Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

É impressionante a diferença que a saúde e o bem-estar da Fé produzem na vida das pessoas, pois, dependendo do estado em que se encontram, podemos ver algumas removendo montanhas e outras sendo arrastadas para o abismo das derrotas e destruição, por brisas bem suaves.

E isso acontece em qualquer lugar, inclusive no ambiente da igreja do Senhor Jesus. Sempre vamos poder ver os sintomas destes dois estados de Fé: a saudável e a enferma.

A fé sadia torna coisas mortais em coisas possíveis, e a enferma faz o contrário, torna uma calmaria em tempestade, em algo grave, e o reversível em um caso perdido.

A saudável reduz a nada as coisas mais graves e a enferma dimensiona as coisas mais simples e menos ameaçadoras. Temos dois exemplos bíblicos para isso:

Naqueles dias, Ezequias adoeceu de uma enfermidade mortal; veio ter com ele o profeta Isaías, filho de Amoz, e lhe disse: Assim diz o SENHOR: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás e não viverás. Então, virou Ezequias o rosto para a parede e orou ao SENHOR, dizendo: Lembra-te, SENHOR, peço-te, de que andei diante de ti com fidelidade, com inteireza de coração, e fiz o que era reto aos teus olhos; e chorou muitíssimo. Antes que Isaías tivesse saído da parte central da cidade, veio a ele a palavra do SENHOR, dizendo: Volta e dize a Ezequias, príncipe do meu povo: Assim diz o SENHOR, o Deus de Davi, teu pai: Ouvi a tua oração e vi as tuas lágrimas; eis que eu te curarei; ao terceiro dia, subirás à Casa do SENHOR. Acrescentarei aos teus dias quinze anos e das mãos do rei da Assíria te livrarei, a ti e a esta cidade; e defenderei esta cidade por amor de mim e por amor de Davi, meu servo. 2 Reis 20.1-6

No trigésimo nono ano do seu reinado, caiu Asa doente dos pés; a sua doença era em extremo grave; contudo, na sua enfermidade não recorreu ao SENHOR, mas confiou nos médicos. Descansou Asa com seus pais; morreu no quadragésimo primeiro ano do seu reinado. 2 Crônicas 16.12,13

Viram a diferença?

A doença de Ezequias era mortal e a de Asa era grave, mas reversível!
O que determinou que Ezequias vivesse mais quinze anos e que Asa morresse com uma enfermidade nos pés foi a saúde da Fé de cada um deles, pois, a “Fé sadia” de Ezequias não o deixou perder sua dependência para com Deus, e a “Fé enferma” de Asa o empurrou para os braços do homem, já que confiou mais nos médicos do que em Deus!

Amigo(a), como está a saúde da sua Fé?

Deus os abençoe sobremodo!

Bispo Guaracy Santos
Colaborou: Bispo Guaracy Santos

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: