Blog

A arte de fazer perfumes é antiga e muito apreciada pela humanidade. No passado, era uma atividade muito cara, pois as substâncias para a composição deles possuíam um alto valor devido a dificuldade de sua extração da natureza. Os perfumistas na elaboração destes unguentos tinham que misturá-los, e deixar por dias em grandes recipientes, para que a mistura alcançasse o poder aromático esperado. Mas, embora esses vasilhames precisassem ser descobertos constantemente, isso devia ser feito com o máximo de cuidado, porque se uma única e pequena mosca caísse dentro dele, todo material estaria perdido.

Sabe por quê? O perfume não tinha o poder de perfumar a mosca, mas, o pequeno inseto tinha a capacidade de estragar todo unguento.

Muitas vezes os perfumistas não notavam aquele pequeno corpo estranho, e quando voltavam para examinar a mistura, a putrefação da mosca fazia exalar um péssimo odor. Todo o precioso unguento ficava imprestável.

Por isso, as Escrituras trazem esta recomendação: “Assim como as moscas mortas fazem exalar mal cheiro e inutilizar o unguento do perfumador, assim é, para o famoso em sabedoria e em honra, um pouco de estultícia” (Ec 10.1).

Penso que essa seja uma advertência para mostrar que coisas pequenas nunca devem ser ignoradas, pois elas podem destruir o que é grande.

Como prova disso, quantos casamentos estáveis, de longos anos de convivência e de felicidade não foram destruídos por uma traição conjugal decorrida por causa de uma simples clique na internet ou de uma inocente carona?

Quantos filhos não jogaram na lata do lixo vinte anos da boa educação recebida de seus pais, por causa de dez minutos de conversa com um traficante?

Quem nunca ouviu falar de uma jovem de boa reputação, que se entregou a um homem de péssimo caráter, devido a uma inofensiva troca de olhares?

Estes são apenas alguns exemplos, dos muitos casos que existem por aí, em que pessoas inteligentes, bem-sucedidas e que tinham um proceder digno, mas que puseram a sua honra a perder por meio de um simples ato ou de algumas palavras.

Muitas vezes, não prestamos a devida atenção às pequenas “moscas” da vida, mas elas estão por aí em toda parte. Prontas para causar destruição, apodrecer valores, arruinar reputações, e sobretudo, roubar a nossa fé. Não desconsidere este perigo, se você não pretende se entregar as fraquezas, ao erro e à destruição.

Nos encontramos na próxima semana! 🙂

Cute girl

 

Colaborou: Núbia Siqueira

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com