A mulher da moda

postado em: Autoajuda, Beleza, Blog, Comportamento, Dinheiro, Pessoal

85 comentários

Depois de demorar um século para aprender a usar o colorblock, descobri que agora já é o look monocromático que manda no pedaço… Quando a gente aprende um look, já tem logo outro para aprender… E assim é a moda…

O que é a moda senão um negócio, um meio de se fazer muito dinheiro? Pelo menos umas quatro vezes ao ano esse mercado nos apresenta algo novo, uma cor do momento, um acessório indispensável… E os responsáveis por ela sempre arranjam uma maneira de nos fazer comprar, comprar, comprar no ano inteiro, num consumismo desenfreado. Para você ter uma ideia da lavagem cerebral que passamos, eu ainda não me conformo de não ter uma calça jeans de cor laranja ou verde, ou de qualquer cor (como todo o mundo usa por aí). Nunca imaginei um dia usar uma e agora não vejo a hora de ter uma… Veja que absurdo!

Só que nós mulheres, embora saibamos que a moda não deve ditar nossas vidas, sempre nos achamos escravizadas por ela. É sempre aquele mesmo comentário: ‘Isso está muito na moda’. Por que será?

Além da questão de sermos bem mais impulsivas e emotivas, tem também a questão do que olhamos. É aquele ditado antigo, ‘O que os olhos não veem, o coração não sente.’ Se a gente não vê, a gente nem sente falta… Mas a partir do momento em que a gente vê, pronto – precisamos desesperadamente e achamos sempre uma desculpa que aceitamos como um verdadeiro fato: ‘Combina com aquele colar que eu ganhei'; ‘Estava doida pra comprar um desses’; ou ‘Eu não tenho nenhum sapato dessa cor’.

O jeito é não olhar nem reparar. Nesse fim de semana estava me dando uma vontade doida de comprar, faz tempo que eu não saio para isso (quase dois meses), daí logo me veio a ideia de arrumar o meu armário, assim eu vejo o que tenho e anulo essa coceirinha de ir ao shopping. É só você fazer vários looks com o que já tem e vai descobrir que, na verdade, não precisa comprar mais, e sim ser mais criativa com o que tem.

 

Comentários (85)

comentar
  1. Silmara Sabino - SJCamposDisse:

    Fato e que pode virar compulsivo, os meios que comunicação alienam..é impossível dizer que vai compar uma esponja de aço…Eu quero bombril…ou comprar amido de milho Eu quero maizena…é a forma de manipular nossas aquisições e ganar muita grana, mas como viver fora da moda e das tendencias mercadológicas, se quando vamos as lojas os looks são baseados nas passarelas de New York e milão, inconsciente já estamos neste sitema que escraviza, sim temos que usar a criatividade, trocar experiências e buscar o que gostamos e nos faz bem…

    Deixar um comentário
  2. Ana Helena /RealengoDisse:

    Não podemos nos levar pela moda e nem pela mídia.se não ficamos sempre endividadas.

    Deixar um comentário
  3. DanielenDisse:

    “SER CRIATIVA COM O QUE TEM……” ESSE É O SEGREDO, AS VEZES VEMOS A MODA, E AI QUE ENTRA A CRIATIVIDADE DE TRANSFORMAR O QUE FOI BOM , NO MELHOR…..

    Deixar um comentário
  4. laizDisse:

    JA FAZ 1 ANO E MEIO QUE NÃO COMPRO NADA PRA MIM. ESTOU QUSE NO SINAL DE ALERTA POIS ESTOU PASSANDO POR UMA LUTA NA VIDA FINACEIRA…
    AS VEZES FIO TRISTE DE SAIR DE CASA POIS VEJO PESSOAS BEM VESTIDAS E EU COM AS MINHAS ROUPAS SURRADAS.. TO PROCURANDO SER FORTE. UNS COM TANTO E OUTROS COM TÃO POUCO.

    Deixar um comentário
  5. MaisaDisse:

    Olá Cris!
    Esse blog: http://umanosemzara.blogspot.com.br/
    ensina as mulheres a viverem com as roupas dos seus armários e comprarem de forma consciente.
    A princípio a ideia da dona do blog foi ficar 365 dias sem comprar e durante esse período só se vestir com o que ela tinha no armário. Daí o nome do blog. E ela conseguiu. Atualmente, como os 365 dias já passaram, ela ensina como comprar e não se endividar.
    Vale a pena dar uma olhadinha e pegar algumas ideias de looks que podemos usar com as roupas que temos (:
    Beijos ;*

    Deixar um comentário
  6. valdinea guimaraesDisse:

    Bom-Dia,é a pura verdade….Muitas das vezes a moda vem ditando nossas vidas.Beijos.

    Deixar um comentário
  7. SherryDisse:

    Pura verdade!!!!!
    O que os olhos não vêem, o bolso tbm não sente. rsrs.

    Deixar um comentário
  8. Gi SodréDisse:

    que legal!!! O primeiro comentário é o meu!

    Dona Cris, te admiro muito!
    Deus a abençoe cada dia mais ;)

    Deixar um comentário
  9. Gi SodréDisse:

    Eu sou meio de veneta. As vezes sigo a moda, mas as vezes faço a minha propria.
    Sei lá… Acho legal não ser sempre dirigida pelo q a midia impoe. Eu só uso oq eu quero mesmo rs

    Deixar um comentário
  10. Genilda SilvaDisse:

    Hoje em dia temos tantos benefícios e regalias que as mulheres do passado não tinham, que nos perdemos achando que precisamos sempre de mais e mais.

    Deixar um comentário
  11. UiaraDisse:

    É bem verdade que hoje somos sim quase que uma vítima da moda.Todas nós passamos por aquelas vontades intempestivas,nos sentimos obrigadas a usar determinada peça apenas afim de colocar mais um item no guarda-roupa.Creio que a Senhora está absolutamente certa à respeito ‘o que os olhos não vêem, o coração não sente.’Assim evitamos de ir as compras.Eu hoje busco aliar aquela vontade de comprar algum item da moda com a necessidade de estar bem vestida em um determinado compromisso, uma forma de unir o útil ao agradável, quer dizer satisfazer aquela vontade com uma peça do guarda-roupa que estava faltando e que eu realmente vá precisar.

    Deixar um comentário
  12. Michelle JaquesDisse:

    É verdade, esses dias fui dar uma arrumadinha no meu guarda-roupas e achei roupas lindas que nunca tinha usado ou que eu nem lembrava mais que tinha! Ótiiiiiima dica! Adorei rsrsrsrs
    Beijinhos ;*

    Deixar um comentário
  13. Lucineide Santos/Formosa-GoDisse:

    É verdade Dna.Cris…
    Ás vezes, mesmo tendo opções para usarmos e ficarmos bonitas sem gastar, preferimos ou somos impulsionadas a comprar qualquer coisa que enche os nossos olhos,porém devemos ser resistentes à essas tentações e analisarmos se realmente valerá a pena fazer tal coisa… Temos que aprender a agir pela razão e deixar as vontades em segundo plano, pois nem sempre a nossa vontade nos trará benefícios!!!
    Na fé!

    Deixar um comentário
  14. Núbia OnaraDisse:

    Aprendi isso a duras penas quando fiquei um tempo sem trabalhar. Não podia comprar mais (por um tempo). E o RUSH me estimulou ainda mais porque eu tinha que dar um jeito pra usar saia ou vestido para ir à Igreja e aí eu descobri foi coisa no meu guarda-roupa.

    Hoje não tenho mais os “trocentos” pares de sapatos que eu tinha, nem as “trocentas” calças jeans, blusas, acessórios etc etc etc

    Eu olho pra meu guarda-roupa e fico surpresa comigo mesma. Aprendi a comprar peças boas e essenciais e com elas eu faço as inúmeras variações.

    Mais o fator que eu percebo que me “libertou” do meu frenesi por compras foi a idade. Aos 30 estamos mais definidas quanto ao estilo, prezamos qualidade, escolhemos aquelas peças que é a nossa assinatura. Minha mãe fica surpresa quando me pergunta “não vai querer fazer uma roupa pra tal evento ?” e eu digo que vou usar o que eu tenho. Ah e ainda saio alinhada e recebo elogios.

    Mas comprar de vez em quando ainda é muito bom (mas só de vez em quando).

    Deixar um comentário
  15. paula limaDisse:

    amei!!!!!!!!!

    Deixar um comentário

Deixar um comentário