"Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade."
10
nov2014

Desabafo de Deus


<
14
mai2010

Meu Pedido

Untitled-2Muita gente conhece o Renato Maduro. Foi a primeira vítima das drogas a ser liberto na IURD. Um filho na fé muito amado. Sempre sincero, fiel, cumpridor dos seus deveres e, sobretudo, cheio do Espírito. Seu ministério tem sido confirmado e respeitado, tanto que, nos lugares por onde passou, gerou filhos e discípulos na fé. Tem trabalhado em muitas igrejas pelo Brasil e no mundo. Hoje, serve a Deus na Califórnia. Mas, por razões desconhecidas, tem lutado contra uma enfermidade fatal. Já enfrentou outra e foi curado.

Apesar de estarmos intercedendo a Deus por ele, ainda assim, PARECE que esse mal, segundo a medicina, está avançando. Digo parece, porque sua enfermidade já foi eliminada há dois mil anos.

Numa troca de email ele me disse:

No último e-mail veio uma palavra de força e esperança: Deus NUNCA nos abandona, a não ser que Ele seja injusto! Ontem eu fui ao médico e a palavra foi de morte: Ele disse que este tratamento está terminando, e foi ótimo, porém, não me curou totalmente, e que a partir de agora eu deveria aproveitar o máximo a minha vida, porque, o que se espera é de um 1 ano somente de vida!

Ele usou a seguinte expressão: quando somos pequenos, nossos Pais dizem: “tem que poupar pra ter uma garantia no futuro”, e que no meu caso, chegou a hora de gastar e viver o máximo que eu puder, pois não há muito tempo de vida!

Como é importante crer na Palavra de Deus. Ela tem vida e traz esperança!

Gostaria de apelar para os valentes da mais nova Tribo de Israel, a IURD, e em especial aos seus filhos na fé, orações e jejuns por ele. Quem o fizer por ele, estará fazendo por mim.

O Espírito Santo diz: …orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. Tiago 5.16

Vamos unir nossas forças e fazê-lo tomar posse da cura Divina consumada no Calvário.

Muito obrigado em o Nome do Senhor Jesus!

<
12
nov2009

Ação ou Oração?

1

Saber separar o momento certo entre oração e atitude é fundamental na conquista dos benefícios da fé. Muitas vezes, apela-se à oração quando se deveria tomar atitude. Outras, toma-se atitude quando se deveria orar. Por conta disso, oportunidades são desperdiçadas e derrotas acrescentadas.

O exemplo de Moisés serve como lição. Ao sair do Egito, chegou diante do Mar Vermelho liderando três milhões de pessoas, dentre as quais anciãos, grávidas, crianças, recém-nascidos, animais, além de seus pertences. Na retaguarda, sob o comando do próprio Faraó, vinha o furioso exército egípcio armado até aos dentes. Moisés não tinha armas nem exército para se defender. A dificuldade de locomoção não lhe permitia fugir. Tecnicamente, não havia nenhuma saída.

Muitas vezes nos deparamos com situação semelhante. O que fazer? A gravidade daqueles momentos era tão intensa que Moisés nem orou. Mas clamou.

“Por que clamas a Mim? Mande o povo seguir em frente. E você estenda o cajado, toque o Mar e divida-o para o povo passar”, foi a resposta Divina. (Exodo 14. 15,16)

Deus tem provido Seu povo do cajado da fé. Tal ferramenta exige atitude. Fé é ação! Se há certeza absoluta, há fé. E, se há fé, por que orar ou mesmo clamar quando se sabe o que deve ser feito?

<
Pesquise outros posts
Palavra Amiga
Idiomas
Pastor Online
Clique em curtir e seja um Fã no Facebook
Assine nossa newsletter!
Cadastre-se e receba diariamente todas as novidades do blog:
* obrigatório
Siga-me no Twitter
Canais Oficiais
Ganhe almas! Divulgue no seu site
 
O pão nosso para 365 dias
arcacenter.com.br
Últimos Comentários
www.bispomacedo.com.br - © Copyright 2015 - Blog do Bispo Edir Macedo