Não escolhemos vir ao mundo, mas temos o direito de escolher onde viver a eternidade.

Blog

18º Dia do Jejum de Daniel

O principal motivo do fracasso das pessoas é o fato de elas não terem uma relação estreita com o Espírito Santo, pois é Ele Quem nos guia, dirige, protege, enfim, Ele é a própria vida. O afastamento dEle tem trazido dores e sofrimentos para muitos.
Em uma ocasião o profeta Jeremias, ao ver a desolação de Israel, disse:

Por estas coisas, choro eu; os meus olhos, os meus olhos se desfazem em águas; porque se afastou de mim o Consolador que devia restaurar as minhas forças; os meus filhos estão desolados, porque prevaleceu o inimigo. Lamentações 1.16

Aqui ele mostra qual foi a causa da desgraça de seu povo: o Consolador Se afastou. Diante disso o inimigo prevaleceu e já não havia forças para lutar. Mas a pergunta é: Por que Ele Se afastou? A história nos mostra que a desobediência, o pecado, a insistência de andar em seus próprios caminhos sem ter compromisso com Deus provocou o afastamento do Consolador e, por consequência, o fracasso de Israel, que foi levada a perder sua identidade como nação, além de ter seu povo levado cativo para a Babilônia, onde gemeu por 70 anos. Na verdade, eles é que se afastaram!

Hoje em dia temos visto o mesmo. Pessoas que estão dentro ou fora da igreja gemendo e que se cansaram de lutar por sua família, por seu casamento, por sua economia e, até mesmo, pela própria vida, pois até desejo de suicídio sentem. E muitos pensam que esse cansaço é devido ao desgaste, ao tempo, ao estresse, mas, no fundo, no fundo, essa falta de forças é exatamente pela ausência, pelo afastamento do Espírito Santo delas. Não que Ele tenha Se afastado, mas elas o fizeram, e quando Ele não está presente na vida de alguém, a pessoa é consumida pelos problemas.

E como se isso não fosse pouco, o inimigo (diabo) prevalece contra ela, pois cada luta travada é uma derrota segura, já que ela está lutando só, sem a direção e proteção do Espírito.

Dia 17 será o último dia do Jejum de Daniel, e será a maior oportunidade para os cansados, abatidos, os que estão tendo um fracasso atrás do outro mudarem essa situação, pois será o dia em que vamos buscar essa aproximação, fazer com que os sedentos, todos os que desejam com toda a sua alma, tenham uma experiência com o Consolador.

Aqueles que vierem ao Altar com um coração arrependido, determinados a mudar, serão cheios do Espírito Santo, e Ele dará novas forças, restaurará, e afastará o inimigo que vinha prevalecendo.

Se aproximar ou continuar afastado? A decisão é de cada um!

Bispo Franklin Sanches
Colaborou: Bispo Franklin Sanches

Participe! Deixe seu comentário sobre este post

Você sabia que também pode receber as mensagens do meu blog por e-mail? Preencha abaixo: