Blog

Eu amei, me dediquei, dei a minha juventude para uma pessoa que me desprezou.

Grávida, eu apanhei; fui violentada, chorei.

O pedaço mais importante da minha vida me foi tirado… Perdi a dignidade, perdi tudo.

Cinco anos antes.

Minha mãe está fazendo bolo de laranja com calda de maracujá, um dos melhores que eu já comi. Nossa família é muito feliz, claro que já sofreram muito nessa vida, mas hoje tenho uma família convertida e muito abençoada. Meu pai trabalha com vendas e minha mãe é dona de casa, mas sabe fazer todo tipo de artesanato. Nossa casa é bem decorada, tudo combinando. As cortinas com as almofadas, o tapete com o quadro, tudo está em ordem. Sempre jantamos juntos, já no almoço cada um vai para o seu canto. É que eu estudo no período da manhã, faço faculdade de jornalismo, e à tarde trabalho nessa área em um jornal da cidade.

Estou me esforçando ao máximo, dando tudo de mim para ser uma grande jornalista. Tenho projetos, muitos projetos. Sei que para eles se concretizarem tenho que suar muito, comer muito angu, como diz o meu pai, mas tenho a certeza que vai acontecer, porque sou fiel a Deus, tenho confiado Nele, e estou fazendo a minha parte.

Todo o domingo pela manhã vai à igreja. Eu faço parte de um grupo junto com meus pais. Sou evangélica desde que nasci, meus pais conheceram a Deus antes de me terem, por isso não tive nenhum problema com minha mãe ou com o meu pai, como os adolescentes de hoje têm. Brigas, bebidas, discussões, miséria, isso não existe aqui em casa, realmente somos muito abençoados.

-*-

O ano letivo está acabando e devo fazer o meu último trabalho desse ano. Vamos nos reunir na casa da Claudinha, que faz parte do nosso grupo. Ele é composto por sete pessoas.  Claudinha tem 18 anos a dona da casa. Tem o Britinho, de 19 anos – costumamos dizer para ele soltar a língua porque é gago e a gente se diverte quando ele quer falar algo e não consegue, porém isso não o afeta em nada. Outro dia a gente precisava de alguém para apresentar o trabalhado para a classe e o indicamos, foi só para zoar com ele. Britinho sabe que o amamos muito. Aninha, que tem 21 anos, é uma loira muito bonita. O Betão, também de 21 anos, é sempre muito bacana e entende tudo de computador – monta e desmonta com os olhos fechados. A Maria, de 22 anos, tem problemas com a mãe, muitas brigas, às vezes ela dorme em casa.

Um dia, eu lembro que as brigas na casa dela foram tantas que seu pai, bêbado, bateu em sua mãe. Ela saiu correndo para pedir ajuda e os vizinhos a socorreram. Eu não sei se saberia conviver com isso. Meus pais vivem muito bem, em perfeita harmonia, nunca os vi brigando. Eu fiquei com muita pena dela, porque sofre muito.

O Léo tem 19 anos… É perfeito…. É lindo! Nunca vi alguém tão lindo assim. Seus olhos são verdes, sua pele cor de jambo, seus cabelos negros. Ele faz academia, então você já sabe como deve ser. Eu acho que estou amando ele. Ninguém sabe que estou a fim dele, porque é um aluno popular, todas as meninas gostam dele, mas não fica com ninguém. É isso o que me atrai nele: ele não fica com ninguém. Uma vez namorou uma menina. Ficaram 1 ano juntos e depois terminaram o relacionamento, para a minha alegria.

Há eu também. Sou Analú, com 22 anos, e determinada a terminar a minha faculdade de jornalismo e depois chegar ao doutorado . Meu objetivo é alcançar as alturas, é ter até um programa de TV somente meu, onde poderei mostrar o meu talento para todo o mundo. Meus pais sempre me aconselham e dou ouvidos ao que eles falam, sei que é para o meu bem.

-*-

Na casa da  Claudinha estamos estudando e comendo o bolo que minha mãe fez, laranja com cobertura sabor limão e recheio crocante de maracujá.

– Analú, estou com dificuldades em formular essa matéria para a prova. Pode me ajudar?

Meu coração disparou. O Léo me pedindo ajuda! Minha mão ficou suada, minha barriga doeu, meus lábios estremeceram… O que está acontecendo comigo? Que sensação é essa?

Aninha chegou até mim e disse:

– Tá podendo em Analú, ele não pede nada pra ninguém, deve estar gostando de você.

No final da tarde fui para casa e comentei com minha mãe, porque ela é minha melhor amiga e sempre peço a sua orientação em tudo.

– Minha filha, não se envolva com esse rapaz, ele pode ser bonito, atraente, mas não professa a mesma fé que você. Além disso, é mais novo.

Recebi essas palavras como uma faca no meu coração.

Capítulo 2

Méuri Luiza

Colaborou: Meuri Luiza

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

  • Polliane Cardoso - Planalltina I

    Primeiro capítulo comendo, fiel até o ultimo.

  • Giovanna Lobato

    Ai ai ai chega logo terça, to contando os segundos!!! 😉

  • Patrícia - Amazonas

    Olá dn Meúri!

    Realmente suas histórias são muito interessantes, e servem como uma lição de vida para todas nós. Estou na expectativa do próximo capítulo.

    Um grande abraço Deus o abençoe!

    Bjs no ♥

    • Meuri

      Deus te abençoe Patricia.

      • leandrah

        suas historias, é realmente emocionante que Deus te abençoe muiiiiito…

  • Camila Silva

    D. Méuri, eu amo suas historias, com cada uma delas aprendi uma coisa, e tenho certeza que com Analú não vai ser diferente! Espero anciosa terça-feira! Beijos! Deus a abençoe..

    • Meuri

      Deus te abençoe Camila.

  • D. Méuri, eu estava muito empolgada para ler a historia de Analú, pois o meu sonho era ser jornalista

    • Meuri

      Parabéns Luiza, você está entendendo muito bem a história.

    • Meuri

      Tenho certeza que você irá aprender muito com essa história Rebecka. Deus te abençoe.

  • Rose Oliveira

    Oi Dn, Meuri amo as histórias que a sra conta, mas uma semana é muito tempo para esperarmos a sra poderia postar as histórias todo dia, ou se não a cada 02 dias, elas muito interessante e nos deixa muito curiosa.
    Um abraço e que Deus a abençõe.

  • Luiza Freire

    A história dessa jovem lembra uma postagem que o Bp Macedo pôs no blog dele ontem. Com qual dos 4 jovens a pessoa se casaria, só tendo como referência a beleza deles. Hoje foi posto o histórico criminal deles, sendo um deles é estuprador.

    Tudo bem que é fácil falar sendo solteira, mas tem que ter cuidado com o coração sempre.

    E algo que me chamou a atenção é que ela, apesar de se dizer evangélica e ter a família convertida, não menciona falar de Jesus para a amiga com problemas familiares.

    Gosto das histórias da senhora porque nos levam a usar a inteligência para refletir sobre o que está acontecendo na ficção e para usarmos em nossa própria vida.
    Sabe, Dona Meuri, a história da Marina me impactou muito na questão da vigilância na vida sentimental e serve como alerta.

    Desculpa pelo testamento ao invés de comentário. =)

  • Elaine Santos - SP

    Oi dona Meuri! Mais uma linda história que vou acompanhar. E já deu para ver que será muito interessante. E esse bolo que deu água na boca!
    Beijos

    • Meuri

      Pois é Elaine, ele parece estar muito bom…

  • Dri

    agora que tava começando a ficar interessante … chega logo terça !!

  • Adriana ceará

    Olá D. Méuri já li todo as as suas historias e todas ,muito forte e com finais felizes mas infeliz mente na vida real são poucos os casos que terminam assim .Observei que , cada historia tem um ensinamento a ser dado e essa com ser tesa não vai ser diferente , estou ansiosa para ver o desfecho dessa historia . beijinhos na fé 🙂

  • Kezia

    O maior erro que ela cometerá é querer se envolver com uma pessoa mais 3 anos mais nova.
    Não adianta, uma mulher sempre vai amadurecer mais rápido. Eles podem ser mais altos e fortes maias a cabeça sempre será bem mais atrasada que a nossa.
    E agora dona? Vou ter que segurar minha curiosidade pra semana que vem néh.
    Parabéns por mais essa história que já percebi que será tão boa e nos ajudará tanto como as outras.
    Beijos ♥

    • Meuri

      É uma grande verdade Kezia.

  • Giovanna Lobato

    Oi dnª Méuri Luiza, estou lendo suas histórias desde a história da Chrysti, e todas são muito interressantes, eu tenho 13 anos de idade, confesso que não gosto muito de ler não, mas as suas histórias me dão uma vontade enorme de ler cada vez mais… Espero que a srª venha ser cada dia mais expirada por Deus… Um bj e estou anciosa para proxima história 😉

    • Meuri

      Olá querida Giovanna, tudo bem contigo?
      Fico muito feliz que toda terça você está conosco. Deus te abençoe.

  • Cristiane Sobrinho

    Oi D. Méuri

    Sempre acompanho as suas histórias e já vi que essa vai ser muito interessante e nos trazer novos exemplos importantes para que possamos ficar com nossos olhos bem abertos!!
    Todas as terças estou aqui acompanhando!
    Deus te abençõe!!

    • Meuri

      Com certeza Cristiane essa história irá abrir os olhos de muita gente. Dica com Deus.

  • Mais uma história que a senhora escreve e que me deixa com vontade de ler mais a semana inteira, rs , amo todas as histórias, e essa quero levar para mim, não sei o porque, quando comecei a ler parece que essa história vai falar um pouco de mim, e talvez do meu futuro, mais estarei vigiando tudo. Estou aguardando a próxima terça, beijinhos ♥

    • Meuri

      Olá Karine. Analú é uma moça que cresceu na igreja e conhece a Palavra. No decorrer da história você verá como age uma pessoa pelo coração e as armadilhas que são colocadas em sua frente. Até a próxima terça .

  • Flávia França

    Ah Dona Méuri, seus post sempre com um gostinho de quero mais.

    Seria muito bacana a senhora lançar um livro com todas as histórias curtas.. elas são muito inteligentes e edificantes. Nos fazem pensar, analisar.. AMO!

    Deus abençoe.. e espero mais sobre AnaLú 😉

    • Meuri

      Olá Flávia. A história da Analú acontece quase todos os dias e é um alerta para quem está solteira. Deus te abençoe.