primeira fé. E, além disto, aprendem também a andar ociosas de casa em casa; e não só ociosas, mas também paroleiras e curiosas, falando o que não convém.” 1 Timóteo 5:12,13

E para fechar com chave de ouro, sabe quais são os sinônimos de curiosidade?

– Abelhudice

– Indiscrição

– Intromissão

– Inconveniência

– Bisbilhotice

Consegue ver algo positivo nisso? Só o sem noção mesmo!

Não se mata a curiosidade, é ela quem lhe mata!

shutterstock_508652611

Colaborou: Cristiane Cardoso

Participe! Deixe seu comentário sobre este post