Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

De uma forma ou de outra, muitos caídos ficam prostrados e desanimados da fé…

A volta para a igreja fica ainda mais difícil por conta das vozes malignas dizendo:

– O que vão falar ou pensar a seu respeito?
– Ninguém mais vai acreditar em você! Todo mundo vai ver você como um fracassado…
– É melhor você ler a Bíblia, orar e seguir Jesus em casa, livre dos olhares dos que o conhecem. E aí ninguém vai criticar ou olhar para você com desdém…

Essa é a posição mais almejada pelo mal. Porque quanto mais o cristão se isola da comunhão na igreja mais vulnerável fica aos seus ataques.

E começa assim: um dia lê a Bíblia, mas no outro, se esquece. Um dia ora com mais fervor. No outro com menos. E pouco a pouco, sem perceber ele vai substituindo a prática da fé por coisas “mais emocionantes”. E quando menos espera, sua chama está totalmente apagada. Virou carvão…

A título de exemplo, quando jovem me apaixonei por outra da própria igreja. Ela reunia condições espirituais para ser minha esposa. Fiquei noivo dela e chegamos a montar parte da casa.

Em tempo descobri que não era a vontade de Deus. Terminei o noivado. Em seguida tive de enfrentar as críticas dos pais dela, dos meus, de toda a igreja, incluindo bispos e pastores…

Senti na pele a vergonha dos olhares julgadores em cima de mim. Não foi fácil!

Contudo, mantive minha frequência firme na igreja, independentemente da vergonha. Afinal de contas era a minha salvação que estava em jogo. Não podia vacilar com ela nem que a vaca tossisse!

Para conservá-la eu precisava manter-me junto ao braseiro (igreja). Provérbios 26.20

Mesmo corado por dentro e por fora!

Deus permite humilhações para não nos ver orgulhosos da própria fé.

Se este é o seu caso, dê graças a Deus pela humilhação e vai em frente! Porque os humilhados, a seu tempo, serão exaltados. (Mateus 23.12)

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: