Blog

Havia uma tatuagem no seu braço direito que ia do ombro até o punho, até hoje eu não consegui distinguir o desenho, parecia demônios e anjos, todos juntos.

Ela parecia assustadora, mas era a única que eu mantinha algum contato. Não perguntei o motivo da sua prisão, sei apenas que não matou ninguém.

Ela ligou o rádio em músicas agitadas – ninguém reclamou.

No dia seguinte, depois do trabalho, voltei para a cela e o radinho estava ligado. Angela, gentilmente, deixou eu mexer nas estações, depois que dei a ela paçoquinha. Aqui é assim, toma lá dá cá. Tudo à base de troca.

Sentei no meu cantinho direito da cela e comecei a rodar o botão preto à procura de algo para ouvir. Umas estavam conversando e outras jogando baralho; naquele momento, eu estava ali sozinha.

Passei várias músicas, mas minha mente não queria ouvir músicas, eu queria algo mais profundo, que preenchesse aquele vazio na minha alma. Ultimamente, estava com vontade de me matar, mesmo trabalhando e ganhando o meu pagamento no final do mês. Eu estava presa, estava sofrendo, nem quando meus pais morreram tive tanta vontade de me matar!

Sabe, tenho sonhado com mortes. Não sei se é porque aqui convivo com pessoas que só falam nisso, mas dentro de mim está fluindo um desejo de morte. Sonho como posso fazer isso. Sonho com cordas amarradas em volta do pescoço, com facas sendo enfiadas na barriga. Essa noite eu sonhei em colocar veneno na comida, dar para as outras meninas e comer também. Às vezes escuto alguém me chamar, fico toda arrepiada. Tenho medo de morrer quando estou dormindo. Minhas companheiras de cela não me aceitam, querem o meu mal.

Sinto uma vontade de morrer como meu pai. Hoje eu entendo o desejo dele de subir naquela árvore e se enforcar… Estou com a mesma vontade. Existe alguém, que fica falando na minha cabeça o tempo todo, que se eu fizer isso vou ter paz. A paz que eu quero, que eu tanto desejo… Diz que vai ser gostoso, que eu não vou sentir dor…Não sei…

Continuo passando as estações a procura de algo que me preencha.

Um homem está falando pausadamente. Paro e ouço. Coloco o rádio no volume baixo e aproximo dos meus ouvidos. A voz dele é mansa…

“Que Deus abençoe a todos abundantemente! Meu amigo e minha amiga, nesse momento, em Nome do meu Deus, do Senhor Jesus, seja liberto de todo o mal que tem afligido o seu coração. Seja liberto de todo sentimento do coração. Eu determino que, nesse momento, haja a proteção do meu Deus em você.”

Ele disse que Jesus ouve a nossa oração quando falamos com fé, crendo, e que Deus não quer que soframos. Ele é real e nos dá autoridade para pisarmos serpentes e escorpiões.

Nessa hora, coloquei minha cabeça para pensar. Se eu estou nesse inferno, então não é da vontade de Deus que isso continue. Não foi Ele quem me colocou aqui. Eu posso fazer uma oração e, crendo na proteção desse Deus apresentado, posso mudar de vida.

Imediatamente fechei meus olhos. Eu não podia me ajoelhar, poderia apanhar por isso. Fiquei imóvel por um momento, desejando ardentemente aquelas palavras maravilhosas de libertação. Finalmente, estava ouvindo algo para mudar a minha vida!

Capítulo 11

Méuri Luiza

Colaborou: Meuri Luiza

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

  • izamar

    I grew up in church and like I’ve always heard pastors say these words determining liberation of people through tv and radio but to be honest I never really believed them. I thought It was something they were supposed to say to make others feel better but now I know that when they say determining liberation they actually mean it!

  • ana

    Ola Dna. como vai, e atraves destas historias q no faz refletir o quanto DEUS nos ama, tanta gente passando momentos q ate parece o proprio inferno, mas sabemos q nao e , e la ainda e bem pior, mas serve p nos alertar q estamos nos fins dos tempos e temos pouquissimo tempo para nos converter, quando meu filho fez 16 anos eu fiquei em uma situacao de indecisao, pois o pr mandou ele pra obra, e estava nas minhas maos autorizar ou nao, pois eu tinha q emancipa-lo,bom naquela semana o pr. nos pediu que levassemos almas p igreja, e fomos a um albergue, ja havia colocado varias pessoas no meu carro e faltava apenas 1 lugar a ser preenchido, entao voltei dentro do albergue p procurar a ultima pessoa a levar, e encontrei um jovem de 21 anos , e o convidei p ir mas ele resistiu, usuario de drogas, era de MG, e havia brigado com a mae e havia saido de casa e estava morando nas ruas ,entao estava tentendo convence-lo de ir e olhei em seus olhos verdes, muito bonito o jovem rapaz,na ora o ESPIRITO SANTO me perguntou e aqui q vc quer ver seu filho?, levei o rapaz p a igreja naquele dia ,nao sei mais dele, me disse q iria onde ele fosse buscar por aquele dia q fazia tanto tempo q nao tinha um igual, quanto ao meu filho, hoje tem 17 anos e esta na obra a 1 ano, ha e meu filho unico e nao me arrependo……SERVO DE DEUS q se chama DAVI……….

  • Aniele Carlos_RJ

    muito bom, aguardando o proximo capitulo

  • Vanessa

    Olá D. Meuri comecei a ler hoje a historia de Antonia e achei muito forte e isso é uma realidade Deus ele liberta onde quer que a pessoa esteja apenas uma palavra de fé é capaz de levantar aquele que se encontra caido.
    Na fé, e até a breve.

  • Jéssica Karine Gama

    AI DONA MEURE EH COMO FALEI DESDE O INCIO Q ELA TERIA A OPORTUNIDADE DE FALAR DESSE DEUS LÁ,E Q ELA AO OUVIR ESSAS PALAVRAS DO BISPO MACEDO ELA MUDARÁ A ESTORIA DA VIDA DELA…
    FICO MUITTTOOOO FELIZ,ESSA HISTORIA TERÁ UM FINAL FELIZ EU CREIO !

    BJUUUS E OBRIGADA !

    • Meuri

      Deus te abençoe Jessica.

  • Indira

    Ola D. Meuri,

    Deparei me com a historia d’Antonia através d’um post da D. Cristiane: Quando comecei a leitura não deu pra parar. Percebi muita coisa; por vezes reclamamos de certas injustiças e pensamos em desistir enquanto há quem pasa por situações piores ainda e continuam firme e forte que nem a Antonia. Percebi que realmente as emoções amarram a gente pa nos impedir de seguir em frente. É o que o diabo tem feito colocando no coração d’ela que a morte traria lhe paz e muito mais. Nunca desistir, buscar sempre pela nossa força interior que no fundo no fundo nos é dada por Deus sem ainda a gente saber e ai depois de saber então a gente ja não larga esa mão que nos é estendida que nem o que aconteceu comigo.
    Obrigada por estas historias que tem ensinando e ajudando bastante D.Meuri, que Deus continue lhe dando inspiração pa cntinuar edificando e abençoando a gente através delas.
    Na fé,

    • Meuri

      Seja bem vinda a Histórias Curtas Indira.

  • Daniela Duarte _ FJE

    Ah que bom:)
    Estou curiosa com o que se vai passar a seguir;)

    • Meuri

      Daniela o próximo capítulo está emocionante!

  • Marta

    Amém, essas pessoas só precisam de uma palavra para que suas vidas venham mudar.

    • Meuri

      É verdade Marta, a Palavra de Deus liberta.

  • Rodrigo

    ola D.Meuri,sei que sou um homem lendo um blog destinado mais a mulheres mas eu queria deixar registrado que também leio o blog e as suas historias (sei que não e so eu,tem varios homems lendo,eu sei)arrebento a sua historia,em cada historia nós aprendemos mais o que e Fé e como se aproximar mais de Deus.

    Um Abraço D.Méuri e D.Cristiane

    • Meuri

      Obrigada Rodrigo, Deus te abençoe.

  • Kezia

    Graças a Deus dona Meury, finalmente o Senhor Jesus foi apresentado a Antônia.

    Uhuuuuuuuuull.

    • Meuri

      É verdade Kezia, vamos ver se Antonia O aceita. A oportunidade está as portas para ela.

  • monique borges pereira-rp

    dona meuri bom dia,esta historia deixou com um pouquinho de quero mais,estava lendo tao concentrada,e quando vi,ja tinha acabado,nossa muito profundo,pois quem esta naquela situaçao realmente na cabeça delas o diabo sempre fala que ela esta vivedno um inferno,e que é melhor a morte do que estar com aquelas pessoas….o diabo aproveita que aquelas mulheres estao vulneraveis a tudo que o diabo falar ao ouvidos delas,porem quando tem a oportunidade de escutarem algo que vem trazer a vida,algo floresce dentro delas e ascende a chama da esperança…e se agarram naquelas palavras,como aconteceu com antonia… e muito forte,nao vejo a hora de chegar a proxima terça para saber o que ira acontecer srsrrsrss…
    Dona meuri esta palavras,esta historias é muito bacana,que a senhora nunca pare de escrever,pois tudo isso é a realidade que as presas passam dentro do presidio….ESTA ARREBENTANDO ESTE TRABALHO,OBRIGADO…

  • JAQUELINE

    Bom dia! Começei a ler ontem a história de Antonia e fiquei encantada.Nos mostra a realidade de uma vida ceifada pelas dificuldades encontradas na vida.Não vou deixar de perder nenhum capítulo.Até breve.

    • Meuri

      Seja bem vinda a Histórias Curtas Jaqueline.

  • Rafaela

    Dona Meuri eu fico tao curiosa nem sei apalavra cetra, mso sei de uma coisa a Antonia hj eh uma grande mulher de Deus!

    a senhora arrebenta em cada historia… fico em contagem regressiva pra chegar as tercas feiras logo!!!!

    na fe!!

    • Meuri

      Olá Rafaela, os próximos capítulos serão decisivos! Deus te abençoe.