Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

O terceiro tipo de eunuco referido pelo Senhor Jesus diz respeito ao que castra a si mesmo por causa do Reino dos Céus (Mateus 19.12).

Naqueles tempos, castrar significava a privação total dos órgãos de reprodução, sem anestesia, e envolvia três tipos de sacrifício:

Primeiro: a dor quase insuportável;
Segundo: a privação do prazer sexual;
Terceiro: o direito de procriar.

Essa sequência de sacrifícios só se justificava porque o prêmio era o Reino dos Céus. Em outras palavras: o fiel que se submetia ao próprio martírio priorizava a Salvação da sua alma acima de tudo o que a vida neste mundo poderia lhe proporcionar.

Também em outra ocasião, de forma similar, o Senhor disse que é melhor entrar no Reino dos Céus coxo, aleijado ou caolho do que entrar perfeito no inferno (Mateus 18.8,9).

Só valorizam o Reino dos Céus aqueles cujos nomes estão escritos no Livro da Vida, que realmente creem no Senhor Jesus Cristo e praticam a Sua Palavra. Esses receberam a revelação do Espírito de Deus e jamais colocam em risco a sua Salvação por nada deste mundo. Salvo quando, liberalmente, abandonam a prioridade da sua alma por uma paixão carnal.

O sacrifício voluntário da castração espiritual é a mais clara materialização da autêntica fé.

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: