Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

Infelizmente, muitos “sinceros cristãos” têm sido enganados pelo diabo ao receberem um “falso espírito santo”. O espírito enganador é o pior tipo de espírito maligno, pois só perde na capacidade de enganar para o próprio diabo, a ponto de se passar pelo verdadeiro Espírito Santo, por conta de aspectos que não poderiam ser tomados como relevantes, tais como, falar em línguas, já que os demônios sabem falar em línguas, e o sentir emoções (choro e riso), que acabam levando a uma falsa sensação de bem-estar. (Provérbios 1.32)

Qual é a importância do Senhor Jesus quando queremos identificar o Espírito Santo em nós? Simples, o Espírito Santo é o Espírito de Jesus Cristo.

Quando falamos que o Espírito Santo é o Espírito de Jesus, anulamos qualquer possibilidade de Ele Se tornar um “misterioso poder” dentro da Igreja. O Espírito Santo é o Espírito de quem é o nosso melhor Amigo, Salvador, de quem nos amou a ponto de colocar de lado a Sua glória e de Se fazer nosso Servo, nos servir e morrer por nós, tudo para que sejamos salvos do fogo sem fim e vivamos com Ele eternamente.

Por esta razão, quando Jesus disse aos Seus discípulos que o Espírito Santo viria, e Se referiu ao Espírito Santo como um “Outro Consolador” (João 14.16), Ele não Se referia à possibilidade do Espírito Santo ser diferente ou nos ensinar coisas diferentes. Esta palavra “outro”, na língua original do texto, não significa um tipo diferente, mas outro do “mesmo tipo”.

Porque o Espírito Santo é o Espírito de Jesus, e não podemos atribuir ao Espírito Santo qualquer coisa que conflita com a Verdade ensinada por Jesus Cristo. O Espírito Santo e Jesus não são rivais, nem inimigos, nem disputam a nossa fidelidade ou nos oferecerem diferentes bênçãos. Por conseguinte, Jesus diz a respeito do Espírito Santo:

Mas Aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em Meu Nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. João 14.26

Ele Me glorificará, porque há de receber do que é Meu e vo-lO há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é Meu; por isso, vos disse que há de receber do que é Meu e vo-lO há de anunciar. João 16.14,15

Sendo assim, se você quer saber se você tem o verdadeiro Espírito Santo ou não, olhe para o Senhor Jesus e compare as suas atitudes, caráter e principais características com as dEle. Porém, o que mais quero passar aqui é que o Senhor Jesus viveu e selou a FÉ SOBRENATURAL como o único meio de nos ligar a Deus e a tudo que diz respeito a Ele. Uma pessoa cheia do Espírito Santo, sobretudo, tem que ser cheia desta FÉ SOBRENATURAL, para vencer a tudo e a todos, tal e qual o Senhor Jesus venceu quando aqui viveu na condição de homem!

Essa comparação é a única forma de você chegar a uma conclusão perfeita.
Deus abençoe a todos!

Bispo Randal Brito
Colaborou: Bispo Randal Brito

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: