Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Sou de família humilde, com pai ausente, o que me levou às drogas quando completei 13 anos de idade. Para chamar atenção das pessoas e ser popular, procurei ser aceito da maneira errada. Comecei a usar cigarros e bebidas alcoólicas, depois passei a matar aula para fumar maconha. Daí em diante, me arrisquei vendendo drogas e fazendo diversos assaltos.

Todos os dias curtia festas e bares, nas quais, crack e cocaína não podiam faltar. Perdi a conta de quantas vezes tentaram me matar e eu também tentei matar os outros, vi e participei de várias coisas erradas.

Minha vida era triste e vazia, quem me olhava não imaginava que eu buscava apenas ser feliz. Com a família destruída, vivia na miséria, pois o dinheiro sujo que ganhava se acabava com luxos e vaidades; vivia com várias mulheres sempre sob efeito das drogas. Minha vida parecia uma causa impossível.

Meu fundo de poço veio após meus próprios amigos tentarem me matar por causa de dinheiro e poder do crime. Estávamos curtindo e começamos uma discussão, todos que estavam comigo me bateram com garrafas, pedras, pauladas e facadas. Estava muito bêbado, só escutava “vamos ter que matá-lo agora!”.

Fui encontrado por uma moça após dois dias, que viu um dos meus sapatos, achou bonito e resolveu procurar o outro. Graças a Deus, pois, quando o achou, se deparou com um rapaz no mato, ensanguentado, com moscas e cachorros em cima do corpo, que era eu! Foi chamado o IML, mas eu ainda estava vivo.

Fui para a UTI e fiquei três dias em coma profundo, mais onze dias em coma induzido, sofri três cirurgias de reconstrução facial, 48 pontos e fiquei três meses fazendo fisioterapia para recuperar os movimentos até receber alta do hospital.

Após tudo isso, recebi um convite para conhecer o trabalho da Igreja Universal, e participar do Força Jovem – FJU. Tudo começou a mudar em minha vida, abandonei tudo o que me fazia mal, fui liberto, larguei os maus hábitos e comecei a trabalhar.

Entreguei minha vida para Jesus e me batizei, busquei e recebi o Espírito Santo. Hoje, com a vida transformada e traumas do passado superados, estou conquistando e realizando sonhos através da fé, sou obreiro e candidato para o Altar, tenho uma vida diferente do que era antes, minha família também mudou observando a minha mudança.

Alguém acreditou em mim, agora eu acredito em você!

Luiz Henrique

Bispo Edir Macedo
Bispo Edir Macedo

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: